conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende servidor que utilizava do cargo para abusar sexualmente de menores carentes

Publicados

em

Um servidor público municipal suspeito de abusar sexualmente de duas adolescentes de 12 anos, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (22.06), com base em investigações da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

O investigado trabalhava como servidor comissionado no município de Cuiabá, atuando na área de projeto sociais com famílias carentes e utilizava do cargo para conquistar a confiança dos familiares das vítimas.

As investigações iniciaram em março deste ano, quando o suspeito abusou sexualmente de duas adolescentes de 12 anos, ocasião em que disse que levaria as meninas para ver uma vaga de emprego de menor aprendiz.

No dia dos fatos, com autorização da família, o suspeito buscou as duas primas em casa e as levou para um curso de menor aprendiz. Na saída do local, o suspeito passou em um supermercado atacadista, onde comprou bebida alcoólica que ofereceu para as menores, tipo “ice”, dizendo ser sem álcool.

Veja Também:  Polícia Civil recupera parte do valor subtraído de vítima de estelionato por meio da internet

Ele então levou as menores para uma chácara no assentamento Monte Sinai, na região do bairro Altos da Glória, local onde teriam ocorrido os abusos. As vítimas ficaram desacordadas no local e quando acordaram estavam com os zíperes das roupas abertos. O suspeito ainda pediu para que as adolescentes tomassem banho antes de levá-las para casa.

Após a comunicação dos fatos, foi dado início as diligências, sendo solicitado os exames periciais das menores, que deram positivo para conjunção carnal, porém negativo para uso de algum tipo de droga, indicando somente a ingestão de álcool.

Diante do apurado, foi representado pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça e cumprida nesta quarta-feira (22) pelos policiais da Deddica, na mesma chácara em que teriam ocorridos os abusos.

As investigações seguem em andamento para possível identificação de outras vítimas, uma vez que o suspeito utilizava do cargo e da confiança das famílias para chegar até as vítimas e praticar os abusos.

Veja Também:  Batalhão Ambiental prende homem por porte ilegal de arma em União do Sul
Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil após invadir residência de ex-companheira e tentar enforcá-la

Publicados

em

Por

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na madrugada deste domingo (26.06), em Água Boa, um homem de 35 anos por crimes de violência doméstica contra a sua ex-companheira.

A vítima procurou a Delegacia de Água Boa e afirmou que foi agredida durante a madrugada, quando o ex-companheiro invadiu a residência, pela janela, por volta das 03h15, e tentou enfoca-la.

Ela conseguiu escapar da agressão porque seu irmão chegou no momento e o agressor fugiu. Antes, ele quebrou o celular da vítima e fez ameaças contra ela.

Após diligências, o suspeito foi preso pela equipe de investigadores em sua residência, quando tentava fugir.

O investigado possui diversos registros criminais. Ele, inclusive, é alvo de medidas cautelares que o proíbem de manter contato com a vítima e da obrigação de recolhimento domiciliar no período noturno.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Polinter prende homens acusados de roubos, estupro e homicídio
Continue lendo

Policial

Projeto social da PM em Tangará da Serra leva inclusão e cidadania através do esporte

Publicados

em

Por

Há mais de quatro anos, o 19º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Tangará da Serra, tem se aproximado da comunidade e colocado crianças e jovens no caminho do esporte por meio do projeto social “Judô Tatame”, que ensina as práticas do judô e jiu-jitsu. As aulas são ministradas pelos próprios policiais militares da unidade e se destacam em incluir pessoas com diversas necessidades especiais.

O projeto iniciou de maneira simples, com poucos equipamentos e uniformes. Quando foi transferido para o batalhão, recebeu doações de kimonos e logo a quantidade de estudantes foi crescendo. Atualmente, atende aproximadamente 308 alunos, sendo crianças de 4 a 11 anos, adolescentes de 12 a 16 anos e adultos.  

Alguns dos destaques do projeto são os estudantes Alex Gonzaga Santos de 13 anos, medalha de prata do estadual de jiu – jitsu de 2022 e Carolina Vitória da Silva, 13 anos, medalhista de Ouro na Copa Tangará de Jiu Jitsu.

Conforme um dos coordenadores, sargento Da Silva, um dos motivos do resultado satisfatório é a didática que agrega pessoas com necessidades diferentes.

Veja Também:  Policiais civis cumprem prisão contra autor de vários furtos em Barra do Garças

“A iniciativa foi trazida para o batalhão para atender a todos, sem distinção econômica. Os pais viram uma oportunidade de intensificar e melhorar a disciplina das crianças com a participação nas aulas. Para elas, nós reforçamos o respeito e o trabalho em equipe. Para o adolescente e o adulto nós trabalhamos o comprometimento e a responsabilidade, e vemos que o resultado é satisfatório”, afirma o sargento.

Segundo o tenente-coronel Vanilson da Silva Moraes, comandante do 19º Batalhão da PM, a iniciativa é muito importante e só tende a crescer, visto os bons resultados.

“Logo teremos um novo polo na Vila Operária, onde há uma base comunitária da PM. Já temos a emenda e entregamos todo o projeto necessário para a construção do local. Estamos confiantes que esse projeto só vai crescer e continuar mudando a vida das pessoas”, pontua o comandante.

As aulas do projeto acontecem às segundas, quartas e sexta-feiras em horários diversificados, na sede do 19º Batalhão. Em todo o momento, novos alunos podem se inscrever e começarem a praticar as lutas.

(Sob supervisão de Hallef Oliveira)

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana