conecte-se conosco


Policial

Policia Civil e Sema apreendem 100 kg de pescado transportado irregularmente

Publicados

em


Assessoria/Sema-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), com apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), apreendeu na manhã desta quarta-feira (21.07) cerca de 100 kg de pescado irregular que estava sendo transportado por um comprador, na região de Barão de Melgaço (113 quilômetros de Cuiabá). 

A operação foi fruto do serviço de inteligência da Polícia Judiciária Civil (PJC) que conseguiu identificar o suspeito, que possivelmente venderia a carga para peixarias da região e da Capital. A região de Barão de Melgaço é conhecida pelas peixarias, e faz parte da Rota do Peixe do Vale do Rio Cuiabá. 

O suspeito foi conduzido à delegacia enquadrado pelo descumprimento da Lei Federal nº 9.605/98, que trata dos crimes contra o meio ambiente. Foi identificado o transporte e comércio dos exemplares que estão fora da medida permitida por Lei, acima da quantidade permitida para transporte, e ainda, pelo pescado ser fruto de pesca predatória com o uso ilegal de redes de pesca. 

Veja Também:  Polícia Civil prende homem reincidente que traficava entorpecentes no bairro Vila União

“As fiscalizações acontecem para coibir a pesca ilegal e preservar o estoque pesqueiro. Esta prática vem contribuindo para a redução de peixes nos nossos rios”, explica o investigador da PJC, Hamilton Andrade Zamarioli, que participou da ação. 

Denúncias

O cidadão pode denunciar crimes ambientais pelo disque denúncia (0800 65 3838), pelo site Fale Cidadão (https://ouvidoria.controladoria.mt.gov.br/falecidadao/) ou pelo aplicativo MT Cidadão

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Companhia Raio detém dupla envolvida em golpes de compra e venda pela internet

Publicados

em


Policiais da Companhia de Motopatrulhamento Raio prenderam na noite esta sexta-feira (23.07), um homem e uma mulher, por estelionato.

A equipe tinha identificado a suspeita envolvida em golpes de compra e venda pela internet. Sua conta bancária foi rastreada o que facilitou sua localização.  Rendida, contou que foi persuadida por um amigo a emprestar sua conta bancária e receberia 5% de qualquer movimentação de valores despistados.

O comparsa foi preso em uma loja de produtos pets e apontou outro homem que seria o responsável pelos golpes. Ele assumiu ter convencido a colega a participar da ação criminosa. O terceiro suspeito não foi localizado. Três celulares foram apreendidos.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Também:  Lei Maria da Penha é amplamente discutida junto à servidores da PJC
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende dois suspeitos por ameaça e extorsão por dívida de drogas

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Dois homens que ameaçavam uma família por dívida de drogas foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (23.07), no município de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), durante diligências para averiguar uma denúncia anônima. 

Os suspeitos de 35 e 30 anos, ambos com passagens e condenações por vários crimes, foram autuados em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. 

A Delegacia de Polícia de Jauru recebeu uma denúncia anônima sobre uma pessoa que estava sendo ameaçada gravemente por traficantes cobradores, em razão de uma dívida de drogas. 

De imediato os policiais civis foram até o local no bairro Cohab Branca, onde ao chegarem visualizaram os dois suspeitos na casa da vítima. Na ocasião, os dois homens começaram a se alterar e na frente da equipe disseram que iriam matar a vítima por ter chamado a polícia.

Eles também assumiram que estavam no endereço para cobrar a dívida de drogas, e ainda desferiram socos e chutes contra uma das vítimas. 

Veja Também:  Polícia Civil prende homem reincidente que traficava entorpecentes no bairro Vila União

A vítima mostrou vários áudios enviados pelos suspeitos por meio de aplicativo de celular. Nas mensagens os autores afirmavam que se a dívida não fosse paga até certo horário, ela morreria. Diante dos fatos os dois suspeitos foram detidos, momento em que tentaram reagir e resistir a ação policial. 

Depois de contidos, eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Jauru, interrogados pela delegada Bruna Caroline Fernandes de Laet, e presos em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. Após a confecção dos autos os conduzidos foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana