conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícia Civil registra aumento de 31% em cumprimento de mandados de prisões

Publicado

Raquel Teixeira | PJC-MT

– Foto por: PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, por meio do trabalho desenvolvido pela Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol), encerrou 2019 com o cumprimento de 658 mandados de prisões decretados pela justiça, um aumento de 31% em relação ao ano anterior. Os mandados cumpridos realizadas são de pessoas procuradas pela justiça e que tiveram envolvimento na prática de diferentes crimes.

O número supera a meta proposta pela unidade e demonstra o empenho de todos os servidores, conforme destaca a delegada titular da Polinter, Silvia Maria Pauluzi. “O resultado alcançado é fruto do empenho e dedicação das equipes da unidade, que trabalharam de maneira incansável para superar as metas propostas”.

Entre as diligências investigativas para cumprimento de mandados e de captura durante o ano passado destacam-se a localização e prisão de um lutador de artes marciais mistas, suspeito da morte de um empresário no estado do Pará. Ele foi preso no mês de dezembro, em Cuiabá, em ação de apoio à Polícia Civil do Pará. O crime ocorreu no dia 9 de dezembro, em um garimpo no município de Moraes de Almeida.

Outra localização e prisão de foragido da justiça de Mato Grosso efetivada pela Polinter contou com apoio da Polícia Civil do Amazonas. O autor dos homicídios contra a ex-namorada e o filho, ocorridos em 2012 na capital, foi preso em Manaus, após ter seu paradeiro identificado em investigações da Polícia de Mato Grosso. Jeanderson Xavier Rangel teve mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal da Capital. Ele foi condenado a 43 anos e 10 meses pela morte da ex-namorada e do filho dela de apenas quatro anos de idade. Ele fugiu de uma unidade do Sistema Penitenciário, em Cuiabá, em fevereiro de 2016.

Veja Também:  Entidades debatem lei da Pesca em Mato Grosso

Parte dos mandados cumpridos pela unidade são de pessoas condenadas pela justiça. A delegada da Polinter pontua ainda que o serviço de denúncia auxiliam nos trabalhos da unidade. “As denúncias são um grande auxílio para o trabalho da unidade e ao longo mês geraram resultado positivo levando a captura de foragidos muitos já condenados e sentenciados pela justiça”, informa Sílvia Pauluzi.

Disque denúncia 

A maioria das informações sobre foragidos vem por meio do 197, disque denúncia da PJC, mas, a Polinter tem dois outros números exclusivos para recebimento de denúncias: o “Disque Capturas” está disponível pelos telefones (65) 9 9933-4614 ou (65) 9 9915-3224 (whatsapp).

A Polinter também trabalha em conjunto com outras delegacias que apoiam investigações em andamento, de forma que, diuturnamente são atendidos pelo Setor de Mandados da Unidade, inúmeros pedidos de remessa e distribuição de mandados de prisão emitidos pelo Poder Judiciário.

Cartas precatórias

A Gerência Estadual de Polinter e Capturas também é responsável pelo intercâmbio com outras unidades policiais da federação, bem como a captura e recaptura de foragidos, competindo-lhe ainda receber, distribuir e cumprir cartas precatórias procedentes do Poder Judiciário Estadual, de Delegacias do interior de Mato Grosso e das demais unidades policiais do país.

Veja Também:  Tangará da Serra está cada vez mais perto de ganhar uma escola militar

Durante o ano passado foram cumpridas 814 cartas precatórias do interior do estado e de outras unidades do país intermediadas pela Polinter. No cumprimento de cartas precatórias são realizadas oitiva de vítimas, de pessoas investigadas, além de interrogatórios de pessoas presas e que estão reclusas em unidades prisionais da capital, com indiciamento formal em inquéritos policiais instaurados por outras delegacias.

Reforma

Em 2019 também foi realizada reforma da Polinter, com apoio do Sistema Penitenciário que cedeu reeducandos para execução da obra. A delegada Sílvia Pauluzi destaca que obras de reparo e manutenção na rede elétrica e hidráulica e na infraestrutura do prédio contribuíram para um ambiente de trabalho mais acolhedor e respeitoso.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Caminhonete E Caminhão Se Envolvem Em Grave Acidente Em Campo Novo Do Parecis

Publicado

Um grave acidente envolvendo moradores de Campo Novo do Parecis foi registrado durante a noite desta quarta-feira (26) na BR 364, cerca de 35 quilômetros de Campo Novo do Parecis, sentido Tangará da Serra. Não houve vítimas fatais.

De acordo com informações de testemunhas, o veículo S10 de cor branca, placa de Campo Novo do Parecis, colidiu com a traseira com caminhão pequeno. Com a força do impacto os veículos saíram da pista e ficaram bastante danificados.

Ainda segundo testemunhas, após o acidente, o condutor da S10, que não foi identificado, pegou carona com um veículo que vinha logo atrás e evadiu-se do local.

De acordo com o Tenente Bueno, comandante do núcleo de Bombeiros Militar de Campo Novo do Parecis, que atendeu a ocorrência, o condutor do caminhão apenas  se queixou de leves dores e recusou ser encaminhado para o hospital.

A Polícia Militar e os profissionais do SAMU também estiveram no local para prestarem os atendimentos às vítimas.

Parecis.net

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Veja Também:  China voltará a comprar carne bovina do Brasil
Continue lendo

Mato Grosso

Sargento acusado de matar pioneiro de Lucas do Rio Verde se apresenta na delegacia e é liberado

Publicado

O principal suspeito do assassinato do empresário Pedro Luiz Pegorini, de 58 anos, com ao menos três tiros, em uma chácara, no setor rural do município de Tapurah (246 quilômetros de Sinop) se apresentou, ontem à tarde, na delegacia da Polícia Civil do município.

Após prestar depoimento, ele foi liberado já que não se encontrava em situação de flagrante.  Ele também entregou a arma do crime e em seu depoimento disse que agiu em legítima defesa. Conforme a versão do militar, após uma áspera discussão, Pedro teria entrado no quarto para pegar uma arma. Neste momento,  ele efetuou os disparos contra a porta e atingiu o empresário que estava atrás dela.

Ele deve responder por homicídio na justiça comum e um procedimento na esfera militar. Ainda de  acordo com a PM, o sargento está há mais de 15 anos na instituição e não havia respondido por nenhum ato infracional sendo apontado por ter um histórico de boa conduta.

Ontem, o  comandante regional do 13º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Fábio Mota de Souza confirmou, que no local do crime foram aprendidas três cápsulas de calibre .40. “Já determinamos o levantamento do material para saber se a arma (usada no crime) é da instituição ou de propriedade pessoal do policial. Além disso, equipes policiais de Tapurah e Itanhangá estão em diligências no intuito de encontrar esse policial para esclarecer o que aconteceu”.

Veja Também:  Sinfra e ABDER realizam curso para discutir sobre drenagem de rodovias

Pegorini era pioneiro, um dos proprietários e fundador da primeira funerária em Lucas do Rio do Verde. Ele tinha dois filhos e era viúvo. Ele foi velado na câmara de vereadores e o sepultado às 16h.

Só Notícias/Cleber Romero/Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana