conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil realiza palestra contra bullying em escola de Várzea Grande

Publicados

em

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária, realizou uma palestra de prevenção e sensibilização com foco na promoção da segurança, na manhã desta quinta-feira (28.03), na Escola Estadual Julio Muller, no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.

O conselheiro Mario de Fátima de Silva, do Conselho Tutelar do Cristo Rei e o presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) de Várzea Grande, Carlos Alberto Gonçalves também participaram da ação.    

O projeto denominado “Escola Segura” faz parte da estratégia de promover um diálogo informativo com a finalidade de alertar e orientar a todos sobre a temática da violência na escola, sobretudo das implicações jurídicas acerca de supostas ameaças virtuais e ataques patrimonial e físico na unidade escolar.

A diretora da escola, Lucimar de Arruda Fialho Oliveira, afirmou que o evento é muito bom para conscientizar o aluno do seu dever e alertá-los do que pode ou não fazer. “Essa palestra faz parte da Cultura da paz, escola sem violência”, lembrou a diretora.

Veja Também:  Sesp deflagra operação em Feliz Natal que resulta em 13 prisões

Todos os alunos do período matutino do ensino médio participaram do evento. A escola tem um total de 763 alunos, na faixa etária de 15 a 17 anos de idade, sendo que 412 estudam de manhã e o restante a tarde.

Os alunos participaram do debate sobre a banalização das violências no ambiente escolar e receberam orientações precisas de que a Polícia Civil por meio de seus núcleos de inteligência, Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia e ainda o forte aparato repressivo dispõe de mecanismos para conter qualquer tipo de violência.

O investigador Ademar Torres alertou os alunos a respeito de alguns exemplos de crimes tipificados no Código Penal que podem ocorrer no meio virtual dentre eles a calúnia, difamação e injúria e, principalmente a disseminação de informações falsas que levam pânico as pessoas. “Todos estes podendo ser cometidos no meio digital, seja através de um e-mail, redes sociais ou outras formas”, destacou o policial.

O debate com os estudantes promoveu a proximidade com a Polícia Civil que disponibilizou para o encontro a viatura blindada e o acompanhamento dos investigadores da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG).

Veja Também:  ARTIGO: Irredutibilidade salarial e o julgamento do STF












Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Companhia Raio detém dupla envolvida em golpes de compra e venda pela internet

Publicados

em


Policiais da Companhia de Motopatrulhamento Raio prenderam na noite esta sexta-feira (23.07), um homem e uma mulher, por estelionato.

A equipe tinha identificado a suspeita envolvida em golpes de compra e venda pela internet. Sua conta bancária foi rastreada o que facilitou sua localização.  Rendida, contou que foi persuadida por um amigo a emprestar sua conta bancária e receberia 5% de qualquer movimentação de valores despistados.

O comparsa foi preso em uma loja de produtos pets e apontou outro homem que seria o responsável pelos golpes. Ele assumiu ter convencido a colega a participar da ação criminosa. O terceiro suspeito não foi localizado. Três celulares foram apreendidos.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Também:  Companhia Raio detém dupla envolvida em golpes de compra e venda pela internet
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende dois suspeitos por ameaça e extorsão por dívida de drogas

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Dois homens que ameaçavam uma família por dívida de drogas foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (23.07), no município de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), durante diligências para averiguar uma denúncia anônima. 

Os suspeitos de 35 e 30 anos, ambos com passagens e condenações por vários crimes, foram autuados em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. 

A Delegacia de Polícia de Jauru recebeu uma denúncia anônima sobre uma pessoa que estava sendo ameaçada gravemente por traficantes cobradores, em razão de uma dívida de drogas. 

De imediato os policiais civis foram até o local no bairro Cohab Branca, onde ao chegarem visualizaram os dois suspeitos na casa da vítima. Na ocasião, os dois homens começaram a se alterar e na frente da equipe disseram que iriam matar a vítima por ter chamado a polícia.

Eles também assumiram que estavam no endereço para cobrar a dívida de drogas, e ainda desferiram socos e chutes contra uma das vítimas. 

Veja Também:  Companhia Raio detém dupla envolvida em golpes de compra e venda pela internet

A vítima mostrou vários áudios enviados pelos suspeitos por meio de aplicativo de celular. Nas mensagens os autores afirmavam que se a dívida não fosse paga até certo horário, ela morreria. Diante dos fatos os dois suspeitos foram detidos, momento em que tentaram reagir e resistir a ação policial. 

Depois de contidos, eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Jauru, interrogados pela delegada Bruna Caroline Fernandes de Laet, e presos em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. Após a confecção dos autos os conduzidos foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana