conecte-se conosco


Tecnologia

Oxímetro do Galaxy Watch 4 é comparado a ferramentas médicas em estudo

Publicados

em

Galaxy Watch 4 tem precisão
Divulgação/Samsung

Galaxy Watch 4 tem precisão

O Galaxy Watch 4 pode se tornar uma ferramenta importante na área da saúde. Segundo um estudo publicado pela revista médica Sleep Health, realizado pela Samsung Medical Center e Samsung Electronics, o smartwatch da sul-coreana ofereceu medições de Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) semelhantes aos de aparelhos médicos tradicionais, apesar da tecnologia ainda não ser 100% precisa.

O estudo monitorou 97 adultos com distúrbios do sono e, após vários testes, concluiu que o Galaxy Watch 4 pode ser usado para monitorar pacientes. Os pesquisadores realizaram medições simultâneas em várias pessoas que sofrem do distúrbio, tanto com o wearable da Samsung quanto com um sistema médico tradicional.

Os testes mostraram que o smartwatch da sul-coreana ofereceu leituras alinhadas aos do aparelho médico. Ou seja, quando houve alterações no nível de oxigenação no modelo de referência, o relógio exibiu dados similares, provando que o sensor SpO2 utilizado pela empresa é realmente preciso.

Com esses resultados, é possível concluir que o Galaxy Watch 4 pode ser um aliado importante para pacientes que sofrem de AOS, reduzindo a necessidade de procedimentos hospitalares mais caros, por exemplo.

Veja Também:  Google demite engenheiro que disse que IA tinha consciência

Esse distúrbio, que ocorre enquanto a pessoa está dormindo e roncando, bloqueia a passagem de ar devido ao colabamento das paredes da faringe, causando uma parada respiratória. A AOS afeta até 38% dos adultos em todo o mundo, com 50% dos homens e 25% das mulheres de meia-idade enfrentando um nível moderado a grave.

Vale ressaltar que, apesar do Galaxy Watch 4 entregar bons resultados, o estudo afirma que “outras melhorias nos algoritmos de dispositivos vestíveis são necessárias para obter informações mais precisas e confiáveis ​​sobre as medições de saturação de oxigênio”. Portanto, a tecnologia do dispositivo não é 100% precisa e ainda carece de aprimoramentos.

Galaxy Watch 4 tem grande potencial na área da saúde

O Galaxy Watch 4 tem sido considerado um ótimo aliado quando o assunto é saúde. Em junho deste ano, a Samsung firmou uma parceria com o InCor, do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, para monitorar pacientes à distância usando o relógio.

Veja Também:  Brasileiro é sorteado para viagem espacial com empresa de Jeff Bezos

A parceria visa desenvolver uma plataforma de telemonitoramento digital assistido com o auxílio dos smartwatches da marca. A iniciativa tem chances de ser ampliada e até aplicada no Sistema Único de Saúde (SUS) mas, por enquanto, ainda está em fase de pesquisa.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

RJ é uma das próximas cidades a receber o 5G; 15 capitais vão atrasar

Publicados

em

Problemas de infraestrutura vão atrasar 5G
Unsplash/Jakub Pabis

Problemas de infraestrutura vão atrasar 5G

Na próxima terça-feira (16), as cidades de Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Salvador (BA) vão receber o 5G . Depois delas, as próximas capitais a terem a liberação da faixa referente à quinta geração de internet são Florianópolis (SC), Palmas (TO), Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES). Já o prazo para as demais capitais foi prorrogado em 60 dias.

A decisão foi tomada nesta sexta feira (12) pelo Gaispi, grupo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) responsável pela implantação do 5G no Brasil.

Florianópolis, Palmas, Rio de Janeiro e Vitória devem receber o 5G até o dia 29 de agosto. As demais capitais, porém, poderão receber a rede até o dia 28 de outubro.

O prazo foi prorrogado pelo Gaispi nesta sexta por motivos técnicos. Antes, todas as capitais brasileiras deveriam ter a faixa do 5G liberada até o final de agosto, ou seja, a prorrogação foi de 60 dias. O prazo para implementação comercial, que era no fim de setembro, saltou para 27 de novembro.

Veja Também:  Xiaomi 12S Ultra terá câmera com sensor de 1 polegada da Sony

Segundo a Anatel, a prorrogação aconteceu para permitir a conclusão das ações de desocupação da faixa e mitigação de eventuais interferências na recepção das estações do Serviço Fixo por Satélite. Se as questões de infraestrutura forem resolvidas antes do prazo, as cidades podem ter o 5G liberado antes.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Facebook e Instagram rastreiam usuários quando eles clicam em links

Publicados

em

Meta rastreia usuários
Unsplash/Dima Solomin

Meta rastreia usuários

O navegador próprio do Instagram e do Facebook consegue rastrear dados completos dos usuários, de acordo com uma análise do pesquisador Felix Krause.

Quando um usuário clica em qualquer link no aplicativo do Instagram ou do Facebook, ele não é redirecionado para outros navegadores, como o Safari ou o Google Chrome, mas permanece em um navegador interno à rede social em questão. É justamente nessa página que a Meta consegue rastrear dados dos usuários.

“O aplicativo do Instagram injeta seu código de rastreamento em todos os sites exibidos, inclusive ao clicar em anúncios, permitindo que eles monitorem todas as interações do usuário, como todos os botões e links tocados, seleções de texto, capturas de tela, bem como quaisquer entradas de formulário, como senhas , endereços e números de cartão de crédito”, afirma Krause. Sua análise foi feita nos aplicativos para iOS.

Ao The Guardian, a Meta admitiu que usa o código para rastrear usuários, mas disse que não viola as regras da App Store de segurança dos usuários e que dados como senhas e números de cartão só são salvos se o usuário optar pelo preenchimento automático.

Krause defende que a Meta não conseguiria ter esse nível de rastreamento dos usuários se os sites fossem acessados em outros navegadores. Segundo ele, em outros navegadores, a empresa não conseguiria adicionar o rastreador em qualquer site seguro. Já na própria plataforma, a ferramenta “funciona para qualquer site, independentemente de estar criptografado ou não”.

O pesquisador sugere que Instagram e Facebook ofereçam aos usuários a opção de abrir links nos navegadores de sua preferência.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana