conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende 15 integrantes de organização criminosa de roubos, furtos e homicídios

Publicados

em

Assessoria | PJC-MT

Quatorze integrantes de uma organização criminosa investigada em roubos/furtos ocorridos  em chácaras e empresas (frigorífico e lojas eletrodomésticos), no município de  Várzea Grande, tiveram mandados de prisão cumpridos na manhã desta quarta-feira (27), na operação Maktub (expressão árabe “já estava escrito”).

Todos os criminosos têm passagens por roubos, furtos e receptação. Cinco deles também respondem por homicídio.

A operação foi deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf) do município, com apoio de policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) e Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva).

Na ação, uma pessoa também foi presa em flagrante, somando, ao todo, 15 presos na operação coordenada pelos delegados de polícia Elaine Fernandes, Afonso Monteiro e Guilherme Bertoli.

A delegada titular da Derf, Elaine Fernandes, explicou a operação. “Essa ação objetiva reprimir a prática de crimes patrimoniais em Várzea Grande, sobretudo, roubos e furtos, de modo a desarticular as associações criminosas que vem aterrorizando o município”, disse.

Dentre os alvos presos está Geovan Santana da Silva, que teve o mandado cumprido em chácara na região do Bandeira em Cuiabá. Conforme a investigação, Geovan integra a quadrilha que praticou roubos a chácaras na região da Passagem da Conceição.

Um deles ocorreu na madrugada do dia 22 de agosto de 2018, quando invadiu uma chácara na localidade, juntamente com comparsas. Todos munidos de arma de fogo, arrombaram a porta da residência, renderam os familiares e subtraíram: aparelhos celulares, dinheiro, documentos pessoais, dentre outros pertences e empreenderam fuga com o veículo da vítima, um  Voyage, Placa NPL, 1292.

Veja Também:  Polícia Civil prende homem com veículo clonado em Nova Xavantina

As vítimas afirmaram que Geovan era um dos mais violentos. Segundo elas, o criminoso mantinha a arma apontada na cabeça da vítima e o tempo todo ameaçava atirar. Em dado momento pegou uma faca e ameaçou de cortar as mãos e as pernas das vítimas.

Outro criminoso, Donato Silva Nascimento, teve a prisão decretadas pelo roubo ocorrido em frigorífico de Várzea Grande. Na ocasião, ele e mais dois comparsas invadiram o local no dia do pagamento dos funcionários, renderam todos e mediante grave ameaça com o emprego de arma de fogo subtraíram cerca de R$ 80 mil.  

O suspeito (Donato) é acusado de ser um dos autores da tentativa de chacina ocorrida no bairro Jardim Imperador, em outubro de 2018, que culminou com dois mortos e dois feridos.

Os alvos Eduardo Gonçalo dos Santos, Evandro Fernando de França e Vinícius Alexandre de Queiroz, conhecido por Mussum, são contumazes nas práticas criminosas. Eles integram a associação criminosa responsável pela prática de oito furtos mediante arrombamento e concurso de pessoas nas lojas Ricardo Eletro de Cuiabá e Várzea grande, deixando prejuízo de aproximadamente R$ 400 mil à empresa.

O preso Wesley Sebastião de Arruda teve o mandado de prisão decretado no processo que responde por um roubo em um consultório de odontologia, no bairro Cristo Rei, crime ocorrido no ano de 2017. Munido de um revólver e acompanhado de uma mulher, que portava uma faca, ambos renderam funcionários e pacientes e subtraíram diversos pertences.

Veja Também:  Polícia Civil conclui inquérito e indicia homem por estupro de vulnerável e armazenamento de material pornográfico

Flagrante

O criminoso Willian Pereira da Silva foi preso em flagrante durante a operação, acompanhado de um adolescente. Ele estava na posse de simulacro de arma de fogo.

A Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) recebeu informações de que integrantes de uma associação criminosa iriam praticar roubo em um comércio na região central de Várzea Grande. A equipe efetuou vigilância e conseguiu impedir a execução do crime, autuando W illian pela prática decorrupção de menor e associação criminosa.

Veja a lista dos presos  e suas passagens:

1. Alex da Costa Lima (artigo 121)

2. Amilton Aparecido Teixeira ou Alécio Aparecido Teixeira (Artigo 155)

3. Atila Amaral Domingos dos Santos (Art. 155, 157)

4. Donato Silva Nascimento (Art.157, 180, 121 (chacina/ roubo frical))

5. Eduardo Gonçalo dos Santos  (Art.155 (quadrilha Mussum))

6. Evandro Fernando de França (Art. 155, 157, 180 (quadrilha Mussum))

7. Felipe Henrique da Conceição (Art. 157)

8. Geovan Santana da Silva (Art. 157)

9. Jose Luiz Pereira Guedes (Art. 121)

10. Marton da Silva Lisboa (Art. 157, 121,33)

11. Natanael Maiko Bernardo da Silva (Art. 157, 180, 33, 121)

12. Sebastião Pereira Cardoso  (Art. 121)

13. Vinicius Alexandre de Queiroz (Mussum) (Art. 155, 157, 180)

14. Wesley Sebastião de Arruda (157- roubo a mão armada consultório odontológico em 2017)

Flagrante

01 – Willian Pereira da Silva (corrupção de menores / associação criminosa) -pistola simulacro.

 

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Força-Tarefa cumpre 61 mandados de prisão e busca e apreensão contra integrantes de facções criminosas em MT

Publicados

em

(FTSP/MT), composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar, deflagrou a Operação Dissidência para cumprimento de 22 mandados de prisão preventiva, 03 prisão temporária e 36 busca e apreensão nos estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro contra envolvidos em crimes como homicídios, tortura e tráfico de drogas.

Durante as investigações da Força-Tarefa foi identificado que na região centro-norte do estado de Mato Grosso estaria ocorrendo uma guerra entre uma facção criminosa e sua dissidência pelo controle na venda de drogas, principalmente, no município de Sorriso, o que provocou um aumento exponencial em homicídios no município.

A Força-Tarefa de Segurança Pública instaurou um inquérito policial para apurar os fatos e, com um complexo trabalho de investigação e de inteligência, as equipes identificaram os líderes das facções na região, inclusive, de dentro do sistema penitenciário, bem como outros integrantes responsáveis por promover homicídios, torturas, tráfico de drogas, entre outros crimes graves. Também foi possível identificar uma mulher de 30 anos como uma das líderes do grupo criminoso, que residiria no estado do Rio de Janeiro e transitava com frequência entre os municípios do Rio de Janeiro e Macaé, locais onde possuía residência.

Veja Também:  Polícia Civil identifica e prende autor de homicídio que vitimou taxista em Novo Mundo

Foram cumpridos mandados expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Sorriso/MT nos municípios de Cuiabá/MT, Várzea Grande/MT, Sinop/MT, Sorriso/MT, Marcelândia/MT, Peixoto de Azevedo/MT, Terra Nova do Norte/MT, Tangará da Serra/MT, Guarantã do Norte/MT, Rio de Janeiro/RJ e Macaé/RJ. Também foram cumpridos mandados de prisão na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, em Sinop; na Penitenciária Central do Estado e na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, ambas em Cuiabá e na Cadeia Pública de Peixoto de Azevedo, em desfavor de criminosos que já se encontravam presos.

Além das equipes da Polícia Civil, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar, que incluíram cães farejadores com o intuito de busca por entorpecentes, também foram utilizados helicópteros do Centro Integrado de Operações Aéreas (Cioaper) e da Polícia Rodoviária Federal. A FTSP/MT tem por objetivo a atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado no estado do Mato Grosso.

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Veículo produto de roubo/furto é recuperado em Barra do Garças-MT

Publicados

em

Na tarde de ontem (17), a Polícia Rodoviária Federal deteve um homem por receptação, uso de documento falso e adulteração de sinal de identificador de veículo automotor, além de recuperar um veículo produto de roubo/furto.

A ocorrência aconteceu na BR 070, município de Barra do Garças quando um veículo prata foi parado para fiscalização. Ao solicitar a documentação, o condutor afirmou não portar a CNH, alegando ainda que o veículo não era de sua propriedade e que havia emprestado de um amigo com quem deixou um outro veículo no lugar.

Com isso, foi realizado uma fiscalização mais detalhada, sendo possível identificar indícios de adulteração em alguns elementos identificadores do veículo. Ao ser realizada a pesquisa nos sistemas policiais, constatou-se que o veículo tinha um registro de roubo/furto.

Além disso, o homem apresentou um documento de identificação com nome divergente do seu, constatando-se a ocorrência de uso de documento falso.

Diante dos fatos, foi feita uma diligência até o local no qual residia o amigo que tinha emprestado o carro com o apoio da Polícia Militar de Barra do Garças-MT e de Goiás, para esclarecimentos dos fatos, uma vez que se tratava de área urbana e o abordado alegou que era morador de Aparecida de Goiânia-GO.

Veja Também:  Polícia Civil identifica suspeitos e esclarece furto qualificado em comércio de caça e pesca em Apiacás

Após levantamento das informações e verificações no local indicado, foi localizado o homem que havia emprestado o referido veículo e constatado que ele tinha um mandado de prisão em aberto.

Desta forma, o condutor do veículo abordado foi detido, a princípio, pelo crime de receptação, uso de documento falso e adulteração de sinal identificador de veículo automotor e o outro homem foi detido por constar em seu desfavor um mandado de prisão em aberto. Os dois homens foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal de Barra do Garças/MT.

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana