conecte-se conosco


Barra do Bugres

Polícia encontra pais que jogaram corpo de bebê dentro de poço

Publicados

em

O Bom da Notícia

A Polícia Civil de Mato Grosso em conjunto com a policiais de Goiás prenderam na noite desta quinta-feira (9), o casal, de 23 anos, que matou e jogou o corpo da filha de seis meses em um córrego em Tabaporã (MT). O corpo do bebê foi encontrado ainda na noite de ontem após a dupla revelar onde estaria o cadáver.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão ocorreu por volta das 19h após investigações da polícia apontarem que os pais estariam escondidos em Jataí (GO). Pai e mãe revelaram que jogaram a criança morta em um poço, localizado a cerca de 3km do município de Tabaporã (MT), e depois desfizeram do carrinho no Rio Sereno.

As guarnições do Corpo de Bombeiro Militar deslocaram até o local informado e realizaram as buscas. Ao chegar a cinco metros do poço encontraram os restos mortais da criança.

A Polícia Civil não revelou detalhes de como a criança foi morta e qual o motivo. Os pais estão sendo encaminhados à Mato Grosso na manhã desta sexta-feira (10) e o caso continuará sendo investigado pela Polícia Civil de Sorriso.

O caso

Em agosto do ano passado pai e mãe foram presos por maus-tratos contra a menina, que na época tinha apenas 28 dias de nascida. Eles levaram a criança até o hospital da cidade por causa de um machucado no pé e foi constatado que a criança tinha sinais de agressão.

Veja Também:  ACIBB e Unemat se unem para ofertar opção de curso de extensão voltado à precificação

A equipe da unidade acionou o Conselho Tutelar, que recolheu a menina e acionou a polícia. O casal foi preso, mas foi solto no dia seguinte. O bebê ficou na Casa de Passagem, mas em novembro do ano passado a Justiça devolveu a guarda aos pais.

Marlene Sieber da Silva, conselheira tutelar, contou que na época da primeira ocorrência ficou constatado que a criança era vítima de maus-tratos.

Segundo ela, na última quarta-feira, uma denúncia anônima foi feita ao conselho, de que os dois foram vistos com um carrinho de bebê próximo ao rio da cidade, mas que não foi possível perceber se a criança estava nele.

Momentos depois, o casal foi visto com mochilas pedindo carona na saída da cidade e sem a criança. De acordo com a denúncia feita, a situação aconteceu no fim de dezembro e, desde então, eles não foram mais vistos, até que o pai teria telefonado e afirmado que teve que sair às pressas da cidade e pediu para que fosse colocado fogo nas coisas do bebê.

Segundo a conselheira, foi feito contato com alguns parentes do casal que moram na cidade, mas ninguém sabe nada sobre os dois. A mulher teria outros filhos que vivem com a mãe dela em Paranatinga. Ela também foi acionada e informou não saber sobre o paradeiro da filha. O casal teria chegado na cidade poucos dias antes da primeira ocorrência e, segundo comentários, eram usuários de drogas.

Veja Também:  Polícia Civil prende grupo criminoso envolvidos em roubos em Barra do Bugres

Prisão por maus-tratos durou um dia

Os pais do bebê foram presos no dia 19 de agosto do ano passado, por volta das 20h. A polícia foi acionada pelo Conselho Tutelar após o bebê, de 28 dias, ser levado pelo casal ao hospital municipal.

De acordo com decisão da Justiça, que concedeu a liberdade aos acusados de maus-tratos no dia seguinte, a criança tinha traumas em dois dedos. Questionados, os pais não souberam explicar a origem das lesões, oportunidade em que foram encaminhadas à Delegacia. A Polícia arbitrou fiança, mas o casal argumentou não ter condições financeiras para pagar. O valor não foi revelado.

O Ministério Público Estadual se manifestou pela homologação do auto de prisão em flagrante e pela concessão de liberdade provisória, sem pagamento de fiança, o que foi seguido pela Justiça.

Além disso, a Justiça considerou que a menor estava sob tutela do Estado, entendendo que a liberdade dos acusados não colocaria em risco a integridade física da menor. Apontou que se condenados ou pais teriam pena de detenção de dois meses a um ano, ou multa, e cumpririam em liberdade.

Eles foram soltos com medidas restritivas, como não frequentar bares e boates, não deixar a comarca e não se aproximar da criança.

Comentários Facebook
Propaganda

Barra do Bugres

Sicredi Sudoeste MT/PA mobiliza associados e sociedade para arrecadação de alimentos

Publicados

em

Donativos serão entregues a famílias carentes que vivem em 33 municípios da área de atuação da cooperativa nos dois estados

Comemorado anualmente no 1° sábado de julho, o Dia de Cooperar (Dia C) – um dos maiores programas de voluntariado do Brasil – movimenta as cooperativas de todo o País. Desde 2019, as ações dedicadas a esta iniciativa passaram a ocorrer ao longo de todo o ano, em vez de um único dia, o que comprova mais uma vez o interesse genuíno do cooperativismo pela comunidade e seu bem-estar. Este ano, a principal ação realizada pela Sicredi Sudoeste MT/PA é a arrecadação de alimentos não perecíveis, e começa com 10 toneladas, doadas pela cooperativa.

Desde 1° de junho, associados da cooperativa, empresas e a sociedade em geral podem fazer suas doações em qualquer uma das 41 agências da Sicredi Sudoeste MT/PA, localizadas nos municípios de Arenápolis, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Tangará da Serra, Barra do Bugres, Sapezal, Campos de Júlio, Campo Novo do Parecis, Cáceres, Mirassol D’Oeste, Porto Esperidião, Santo Afonso, Glória D’Oeste, Curvelândia, Cristo Rei, Varzea Grande, Denise, Poconé e Porto Estrela, no território mato-grossense; ou em Redenção, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Marabá, Xinguara, Rio Maria, Tucumã, Ourilândia do Norte, Santana do Araguaia, Dom Eliseu, Rondon do Pará, Tomé-Açu, Abel Figueiredo e Ulianópolis, no território paraense.

As doações serão recolhidas até 30 de junho. Além das agências do Sicredi, a iniciativa conta com outros pontos de coleta parceiros, cujos endereços podem ser acessados nas redes sociais da cooperativa (@sicredisudoestsemtpara). Os alimentos arrecadados serão destinados às famílias carentes das regiões onde a cooperativa atua. “Mais uma vez nossa ação de voluntariado para o Dia C visa a contribuição com a comunidade, um dos princípios do cooperativismo de crédito, para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Promovemos esta ação com muito otimismo e esperamos arrecadar muitas toneladas de alimentos”, afirma o presidente da cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA, Antonio Geraldo Wrobel,

Dia de Cooperar

Promovida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a data é uma comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, com atividades realizadas por voluntários nas áreas de saúde, lazer, educação e meio ambiente para transformar realidades.  As iniciativas do Dia C estão alinhadas aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O Dia C nasceu em 2009, em Minas Gerais, e logo ganhou a adesão de cooperativas de todo o território nacional. Segundo a OCB/MT, as cooperativas de Mato Grosso fazem parte desse movimento desde 2013. Desde 2019, o conceito do programa mudou e, em vez de as ações se concentrarem em uma única data, passaram a ser realizadas ao longo do ano. 

Sobre a Cooperativa

 

A Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA foi fundada 31 de março de 1989 em Tangará da Serra por 47 agropecuarista, na época com nome de Credioeste. Hoje, prestes a completar 32 anos, a Cooperativa possui mais de 101 mil associados e 41 agências localizadas em 34 dos 97 municípios que fazem parte da área de atuação no Mato Grosso e Pará. 

Com uma gestão visionária e empreendedora vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, chegando em 2020 a 2,8 bilhões em ativos, 2,7 bilhões em recursos totais e 1,9 bilhão de carteira de crédito. O Conselho de Administração é presidido pelo Sr Antonio Geraldo Wrobel, tendo o Sr José Flores como Vice-Presidente.

O propósito de construir juntos uma sociedade mais próspera é vivido diariamente por seus mais de 500 colaboradores que fazem do atendimento um relacionamento próximo ao associados.

 

Sobre o Sicredi

 

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 24 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

 

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Facebook | Instagram | Twitter | LinkedIn | YouTube

 

O Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Pará, Rondônia, Acre e Amazonas, tem mais de 600 mil associados, com 202 agências em 154 municípios.

Comentários Facebook
Veja Também:  Força Tática prende homem que cultivava maconha em vaso em Tangará da Serra
Continue lendo

Barra do Bugres

Números de pessoas já vacinados em  Barra do Bugres

Publicados

em

Doses recebidas pelo município: 11.058

Total de doses aplicadas: 7.254

Primeira Dose 5.362

Segunda Dose 1.892

Profissionais de Saúde

Primeira Dose: 555

Segunda Dose: 551

População Idosa 90+

Primeira Dose: 73

Segunda Dose: 71

Pessoas com deficiência institucionalizada

Primeira Dose: 0

Segunda Dose: 0

População “Idosos institucionalizados”

Primeira Dose: 31

Segunda Dose: 30

População idosa 85 a 89

Primeira Dose: 112

Segunda Dose: 68

População idosa 80 a 84

Primeira Dose: 232

Segunda Dose: 219

População idosa 75 a 79

Primeira Dose: 312

Segunda Dose: 224

População Idosa 70 a 74

Primeira Dose: 665

Segunda Dose: 498

População Quilombolas

Primeira Dose: 169

Segunda Dose: 0

População 65 a 69 anos

Primeira Dose: 772

Segunda Dose: 202

Forças de Segurança e Salvamento

Primeira Dose: 86

Segunda Dose: 27

População 60 a 64 anos

Primeira Dose: 971

Segunda Dose: 2

Pessoas privadas de liberdades

Primeira Dose: 5

Segunda Dose: 0

Pessoas com comorbidades 1º fase

Primeira Dose: 1045

Segunda Dose: 0

Pessoas com deficiência Permanente

Primeira Dose: 124

Segunda Dose: 0

Profissionais da Educação

Primeira Dose: 210

Segunda Dose: 0

Fonte: https://www.barradobugres.mt.gov.br/Covid-19/Vacinometro/

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Vereadores visitam hospital de Arenápolis para conhecer novos modelos de gestões
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana