conecte-se conosco


Policial

 Polícia Civil autua indígena por morte de companheira em Juara

Publicados

em

Um indígena responsável pela morte de sua companheira, também indígena e menor de idade, foi autuado em flagrante pela Polícia Civil na tarde de quarta-feira (24.11), poucas horas depois do crime ocorrido em Juara (709 km a médio norte de Cuiabá).

O suspeito, de 19 anos, foi autuado em flagrante pelo homicídio simples da companheira de 14 anos. O fato ocorreu na manhã de terça-feira (24), em meio a área de floresta, próximo da Aldeia Indígena Mayro. A aldeia fica a 70 km de distância da cidade e o acesso é por um trecho de 50 km de estrada de terra e mais uma hora de barco.

O casal da mesma etnia e vivia um relacionamento conjugal há cerca de um ano. A menor morreu após ser atingida na face por um disparo de espingarda calibre 32, efetuado acidentalmente pelo companheiro. O irmão da vítima estava no momento dos fatos e presenciou todo o ocorrido.

Após efetuar o disparo que atingiu a companheira, os dois (autor e o irmão) a socorreram a vítima de embarcação até a aldeia para atendimento médico, porém a menor indígena não resistiu ao ferimento e morreu antes de chegar ao atendimento.

Veja Também:  Suspeito de envolvimento em roubo a casa de parlamentar é trazido do Acre para MT

De acordo com o delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann, depois de detido o suspeito foi encaminhado para delegacia onde foi interrogado. “Em depoimento, o jovem indígena alegou que acreditava que arma de fogo estivesse descarregada, e que não tinha intenção de matar a companheira, a quem disse que amava”, pontuou o delegado.

Em seguida o conduzido foi autuado em flagrante por homicídio simples, e posteriormente encaminhado para Cadeia Pública de Juara, ficando à disposição da Justiça.

Fonte: Assessoria | Polícia Civil-MT

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Polícia Civil incinera entorpecentes apreendidos em Paranaíta

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil em Paranaíta (851 km ao norte de Cuiabá) incinerou nesta quinta-feira, 29 de julho, 3,300 quilos de entorpecentes apreendidos no município.

De acordo com o delegado Antenor Pimentel Marcondes, a droga foi encaminhada para incineração após autorização do juiz da Comarca de Paranaíta, Tibério de Lucena Batista.

Conforme exigência legal, o ato contou com a presença de representantes do Ministério Público, promotora Daniele Baumgarten; da Vigilância Sanitária, Antônio da Silva e da Politec, Alan Vinicius de Figueiredo Lugli. Também acompanharam o ato delegada regional de Alta Floresta, Ana Paula Reveles de Carvalho e a escrivã, Iraci Zeczkoski.

“A dependência química degrada vidas, desestrutura famílias, fomenta crimes e financia organizações criminosas. Por isso, o ato simboliza também o combate às drogas”, pontuou o delegado Antenor.

A incineração foi realizada em uma indústria cerâmica de Paranaíta, com apoio do empresário Valmir Mumbach.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  PM de Nova Olímpia deteve duas pessoas por porte ilegal de arma de fogo
Continue lendo

Policial

Dois são presos após manterem família refém em Poconé

Publicados

em


Na tarde desta quinta-feira (29.07) policiais militares frustraram um roubo a residência, em Poconé. Dois homens foram presos em flagrante após manterem uma família refém, na região central do município. Na ação, a Polícia Militar recuperou dinheiro, joias, celulares e apreendeu duas armas de fogo.  

Por volta das 13 horas, a equipe da PM recebeu informação sobre um roubo em andamento em frente a uma livraria, localizada na Rua Barão de Poconé. De imediato, os policiais foram até o local, e foram informados de que dois homens haviam invadido uma residência, anunciando o roubo e quem mantinham a família de refém dentro do imóvel. 

A PM fez o cerco policial na região quando perceberam que os suspeitos estavam tentando fugir pelo muro dos fundos da casa. Os policiais verbalizaram com os suspeitos para que se entregassem, mas um dos homens com arma de fogo em mãos saiu e correndo e apontou o armamento na direção da equipe de policiais.  Diante da ameaça, os militares realizaram disparos contra o suspeito, com intuito inibir a ação.  

Veja Também:  PRF apreende mais de uma tonelada de agrotóxico no MT

Um dos suspeitos entrou e outro homem se escondeu dentro da casa. Depois o suspeito tentou fugir novamente pela frente da residência e foi preso pela PM. Os policiais identificaram que um dos indivíduos presos reside em Cuiabá e o outro comparsa é do Estado da Paraíba.  

Na ação, a Polícia Militar recuperou celulares, joias, cédulas de dólares e apreendeu duas pistolas marca Jericho 941 F. Israel calibre 9 mm com 18 munições e uma pistola marca Imbel calibre 380 com uma munição e carregador de arma de fogo. A moto utilizada pela dupla presa foi apreendida.  Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia. 

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana