conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil cumpre buscas e prende fiscal por suspeita de comércio irregular de terrenos em Peixoto de Azevedo

Publicados

em

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil cumpriu dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária, na manhã desta quinta-feira (07.03), no município de Peixoto de Azevedo (691 km ao Norte), em desfavor de servidores da Prefeitura Municipal.

As três ordens judiciais decorreram das investigações referentes a inquérito instaurado pela Delegacia de Peixoto de Azevedo, no mês de setembro de 2018, para apurar a existência de loteamentos irregulares criados na cidade, inserção de dados falsos no sistema de informática da Prefeitura, além dos crimes de associação criminosa e estelionato.

Em averiguações dos fatos, a Polícia Civil identificou uma quadra pertencente a reserva técnica da Prefeitura, a qual no sistema de IPTU consta nome de proprietários. Ainda conforme a própria Prefeitura, o local não pode ser comercializado.

Os indícios apontaram para o envolvimento de três suspeitos, sendo um fiscal de tributos, um servidor que havia trabalhado no setor de tributação e um engenheiro, todos servidores da Prefeitura.

O fiscal de tributos identificado como R.A.A. teve o mandado de prisão temporária (5 dias) decretado pela Justiça e cumprido pelos policiais civis.

Veja Também:  Rotam prende duas mulheres e apreende uma adolescente por furto em Várzea Grande

As buscas e apreensão domiciliar foram cumpridas em residências de outros dois investigados, bem como nos setores da Prefeitura onde os envolvidos trabalham.

Nas casas dos alvos foram apreendidos computadores pessoais dos suspeitos, contratos de compra e venda de imóveis, recibos de pagamentos, entre outros documentos que serão analisados.

Já na Prefeitura foram apreendidos computadores usados pelos servidores, que serão encaminhados à Politec para serem feitos os espelhamentos dos dados e depois devolvidos para a Prefeitura

Conforme o delegado de coordena as investigações, Geraldo Gezoni Filho, o fiscal está detido temporariamente por cinco dias para a garantia da instrução inquisitiva, e a Polícia Civil ouvirá testemunhas e possíveis vítimas do caso.

As investigações continuam para elucidação dos fatos e responsabilidade criminal dos envolvidos.

 

 

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Publicados

em

Por

Um caminhão carregado de madeira irregular foi apreendido na noite de quinta-feira (30.06), no município de Comodoro, região oeste do Estado, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Três pessoas foram presas em flagrante pelo crime ambiental.
 
Os policiais civis de Comodoro e os agentes da PRF realizavam barreiras na região de fronteira, visando o combate a extração ilegal de madeira em terras Indígenas, quando na noite de quinta-feira (30), avistaram um caminhão transportando a matéria prima. 
 
A fiscalização policial foi montada na Rodovia BR 174, próximo ao KM 555, entre os municípios de Comodoro e Vilhena, no Estado de Rondônia.  Durante a abordagem foi verificado que o veículo era ocupado pelo motorista e mais dois indivíduos.
 
Na ocasião não foram apresentados os documentos obrigatórios, além da documentação exigida para o transporte de madeiras, como o Documento de Origem Florestal e a Guia Florestal, além disso, o caso do transporte da madeira feito no período noturno, constitui uma agravante ao crime ambiental previsto na Lei Federal  9.695/98.
 
Diante dos fatos, o caminhão com a carga de madeira foi apreendido, e os três suspeitos conduzidos para Delegacia de Comodoro, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito.

Fonte: PJC MT

Veja Também:  Ação conjunta prende maiores e apreende menores por roubo e cárcere privado em Água Boa

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Tio de 62 anos é preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável contra sobrinha

Publicados

em

Por

Um homem investigado pela Polícia Civil pelo estupro de vulnerável contra a própria sobrinha foi preso nesta sexta-feira (01.07). O crime ocorreu na cidade de Denise e é investigado pela Delegacia de Barra do Bugres.

A Polícia Civil apurou que o investigado de 62 anos cometeu os abusos sexuais contra a vítima que atualmente está com 13 anos. Os abusos teriam iniciado quando ela tinha 10 anos.

A vítima procurou ajuda do Conselho Tutelar após assistir a uma palestra na escola sobre violência sexual, na cidade de Denise.

O fato foi registrado na Polícia Civil que deu início à investigação e apurou que, além do suspeito de 62 anos, outro tio da vítima também é investigado por cometer abusos contra a adolescente.

A partir das informações coletadas na investigação, a delegada Renata Evangelista representou pela prisão dos dois envolvidos. As buscas seguem para localizar o segundo envolvido.

O homem preso nesta sexta-feira respondeu anteriormente por outro crime de estupro.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Ação conjunta fiscaliza mais uma empresa convertedora de veículos GNV em Cuiabá
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana