conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil consegue recuperar R$ 15 mil para vítima de golpe na venda de veículo pela internet

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Em ação rápida, a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), recuperou R$ 15 mil subtraídos de um morador de Rondonópolis que foi vítima de golpe de estelionato praticado através de meio eletrônico.

As diligências iniciaram logo após o registro da ocorrência. A vítima, de 43 anos, estava pesquisando no Facebook a compra de um veículo e viu a publicação de um carro modelo Classic, ano 2011/2012, à venda pelo valor de R$ 19 mil.

O interessado entrou em contato com o suposto vendedor e ambos passaram a conversar pelo telefone e combinaram para que o comunicante pudesse ver o automóvel.

Após o acordo, o proprietário levou o veículo até a vítima para fechar o negócio e informou que era parente do vendedor que havia iniciado as tratativas do negócio.

Depois de ver o carro, a vítima fez uma proposta de pagamento à vista no valor de R$ 15 mil, que foi aceita pelo suposto vendedor.

Então a vítima foi buscar o veículo e o vendedor pediu que o valor fosse transferido na conta de uma terceira pessoa. Ainda segundo o comunicante, ao indagar sobre depositar o dinheiro em conta de terceiros, o vendedor disse que o dono do carro havia autorizado a transferência.

Veja Também:  Policiais da Regional de Água Boa são homenageados com Moção de Reconhecimento por operação em Canarana

Passados cerca de 30 minutos, o proprietário do carro entrou em contato e alegou que o valor não estava em sua conta bancária e que faria a liberação do veículo, quando a vítima então percebeu que se tratava de um golpe.

A Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos foi comunicada e rapidamente passou a investigar o fato, conseguindo congelar o valor transferido. Após as providências cabíveis, a quantia será restituída à vítima.

As diligências continuam para apurar o crime e chegar aos envolvidos no golpe.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende em flagrante dois suspeitos por homicídio de rapaz no Pedra 90

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Duas pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Civil na madrugada desta sexta-feira (17.09) por envolvimento no homicídio de  Felippe Fernandes Rodrigues da Silva, 21 anos, encontrado morto na região do Cinturão Verde, em Cuiabá. Os dois investigados foram autuados por homicídio qualificado e por constituir organização criminosa.

A equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) chegou aos suspeitos depois de realizar diversos levantamentos, oitivas e informações que possibilitaram a identificação dos dois envolvidos no crime.

Conforme o delegado que preside as investigações, Mário Roberto Santiago, os suspeitos foram presos no Pedra 90. Um deles foi localizado em um motel da região, e o outro foi preso no bairro.

Felipe Fernandes foi localizado nesta quinta-feira (16), na estrada do Cinturão Verde, na região do Pedra 90, com oito perfurações de disparo de arma de fogo.

No dia 12 de setembro, duas pessoas (uma delas a vítima do homicídio) foram conduzidas pela Polícia Militar à Central de Flagrantes de Cuiabá sob suspeita de ter cometido estupro contra uma adolescente. Ambos foram ouvidos pelo delegado plantonistas e autuados em flagrante, sendo encaminhados à audiência de custódia, onde foram colocados em liberdade com medida cautelar de uso de tornozeleira eletrônica.

Veja Também:  Veículo locado em golpe de estelionato é localizado pela Polícia Civil na fronteira de MT

No dia 14 de setembro, começaram a circular em grupos de aplicativos de mensagens de que integrantes de uma organização criminosa estavam atrás dos dois suspeitos do estupro para aplicar o chamado ‘salve’.

Felipe Fernandes foi à Central de Ocorrências da Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrências informando que estava sendo ameaçado de um salve por membros do grupo criminoso por conta do possível estupro que teria praticado e passou o nome de uma pessoa que estaria por trás das ameaças. No mesmo dia em que registrou o boletim, Felipe desapareceu e a família registrou uma ocorrência relatando o desaparecimento dele e informando que a vítima havia sido levada por criminosos de uma organização criminosa.

Na quinta, a equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas estava em diligências para esclarecer o desaparecimento de Felipe, quando foi localizado o corpo dele na região do Cinturão Verde.

A partir das informações dos boletins de ocorrências registrados, os policiais da DHPP chegaram à identificação de duas pessoas envolvidas no homicídio. O delegado Mário Santiago ouviu também a vítima do suposto estupro, além de familiares de Felipe.

Veja Também:  Criminosos Capotam Caminhonete Roubada E Entram Em Confronto Com PM De Sapezal

Diligências da DHPP seguem para identificar se há envolvimento de outras pessoas no homicídio.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil realiza ciclo de palestras sobre violência contra a mulher em Claúdia

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A violência contra a mulher foi o assunto de destaque em um evento voltado para homens realizado pela Polícia Civil, na noite de quinta-feira (17.09), no Clube de Idoso do município de Cláudia (620 km ao norte de Cuiabá). O encontro contou cerca de 50 participantes para o ciclo de palestras que abordavam o tema “Violência Para Mulher: Um conteúdo para homens”.

No evento também foi disponibilizado o prêmio de um valor em dinheiro, referente a uma novilha, doada por um homem conduzido por violência doméstica, que se sensibilizou pela divulgação do tema para outros homens.

O delegado responsável pela Delegacia de Cláudia, Pablo Bonifácio Carneiro, abriu o evento, dando boas-vindas aos participantes e ressaltando a importância do assunto. Entre os palestrantes, estava a psicóloga do Creas, Mayara Lazzeri, que abordou o tema: “Os danos emocionais causados a mulher vítima de violência doméstica e a importância de evitá-los”.

Na sequência, falou o delegado de Sinop, Sérgio Araujo Ribeiro, com o tema “A importância da lei Maria da Penha e as suas recentes alterações”. Finalizando o ciclo de palestras, o Escrivão de Polícia, Hugo Almeida Da Silva, falou sobre “O papel do homem no âmbito doméstico”.

Veja Também:   Polícia Civil autua indígena por morte de companheira em Juara

No final do evento, foi sorteado o valor de R$3.5 mil aos presentes, tendo como ganhador um dos participantes. A premiação é referente a uma novilha doada por um homem que havia sido conduzido a delegacia por Violência Doméstica.

Na ocasião, o homem disse desconhecer o ato feito como crime e propôs que mais homens pudessem conhecer a lei, e assim, ele disse que doaria a novilha para sortear, caso a Polícia realizasse uma palestra sobre o tema.

 Participaram do evento, o promotor de justiça da Comarca de Cláudia, Eduardo Antonio Zaque. O procurador jurídico do município, Elton Diogo, e o presidente do Conselho de Segurança de Cláudia, Everson Konzen.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana