conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil de MT recupera valores subtraídos de três vítimas de golpes pela internet

Publicados

em

Mais três vítimas de crime de estelionato por meio eletrônico, registrados em Mato Grosso e na Bahia, tiveram os valores recuperados pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), na quarta-feira (22.06).

Na primeira ocorrência, a vítima de 77 anos procurou a Delegacia Territorial de Irará, no estado da Bahia, para comunicar os fatos. O comunicante relatou que havia caído em um golpe pela internet e realizado duas transferências via PIX, no valor total de R$ 9,2 mil.

No entanto, a Polícia Civil foi acionada tendo em vista que uma das contas bancárias indicadas pelo golpista havia sido aberta em Mato Grosso. Diante das informações, os policiais civis da DRCI conseguiram bloquear o dinheiro subtraído da vítima.

A outra vítima de 70 anos e moradora no bairro Grande Terceiro, compareceu na 1ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, informando que recebeu uma mensagem pelo aplicativo do WhatsApp de um perfil usando a foto do filho.

Na conversa o suspeito solicitou dinheiro no valor de R$ 790, sendo feito a transferência bancária. Entretanto, pouco tempo depois a mesma pessoa pediu mais R$ 1,8 mil, só então ele percebeu que se tratava de um golpe.

Veja Também:  Polícia Civil prende proprietário de comércio por importunação sexual em Alto Taquari

Logo que informadas sobre o caso, a DRCI conseguiu recuperar por meio de bloqueio bancário, parte do valor subtraído do idoso.

A terceira recuperação foi após o boletim de ocorrência registrada na 1ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande, na tarde de quarta-feira (22.06). A vítima de 36 anos e moradora do bairro Água Vermelha, narrou que viu um anúncio no site da OLX de venda de um veículo.

O automóvel modelo Prisma estava sendo oferecido pelo valor de R$ 50 mil, e interessado o comunicante fez contato no celular informado na propaganda, e passou a conversar com uma mulher que se apresentou como sendo a proprietária do carro.

A dona do Prisma alegou que o veículo estava no nome de um parente, mas a negociação era com ela mesma. Então, a vítima chegou a ver o carro e em seguida efetuou duas transferências nos valores de R$ 20 mil e R$ 15 mil respectivamente. Logo após realizar os pagamentos a mulher bloqueou a vítima.

A DRCI entrou em contato com os Setores de Antifraude das instituições financeiras e conseguiu bloquear os valores subtraídos.

Veja Também:  Membros de organização criminosa são presos por roubo e veículo é recuperado pela PM

As investigações continuam visando identificar os autores dos crimes virtuais cometidos em desfavor das vítimas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Tio de 62 anos é preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável contra sobrinha

Publicados

em

Por

Um homem investigado pela Polícia Civil pelo estupro de vulnerável contra a própria sobrinha foi preso nesta sexta-feira (01.07). O crime ocorreu na cidade de Denise e é investigado pela Delegacia de Barra do Bugres.

A Polícia Civil apurou que o investigado de 62 anos cometeu os abusos sexuais contra a vítima que atualmente está com 13 anos. Os abusos teriam iniciado quando ela tinha 10 anos.

A vítima procurou ajuda do Conselho Tutelar após assistir a uma palestra na escola sobre violência sexual, na cidade de Denise.

O fato foi registrado na Polícia Civil que deu início à investigação e apurou que, além do suspeito de 62 anos, outro tio da vítima também é investigado por cometer abusos contra a adolescente.

A partir das informações coletadas na investigação, a delegada Renata Evangelista representou pela prisão dos dois envolvidos. As buscas seguem para localizar o segundo envolvido.

O homem preso nesta sexta-feira respondeu anteriormente por outro crime de estupro.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Polícias Civil e Militar alinham plano de ações para proteção do meio ambiente
Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre prisão preventiva de trio envolvido em diversos roubos em Várzea Grande

Publicados

em

Por

Três criminosos envolvidos em diversos roubos em Várzea Grande tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (01.07), dentro do trabalho investigativo realizado pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município (Derf-VG).

Os suspeitos foram identificados como autores de um roubo a residência em que uma família foi feita refém no bairro Nova Várzea Grande. O crime ocorreu no dia 22 de fevereiro, quando os criminosos invadiram a casa, rendendo o casal e as duas filhas de 03 e 07 anos, fazendo ameaças e subtraindo diversos bens.

Durante o roubo, enquanto um dos suspeitos ficou com as vítimas, as ameaçando e exigindo que fizessem transferências bancárias, os outros dois vasculhavam a casa subtraindo bens de valor, que foram colocados no veículo da vítima que também foi utilizado na fuga.

No dia 1º de março, o trio praticou um roubo a um hotel em Várzea Grande, ocasião em que foram presos em flagrante pelo crime. Na ocasião, um dos assaltantes estava em posse do celular roubado da vítima do roubo a residência.

Veja Também:  Homem é preso com arsenal de espingardas, revólver e munições

Além dos dois roubos, os suspeitos possuem diversas passagens anteriores por crimes de roubos, furtos, associação criminosa e tráfico de drogas. Dois deles também foram identificados como autores de outro roubo a residência ocorrido no mês de janeiro em Várzea Grande.

Diante dos fatos, o delegado da Derf-VG, Maurício Maciel Pereira Junior, representou pela prisão preventiva dos suspeitos, em decorrência do envolvimento do roubo a residência em que a família foi feita refém. Os mandados foram expedidos pela Justiça e cumpridos pela equipe da Derf no presídio onde cumprem pena em decorrência dos outros crimes.

“Em virtude das investigações que apontaram o envolvimento dos investigados no roubo e de todo histórico dos suspeitos, foi representado por nova prisão preventiva, garantindo que eles permaneçam presos pela prática dos crimes”, concluiu o delegado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana