conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil recupera mais de R$ 5,7 mil subtraídos de vítima em golpe do perfil falso no whatsapp

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, em uma ação conjunta da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI) e Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá, recuperou mais de R$ 5,7 mil, subtraídos de uma vítima do golpe do falso perfil do whatsapp.

As diligências iniciaram imediatamente após a vítima registrar o boletim de ocorrência na Derf Cuiabá, relatando que foi vítima de golpe, em que uma pessoa através do aplicativo whatsapp, utilizando a foto de uma funcionária, pediu o adiantamento do salário.

Acreditando que realmente estava falando com a funcionária, a vítima fez o pagamento via pix, na conta indicada pelos criminosos, no valor de pouco mais de R$5,795 mil.

Logo após receber as informações, a equipe da Derf Cuiabá entrou em contato com a DRCI, que com base nas informações passadas conseguiu fazer o bloqueio administrativo do valor, que serão restituídos para vítima.

Segundo o delegado da DRCI, Ruy Guilherme Peral da Silva, a ação foi exitosa devido a rápida ação da Polícia. “Assim que recebeu a comunicação dos fatos, a equipe da DRCI agiu rapidamente e buscando congelar o valor subtraído da vítima, que após as providências necessárias será restituído em sua conta bancária”, disse o delegado.

Veja Também:  Polícia Civil prende suspeito de tráfico de drogas em Lucas do Rio Verde

As investigações continuam para identificar e prender os envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Ação conjunta apreende carga de cerveja, avaliada em R$ 230 mil, que iria para a Bolívia por contrabando

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um carregamento de cerveja avaliado em R$ 230 mil e proveniente de crime de contrabando foi apreendido em Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a oeste de Cuiabá), após ação da Polícia Civil com apoio do Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

Durante diligências de combate  na região, policiais civis descobriram a existência de uma grande movimentação no transporte de bebidas alcoólicas que tinham como suposto destino estabelecimentos comerciais situados em glebas rurais, localizadas na fronteira entre Mato Grosso e a Bolívia.

Diante do fluxo estranho, a equipe intensificou as investigações e apurou que os estabelecimentos comerciais eram fictícios ou não apresentavam condições físicas e financeiras de movimentar e vender  grandes cargas de mercadorias que eram movimentadas.

Na sequência chegou ao conhecimento da Polícia Civil, por meio da unidade da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) em Cáceres, que  durante fiscalização em uma das propriedades agrícolas foi averiguada um número de notas fiscais emitidas para um bar, localizado na gleba Nova Fortuna, em milhões de reais adquiridos em cerveja, sem que tenha havido qualquer saída da mercadoria.

Veja Também:  Homem foge ao ver viatura e é pego com 11 tabletes de maconha no bairro Doutor Fábio

A fiscalização da Sefaz, realizada em agosto, localizou uma fazenda onde estava depositada uma grande carga de cerveja e o transbordo dessa carga seria feito para caminhões emplacados na Bolívia.

Com base nos fatos, foi realizada a troca de informações com os policiais do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), que passaram a dar ênfase nas fiscalizações desse tipo de carga.

Conforme o delegado de Vila Bela da Santíssima Trindade, João Paulo Berté, logo no primeiro fim de semana, um carregamento de cerveja avaliado em cerca de R$ 230 mil foi apreendido na fronteira. “Na ocasião duas pessoas foram presas em flagrante pelo crime de descaminho tentado”, destacou o delegado.

Já no dia 21 de agosto, a Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade foi acionada para atender um acidente de trânsito na zona rural, envolvendo uma carreta Mercedes Benz carregada de cerveja, que tombou na estrada que dá acesso à Gleba Nova Fortuna. Os policiais encontraram o carregamento espalhado pelo solo e os proprietários da carga providenciaram a a retirada das bebidas.

A investigação identificou que a nota fiscal que acompanhava a carga de cerveja tinha como destino uma empresa que não existia fisicamente, cujo endereço era um pequeno bar da gleba, localizada na faixa de fronteira.

Veja Também:  Arma e munições são apreendidas pela Polícia Civil em residência de suspeita de crime de ameaça

Diante disso o sócio próprio da empresa foi ouvido na Delegacia de Vila Bela e acabou revelando que havia aberto a empresa apenas para usar de fachada no esquema de remessa de mercadorias para a Bolívia.

O inquérito instaurado pela Polícia Civil está tramitando na delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade, para total esclarecimento dos crimes evidenciados, bem como a responsabilização dos envolvidos no esquema criminoso. 

Nesta sexta-feira (17.09), a Polícia Civil fez a entrega da carga de cerveja apreendida à Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), que fará as autuações fiscais contra os envolvidos.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Dirigentes do Sicredi vão a Sesp agradecer empenho no combate ao Novo Cangaço

Publicados

em


O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, recebeu o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof, e o presidente da Sicredi Univales, Juarez Cividini, que parabenizaram os órgãos de segurança pública pelo trabalho de combate ao crime do Novo Cangaço, em Nova Bandeirantes, no dia 04 de junho. O delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Mário Demerval, e o comandante-geral adjunto da Polícia Militar, coronel PM Daniel Alvarenga, também participaram da reunião realizada nesta sexta-feira (17.09), na Sesp.

Em nome do sistema cooperativo, eles entregaram ao secretário uma carta em agradecimento ao trabalho desempenhado.  “Viemos conhecer o secretário e agradecer pelo trabalho que fizeram na região Noroeste, em Nova Bandeirantes, ficamos felizes pelo trabalho e pela segurança que deram a região. Parabéns mesmo a toda a equipe da Segurança Pública”, destacou o presidente da Sicredi Univales, que tem sede em Juína.

Para o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof, a força-tarefa montada para combater o crime de Novo Cangaço em Nova Bandeirantes trouxe resultados excelentes, movimentou um efetivo grande e um trabalho de inteligência e demonstrou grande comprometimento por parte do Estado em solucionar o crime.

Veja Também:  PM detém jovem por direção perigosa e descobre motocicleta adulterada

“Estamos trazendo o nosso reconhecimento a Segurança Pública de Mato Grosso. Foi um trabalho de comprometimento, proporcionando segurança para as instituições financeiras, cooperativas de crédito e para a sociedade. Isso traz uma confiança grande ao setor público, afinal todos pagam impostos e querem ter esse tipo de clima de segurança para viver bem e para investir no Estado”.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, disse que o reconhecimento por parte da Sicredi demonstra o trabalho de qualidade que está sendo desenvolvido e que a segurança tem melhorado cada vez mais para que os cidadãos tenham o retorno dos impostos pagos, o que é uma determinação do governador Mauro Mendes.

“O caso de Nova Bandeirantes demonstra que os investimentos feitos pelo Estado em Segurança Pública têm dado retorno e mais investimentos serão realizados no setor neste ano e no próximo”, comentou.

Investigações continuam

Apesar de terem chegado a alguns envolvidos no crime do Novo Cangaço em Mato Grosso, as investigações sobre o crime ainda continuam. “Há ainda os tentáculos e já estão sendo identificados, as providências estão sendo tomadas e vamos desmantelar a quadrilha toda”, destacou o delegado geral da PJC, Mário Demerval.

Veja Também:  Operação Lei Seca prende 16 pessoas em Sorriso e remove 29 veículos

Os assaltantes invadiram as agências do Sicoob e Sicredi no dia 04 de junho, em Nova Bandeirantes. Os policiais passaram 58 dias em campo na busca pelos criminosos.

“Graças ao empenho de todos nossos policiais militares, temos prestado serviço diuturno em todos os municípios nessa questão de rondas, prevenção e repressão aos ilícitos caso venham a ocorrer”.  

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana