conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil indicia 25 por envolvimento em organização criminosa e tráfico em Guarantã do Norte

Publicados

em

As duas operações realizadas para desarticular a atuação de uma facção criminosa que agia em Guarantã do Norte foram concluídas com o indiciamento de 25 pessoas, sendo que 22 delas estão presas.

Os inquéritos deram origem às Operações Leyenda e Remanere conduzidas pela Delegacia de Polícia Municipal de Guarantã do Norte.

No relatório final, de 90 páginas, 25 pessoas foram indiciadas por integrarem organização criminosa, sendo duas delas na posição de liderança, marido e mulher, moradores de Rondonópolis. Todos os investigados também foram indiciados pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas mediante processo de intimidação difusa.

Atuação da organização

Conforme explica o delegado Lucas Lelis, que concluiu a investigação, foi identificado que o líder da facção dava suas ordens diretamente de Rondonópolis e sua esposa oferecia a base financeira da organização, pois toda a movimentação de valores decorrentes do comércio de entorpecentes era realizada nas contas em nome da suspeita.

Em Guarantã do Norte havia um gerente do tráfico de drogas, que era o braço direito do líder e agia mediante autorização deste. Abaixo do gerente existiam três assistentes, que o auxiliavam no tráfico de drogas na cidade.

Veja Também:  Diretoria da PJC recebe visita da Superintendência da Polícia Federal

Dezenove pessoas foram identificadas como “lojistas”, isto é, donos de ponto de comercialização de entorpecentes. Eles eram responsáveis pelas vendas ao usuário e o recolhimento de valores com destinação aos líderes da organização.

Entre os “lojistas” havia seis criminosos que ocupavam a função de “disciplinas”, executando as ordens de “salves” e “decretos” (tortura e morte de membros indisciplinados), mediante autorização do líder. Em alguns casos foi formado um “tribunal do crime”.

Na casa do principal líder da organização, em Rondonópolis, foram encontradas diversas anotações sobre a contabilidade do tráfico de drogas em Guarantã do Norte, com referências a bairros da cidade, bem como aos codinomes utilizados por diversos “lojistas” da facção.

LEIA MAIS SOBRE AS OPERAÇÕES: 

http://www.pjc.mt.gov.br/-/22286264-investigacao-desarticula-grupo-criminoso-que-atuava-no-trafico-de-droga-com-intimidacao-de-moradores-em-guaranta-do-norte

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil após invadir residência de ex-companheira e tentar enforcá-la

Publicados

em

Por

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na madrugada deste domingo (26.06), em Água Boa, um homem de 35 anos por crimes de violência doméstica contra a sua ex-companheira.

A vítima procurou a Delegacia de Água Boa e afirmou que foi agredida durante a madrugada, quando o ex-companheiro invadiu a residência, pela janela, por volta das 03h15, e tentou enfoca-la.

Ela conseguiu escapar da agressão porque seu irmão chegou no momento e o agressor fugiu. Antes, ele quebrou o celular da vítima e fez ameaças contra ela.

Após diligências, o suspeito foi preso pela equipe de investigadores em sua residência, quando tentava fugir.

O investigado possui diversos registros criminais. Ele, inclusive, é alvo de medidas cautelares que o proíbem de manter contato com a vítima e da obrigação de recolhimento domiciliar no período noturno.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  PM lamenta o falecimento do cabo Campos Filho
Continue lendo

Policial

Projeto social da PM em Tangará da Serra leva inclusão e cidadania através do esporte

Publicados

em

Por

Há mais de quatro anos, o 19º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Tangará da Serra, tem se aproximado da comunidade e colocado crianças e jovens no caminho do esporte por meio do projeto social “Judô Tatame”, que ensina as práticas do judô e jiu-jitsu. As aulas são ministradas pelos próprios policiais militares da unidade e se destacam em incluir pessoas com diversas necessidades especiais.

O projeto iniciou de maneira simples, com poucos equipamentos e uniformes. Quando foi transferido para o batalhão, recebeu doações de kimonos e logo a quantidade de estudantes foi crescendo. Atualmente, atende aproximadamente 308 alunos, sendo crianças de 4 a 11 anos, adolescentes de 12 a 16 anos e adultos.  

Alguns dos destaques do projeto são os estudantes Alex Gonzaga Santos de 13 anos, medalha de prata do estadual de jiu – jitsu de 2022 e Carolina Vitória da Silva, 13 anos, medalhista de Ouro na Copa Tangará de Jiu Jitsu.

Conforme um dos coordenadores, sargento Da Silva, um dos motivos do resultado satisfatório é a didática que agrega pessoas com necessidades diferentes.

Veja Também:  Uso de câmeras corporais por integrantes das forças de segurança é tema de seminário

“A iniciativa foi trazida para o batalhão para atender a todos, sem distinção econômica. Os pais viram uma oportunidade de intensificar e melhorar a disciplina das crianças com a participação nas aulas. Para elas, nós reforçamos o respeito e o trabalho em equipe. Para o adolescente e o adulto nós trabalhamos o comprometimento e a responsabilidade, e vemos que o resultado é satisfatório”, afirma o sargento.

Segundo o tenente-coronel Vanilson da Silva Moraes, comandante do 19º Batalhão da PM, a iniciativa é muito importante e só tende a crescer, visto os bons resultados.

“Logo teremos um novo polo na Vila Operária, onde há uma base comunitária da PM. Já temos a emenda e entregamos todo o projeto necessário para a construção do local. Estamos confiantes que esse projeto só vai crescer e continuar mudando a vida das pessoas”, pontua o comandante.

As aulas do projeto acontecem às segundas, quartas e sexta-feiras em horários diversificados, na sede do 19º Batalhão. Em todo o momento, novos alunos podem se inscrever e começarem a praticar as lutas.

(Sob supervisão de Hallef Oliveira)

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana