conecte-se conosco


Mulher

Outubro Rosa: sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer de mama

Publicados

em


source
Outubro Rosa: sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer de mama
Reprodução: Alto Astral

Outubro Rosa: sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer de mama

O mês de outubro ganha a cor rosa para alertar a sociedade sobre um tema importante e necessário: o câncer de mama . Para deixar nossas leitoras cada vez mais informadas e prevenidas contra a doença, Alto Astral está fazendo uma série de matérias sobre o assunto.

Conversamos com duas especialistas e tiramos todas as dúvidas sobre as fases de sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção da patologia. Leia, compartilhe com as amigas e engaje-se nesta causa tão essencial para a saúde e a vida das mulheres.

A doença pode ser silenciosa

Segundo a mastologista Fabiana Makdissi, chefe do Centro de Referência da Mama do A.C. Camargo Cancer Center, nem sempre o câncer de mama em estágio inicial apresenta sintomas. Nesses casos, manter os exames em dia é a única forma de constatar se há ou não um tumor, mesmo sem indícios. “Um nódulo pequeno no meio da mama, principalmente em pacientes obesas, ou um câncer no começo são situações que nem mesmo um profissional da saúde habilidoso conseguirá diagnosticar”, exemplifica.

Todavia, há alguns sinais que devem deixar a mulher em alerta e motivar a ida ao médico. “Um carocinho no seio ou embaixo do braço, alguma mudança na anatomia da mama, retração da pele ou do mamilo e secreções claras de sangue são sintomas que requerem atenção e a realização de exames que comprovem ou descartem a possibilidade de ser câncer”, pontua a especialista.

Veja Também:  Vamos correr? 7 dicas para quem deseja começar do zero!

Diagnosticando o câncer de mama

Os exames são o padrão-ouro de diagnóstico para a doença, visto que apenas eles conseguem confirmá-la com total certeza, independentemente do estágio. “A detecção é feita por mamografia — exame de eleição para rastreamento —, que pode ser complementado com ultrassonografia mamária e/ou ressonância nuclear magnética da mama. Esses procedimentos ajudam a identificar a lesão, seu tamanho, grau de extensão e acometimento de estruturas próximas”, explica a oncologista Andréa Paiva Gadêlha Guimarães, do Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica (IUCR).

Leia Também

No entanto, a médica ressalta que o diagnóstico definitivo só pode ser feito pela biópsia. “É retirado um fragmento da mama que vai para a análise de um médico patologista, o qual será responsável pelo laudo final deste exame, chamado anatomopatológico. Outro método, o exame imunoistoquímico, analisa o tumor e fornece informações necessárias para o prognóstico e tratamento da doença”, complementa.

Veja Também:  Ações planejadas são favorecidas por Marte em Virgem

Como tratar

Andréa destaca que o tratamento dependerá de muitos fatores que vão desde a extensão do tumor, acometimento de outros órgãos pelo câncer — a metástase — e características moleculares até particularidades da paciente, como idade, desejo de ter ou não filhos, comorbidades e menopausa. “Entre as alternativas para tratar o câncer de mama estão cirurgias, quimioterapia, hormonioterapia, radioterapia e terapias-alvos, utilizados ou não de maneira combinada”, conta a oncologista do IUCR.

Prevenção pode ser aliada no combate à doença

Fabiana diz que costuma atribuir o risco do câncer de mama a dois motivos principais: ser mulher e estar envelhecendo todos os dias. Mas o que pode ser feito para prevenir a patologia? “Reduzir a obesidade e aumentar a atividade física são as principais formas de prevenção, ou seja, controlar o peso e se exercitar. Além disso, o uso adequado de reposição hormonal em que não haja nenhuma alteração na mama e reconhecer os episódios de cânceres na família também são importantes”, destaca a mastologista do A.C. Camargo Cancer Center.

Fontes: Fabiana Makdissi, mastologista e chefe do Centro de Referência da Mama do Hospital A.C. Camargo Cancer Center; e Andréa Paiva Gadêlha Guimarães, oncologista do Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica (IUCR).

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

Outubro Rosa: reconstrução mamária devolve a autoestima da mulher

Publicados

em


source
Outubro Rosa: reconstrução mamária devolve a autoestima da mulher
Reprodução: Alto Astral

Outubro Rosa: reconstrução mamária devolve a autoestima da mulher

O que acontece após o diagnóstico do câncer de mama? A campanha Outubro Rosa promove debates de conscientização sobre a prevenção, detecção e também tratamento da doença. Uma vez que o tumor foi identificado, grande parte das mulheres passa por uma cirurgia chamada mastectomia para a retirada parcial ou total da mama. Mas e depois?

“A reconstrução da região tem um papel importante no resgate da autoestima, pois ajuda a minimizar os impactos físicos e emocionais causados pela mastectomia. Trata-se de uma cirurgia plástica reparadora com resultados naturais”, explica a cirurgiã plástica Leticia Odo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

A também cirurgiã plástica Thamy Motoki explica que existem duas possibilidades: “A prótese de silicone é indicada para pacientes que retiraram toda a glândula. Já nas cirurgias mais extensas, é possível reconstruir a mama a partir de retalhos locais ou até mesmo com tecidos de outras regiões do corpo, como dorso e abdome”.

Impactos emocionais

O câncer de mama exerce um grande impacto no emocional das mulheres — tanto pelo medo da doença, quanto pelas modificações físicas —, por essa razão é indicado o acompanhamento psicológico durante o tratamento. Esse apoio se faz necessário também após a retirada do tumor, momento no qual a paciente verá um novo corpo refletido no espelho.

Veja Também:  Essa ou aquela? Saiba qual a melhor escolha na hora de compor um look

“O trabalho de um psicólogo, quando uma mulher opta por fazer a reconstrução mamária, é de entender primeiro como ela lidava com o corpo antes do diagnóstico. A partir daí, podemos compreender melhor sua relação com este novo corpo, diferente e com uma cicatriz, que carrega essa história”, destaca a psico-oncologista Marilia Zendron.

A especialista salienta que a decisão é muito subjetiva. Segundo ela, há mulheres que enfrentam a reconstrução com mais tranquilidade, pois sonhavam com um peito maior. Outras decidem deixar a cirurgia para outro momento ou sequer cogitam fazê-la, pois se sentem bem com o corpo. “Cada mulher saberá dizer o que a faz feliz e a deixa satisfeita com a própria imagem”, pontua.

Leia Também

Pós-operatório

Letícia relembra que os cuidados pós-operatórios são os mesmos de uma mamoplastia feita para fins estéticos e devem ser orientados pelo médico responsável, afinal, cada caso é único. “Nos primeiros dias, serão necessários a utilização de curativos sobre as incisões e repouso relativo, evitando ao máximo esforço ou movimento repetitivo com os braços. Para sustentar a mama e minimizar o inchaço, uma bandagem elástica ou sutiã apropriado deverão ser usados”, indica.

Veja Também:  Vamos correr? 7 dicas para quem deseja começar do zero!

ONG Orientavida

A ONG Orientavida vem promovendo a campanha Pense Rosa, que ajuda mulheres que estão na fila de espera do SUS (Sistema Único de Saúde) a realizarem mamografias. A cada 12 pulseiras vendidas no site da ONG, a venda é revertida em um combo de diagnóstico de câncer de mama. Até agosto deste ano, 11 mil mamografias foram realizadas. A meta da ONG Orientavida é atingir 15 mil até dezembro de 2021. Participe!

Fontes: Letícia Odo, cirurgiã plástica, especialista e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e médica dos corpos clínicos do Hospital Israelita Albert Einstein e do Hospital Sírio Libanês; Thamy Motoki, cirurgiã plástica, membro titular da SBCP e médica no Hospital São Luiz, e Marilia Zendron, psicóloga especialista em psico-oncologia pelo A.C. Camargo Cancer Center e membro do corpo clínico da Clinonco.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Desafio dos 21 dias: perceba milagres em sua vida

Publicados

em


source
Desafio dos 21 dias: perceba milagres em sua vida
Michele Sensitiva

Desafio dos 21 dias: perceba milagres em sua vida

Quanto mais temos a liberdade de fazer escolhas em nossa vida, maior é o poder da nossa ação. Se souber como é importante entender o seu íntimo, o quanto a boa fé em si e no outro existe em você, suas ações serão tão poderosas que poderão transbordar em outras vidas.

Ser uma boa pessoa e dar o melhor de você implica em aprimorar o seu entendimento do que é fazer o bem, ser bom e fazer o teu melhor.

JÁ CONFERIU O  HORÓSCOPO  NO SITE DO JOÃO BIDU? VEJA AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

Dando um passo mais a fundo, se suas ações importam ao influenciar a boa pessoa que você acredita ser, vamos levar em conta a direção da flecha em sua vida amorosa.

Sempre que puder verificar o quanto tem contribuído positivamente, vai entender que a força Universal do amor só poderá te ajudar a fazer com que tudo tenha uma estrutura sempre melhor. 

Veja Também:  Ações planejadas são favorecidas por Marte em Virgem

Seu companheiro de jornada, tem estado alheio ao relacionamento? Nem sempre é traição, uma terceira pessoa ou uma paixão secreta.

As pessoas se distraem dentro da rotina que vivem, e despertar a paixão de quem você ama também é um jeito de ser uma pessoa que tem em si a fé no outro.

Vivemos num período energético em que as pessoas sempre vão acreditar na desconfiança em algum nível. Não faça parte deste grupo.

A parte bonita em viver algo novo está em ser, doar, multiplicar desde a cordialidade com quem você se importa, quanto um sentimento romântico, que é pelo outro, confiante, seguro e com votos reafirmados todos os dias.

Torne o teu mundo melhor, seja a pessoa que inspira e impulsiona quem estiver por perto a fazer diferente, encorajar alguém é tão gratificante que você vai acabar experimentando a presença de Deus, dentro de você, no seu íntimo.

Leia Também

Nestes próximos 21 dias te convido a se desafiar, em cada dia, reforçar três pessoas positivamente, seja por um elogio verdadeiro e genuíno ou em outras três ações, encorajar pessoas a ser o melhor que elas puderem. Você verá que pequenos milagres vão acontecer diante dos seus olhos.

Veja Também:  Cabelo branco nórdico é nova tendência para ousar além do platinado

O destino é um caminho que a gente escolhe como vai passar por ele, se olhando para as pedras ou para as flores e a paisagem, caso levante a cabeça.

Inspire mais profundo, aprenda a rezar do seu jeito, não importa como, desde que faça com frequência. Intoxique sua mente só com coisas proveitosas, que deixem seu estado de ânimo sempre melhor. Vai ser transformador, você vai ser seu próprio trevo de 4 folhas!

Texto: Michele Sensitiva

Site: michelesensitiva.com

LEIA TAMBÉM:

  • Alecrim: descubra os benefícios desta planta para o corpo e para a mente
  • Sonho progressivo: entenda o que é e descubra se já teve

    Planetas regentes dos signos: descubra qual é o seu e como ele influência

    Fonte: IG Mulher

    Comentários Facebook
    Continue lendo

    QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

    EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

    Barra do Bugres e Região

    Mato Grosso

    Agronegócio

    Mais Lidas da Semana