conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícias prendem mais de 10 mil pessoas, reduzem crimes e aumentam apreensões de armas e drogas em 2020

Publicados

em

Devido ao prejuízo de R$ 51,5 milhões causado ao crime organizado, os confrontos entre polícia e criminosos aumentaram este ano

Débora Siqueira | Sesp/MT  – Foto por: Assessoria/Sesp-MT

Entre o mês de janeiro e o dia 9 de agosto de 2020, as polícias de Mato Grosso prenderam 10.576 pessoas em flagrantes e cumprimento de mandados de prisão. Outras 23.526 pessoas foram conduzidas para averiguação nas delegacias de polícia. Este ano, com mais abordagem policial, houve mais apreensão de armas de fogo de grosso calibre, mais apreensão de drogas, além da redução de crimes contra a vida e o patrimônio no Estado.

Somente de janeiro a junho foram apreendidas 5,7 toneladas de drogas, um prejuízo de aproximadamente R$ 51,5 milhões no mercado do crime. Presos e descapitalizados, neste ano, se observou que os criminosos passaram a reagir e usar equipamento bélico mais pesado.

Houve 78 mortos por confronto com as forças policiais em Mato Grosso, de acordo com as informações da Superintendência do Observatório da Violência. No mesmo período de 2019, foram 41 casos.

“Temos observado esse comportamento na região de fronteira. Antes os criminosos abandonavam o carregamento e fugiam, agora passaram a revidar usando armas como fuzis. O mesmo tem ocorrido na região metropolitana, com os bandidos atirando contra os policiais, ameaçando matar policiais. Se houver agressão, a polícia vai reagir”, argumentou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Veja Também:  Governo decide pagar em seis parcelas salários de servidores da Santa Casa de Cuiabá em atraso há 8 meses

Conforme a Superintendência do Observatório da Violência, ligado à Secretaria Adjunta de Inteligência da Sesp, a letalidade das ações policiais dentro do universo das prisões em flagrante, cumprimento de mandados de prisão e as conduções para averiguação é inferior a 1%. As mortes resultantes durante prisões em flagrante foram de 0,74% e 0,33% com relação às conduções para averiguação.

“Isso demonstra o alto preparo e a consciência nas ações desenvolvidas por estes profissionais. Eles só reagem quando há uma desobediência de ordem do poder de polícia, ou quando os criminosos atiram contra um policial armado”, disse o titular da Sesp.

Crimes contra a vida

Mesmo com aumento de crimes causados por confronto policiais, em Mato Grosso os casos de homicídios e de latrocínio (roubo seguido de morte) reduziram no período de janeiro a junho deste ano, comparado ao ano passado. Foram 2,2% casos a menos e a redução de 48% nos latrocínios.

Em Cuiabá, os homicídios caíram 11%, baixando de 53 casos no primeiro semestre de 2019 para 47 neste ano. Já em Várzea Grande, os casos de assassinatos reduziram 14%. Foram 36 casos este ano contra 42 ano passado.

Veja Também:  Mais de 800 atletas participam de campeonato estadual de Jiu-Jitsu no próximo domingo (7)

Nos casos de roubo seguido de morte, caíram 83% em Cuiabá e 86% em Várzea Grande, com um caso registrado em cada um dos municípios citados.

Um diferencial deste semestre é o aumento da apreensão de armas de grosso calibre. Foram sete fuzis retirados da mão de criminosos, 40% a mais do que os primeiros seis meses de 2019. Foram quatro submetralhadoras apreendidas.

“A criminalidade está mais fortemente armada, o que pode ser um fator a mais na necessidade de intervenção por parte das forças de segurança estadual”, finalizou Bustamante.

 

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Direito da Administração Pública: Escola de Governo oferta 600 vagas para curso online

Publicados

em

Interessados devem se inscrever até dia 23 de maio no site da instituição

Éverton Anunciação | Seplag-MT

O público-alvo são os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual – Foto por: Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Estão abertas as inscrições para a segunda turma do curso Direito da Administração Pública. A capacitação é ofertada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), por meio da Superintendência da Escola de Governo, e será realizada na modalidade de Ensino a Distância (EaD). Ao todo, 600 vagas foram disponibilizadas.

As aulas iniciam em 31 de maio. Inscrições vão até dia 23 de maio e podem ser realizadas  AQUI.

A qualificação possui carga horária total de 40 horas e tem como público-alvo os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual.

O conteúdo a ser abordado no curso destaca noções de direito constitucional aplicado à administração pública cível, responsabilidade funcional, processo disciplinar, vínculo profissional, aposentadoria e improbidade no serviço público.

(Supervisão de texto de Nayara Takahara)

Fonte: Assessoria

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Veja como se inscrever na Unemat usando a nota do Enem

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil instaura investigação preliminar para apurar irregularidades na vacinação contra a covid-19 em Cuiabá

Publicados

em

A investigação instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação

Camila Molina | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), instaurou nesta segunda-feira (12.04) Auto de Investigação Preliminar (AIP) para apurar possíveis irregularidades denunciadas em relação ao cumprimento da ordem de vacinação contra a covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura Municipal de Cuiabá. 

A investigação preliminar instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação. 

A decisão de abertura de investigação preliminar levou em consideração a publicação de diversas matérias em veículos de comunicação sobre possíveis falhas e irregularidades na execução dos serviços de vacinação. 

A Delegacia do Consumidor oficiará o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público Estadual (MPE) e a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá solicitando que qualquer irregularidade ou ilegalidade de natureza criminal que seja detectada em relação a vacinação contra o covid-19 ou outros problemas do mesmo teor, sejam informadas à Decon para as providências cabíveis. 

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, ressaltou que condutas reprováveis nos critérios de prioridade na imunização estabelecidos pelos governos e entidades médicas podem acarretar a responsabilização criminal de agentes públicos e das pessoas indevidamente vacinadas, 

“As pessoas identificadas nesse tipo de conduta podem ser enquadradas em crimes como o previsto no artigo 268 do Código Penal, por infringir determinação do poder público destinada a impedir a propagação de doença contagiosa, ou ainda outros tipos penais penais como corrupção ativa, corrupção passiva e prevaricação”, disse o delegado.

Fonte: Assesoria

 

Veja Também:  UTI Aérea de Mato Grosso completa 100 horas de voo

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana