conecte-se conosco


Barra do Bugres

prefeito anuncia que escola agrícola poderá se tornar Cívco Militar em Tangará da Serra

Publicados

em

Diego Soares – Assessoria de Imprensa 

Fábio Junqueira revelou que ofereceu a estrutura da Escola Agrícola à Coordenação de Escolas Cívico Militares de Mato Grosso, para implantar uma unidade em Tangará da Serra

Educação

Após uma onda de boatos relacionados à Escola Agrícola Ulisses Guimarães de Tangará da Serra, o Prefeito Fábio Martins Junqueira informou que o que ocorre de fato é que a unidade não será fechada, mas sim passará a atender exclusivamente matrículas de quem mora na região.

“Hoje o que acontece é que tem ônibus trazendo alunos de lá para estudar aqui na cidade e vai ônibus levando alunos daqui para lá. O número de alunos muito pequeno e muitos professores. São 68 alunos para 15 professores. A média aluno/profissional da educação é baixíssima, com avaliação baixa e ainda com transporte muito oneroso, pois são diversos ônibus andando pingado pela cidade inteira para levar 60 alunos para lá”, explicou.

Junqueira enfatizou que a média aluno/professor e inferior a cinco estudantes por profissional.

“Querem manter a Escola com alunos transportados de fora e numa média de cinco alunos por professor, apenas para manter em funcionamento. A estrutura da Escola Agrícola, da parte profissionalizante foi repassada para a Secretaria Municipal de Agricultura, que desenvolve atividades de apoio a Agricultura Familiar. Temos lá, através da SEAPA, o Programa Mais Leite, criação de porcos, galinhas, carneiros”, salientou o Prefeito.

Veja Também:  Ex-policial confessa que matou enfermeira a mando do marido em Sinop

O Gestor pontuou ainda que por uma questão de legislação, há anos a parte profissionalizante da Escola Agrícola foi desativada.

“Os alunos não podem trabalhar como ocorria anteriormente. É uma questão de legislação. Lei se cumpre. Apenas a SEAPA é que mantém a Unidade Experimental, onde desenvolvemos dias de campo, treinamentos, entre outras tantas atividades”, completou.

O Prefeito informa ainda que o Município disponibiliza atualmente motoristas de cerca de cinco ônibus que fazem linhas para levar os alunos para lá e depois buscar. “Todos os professores efetivos serão mantidos em outras escolas. O transporte escolar continuará existindo de lá para cá. Se tiver matrículas de séries iniciais e educação infantil de lá, serão mantidas as turmas para os alunos de lá”, pontua.

Sobre a utilização da Escola Agrícola para outras ações educacionais, Junqueira revela que já foi oferecida parceria para o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) com o objetivo de desenvolver curso técnico agrícola, porém, a parceria não aconteceu. Outras duas tentativas ocorreram e também não deram certo, com a SECITEC e com a UNEMAT.

Veja Também:  Preso em Nova Mutum por ordem judicial acusado de assassinato e peculato expedido por Barra do Bugres 

ESCOLA MILITAR – Fábio Junqueira revelou que ofereceu a estrutura da Escola Agrícola à Coordenação de Escolas Cívico Militares de Mato Grosso, para implantar uma unidade em Tangará da Serra.

“Com eles tivemos retorno, porém, nos informaram que pelo Estado, somente a partir de 2021. Ofereci ainda para ser mantida pelo próprio Município e eles nos cederiam apenas o Militar para ser o Diretor e o Município manteria, mas ainda não me deram resposta”, explicou.

O Prefeito salienta que foi dada oportunidade para a Escola e a comunidade se unirem para fortalecer a unidade.

“Foi até mesmo alterada para atenção integral e ao invés de valorizarem e aumentar o número de alunos ou pelo menos manter, reduziu pela metade”, lamentou.

Comentários Facebook
Propaganda

Barra do Bugres

Sicredi Sudoeste MT/PA mobiliza associados e sociedade para arrecadação de alimentos

Publicados

em

Donativos serão entregues a famílias carentes que vivem em 33 municípios da área de atuação da cooperativa nos dois estados

Comemorado anualmente no 1° sábado de julho, o Dia de Cooperar (Dia C) – um dos maiores programas de voluntariado do Brasil – movimenta as cooperativas de todo o País. Desde 2019, as ações dedicadas a esta iniciativa passaram a ocorrer ao longo de todo o ano, em vez de um único dia, o que comprova mais uma vez o interesse genuíno do cooperativismo pela comunidade e seu bem-estar. Este ano, a principal ação realizada pela Sicredi Sudoeste MT/PA é a arrecadação de alimentos não perecíveis, e começa com 10 toneladas, doadas pela cooperativa.

Desde 1° de junho, associados da cooperativa, empresas e a sociedade em geral podem fazer suas doações em qualquer uma das 41 agências da Sicredi Sudoeste MT/PA, localizadas nos municípios de Arenápolis, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Tangará da Serra, Barra do Bugres, Sapezal, Campos de Júlio, Campo Novo do Parecis, Cáceres, Mirassol D’Oeste, Porto Esperidião, Santo Afonso, Glória D’Oeste, Curvelândia, Cristo Rei, Varzea Grande, Denise, Poconé e Porto Estrela, no território mato-grossense; ou em Redenção, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Marabá, Xinguara, Rio Maria, Tucumã, Ourilândia do Norte, Santana do Araguaia, Dom Eliseu, Rondon do Pará, Tomé-Açu, Abel Figueiredo e Ulianópolis, no território paraense.

As doações serão recolhidas até 30 de junho. Além das agências do Sicredi, a iniciativa conta com outros pontos de coleta parceiros, cujos endereços podem ser acessados nas redes sociais da cooperativa (@sicredisudoestsemtpara). Os alimentos arrecadados serão destinados às famílias carentes das regiões onde a cooperativa atua. “Mais uma vez nossa ação de voluntariado para o Dia C visa a contribuição com a comunidade, um dos princípios do cooperativismo de crédito, para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Promovemos esta ação com muito otimismo e esperamos arrecadar muitas toneladas de alimentos”, afirma o presidente da cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA, Antonio Geraldo Wrobel,

Dia de Cooperar

Promovida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a data é uma comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, com atividades realizadas por voluntários nas áreas de saúde, lazer, educação e meio ambiente para transformar realidades.  As iniciativas do Dia C estão alinhadas aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O Dia C nasceu em 2009, em Minas Gerais, e logo ganhou a adesão de cooperativas de todo o território nacional. Segundo a OCB/MT, as cooperativas de Mato Grosso fazem parte desse movimento desde 2013. Desde 2019, o conceito do programa mudou e, em vez de as ações se concentrarem em uma única data, passaram a ser realizadas ao longo do ano. 

Sobre a Cooperativa

 

A Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA foi fundada 31 de março de 1989 em Tangará da Serra por 47 agropecuarista, na época com nome de Credioeste. Hoje, prestes a completar 32 anos, a Cooperativa possui mais de 101 mil associados e 41 agências localizadas em 34 dos 97 municípios que fazem parte da área de atuação no Mato Grosso e Pará. 

Com uma gestão visionária e empreendedora vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, chegando em 2020 a 2,8 bilhões em ativos, 2,7 bilhões em recursos totais e 1,9 bilhão de carteira de crédito. O Conselho de Administração é presidido pelo Sr Antonio Geraldo Wrobel, tendo o Sr José Flores como Vice-Presidente.

O propósito de construir juntos uma sociedade mais próspera é vivido diariamente por seus mais de 500 colaboradores que fazem do atendimento um relacionamento próximo ao associados.

 

Sobre o Sicredi

 

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 24 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

 

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Facebook | Instagram | Twitter | LinkedIn | YouTube

 

O Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Pará, Rondônia, Acre e Amazonas, tem mais de 600 mil associados, com 202 agências em 154 municípios.

Comentários Facebook
Veja Também:  Justiça Comunitária e parceiros realiza ações beneficente em Barra do Bugres  
Continue lendo

Barra do Bugres

Números de pessoas já vacinados em  Barra do Bugres

Publicados

em

Doses recebidas pelo município: 11.058

Total de doses aplicadas: 7.254

Primeira Dose 5.362

Segunda Dose 1.892

Profissionais de Saúde

Primeira Dose: 555

Segunda Dose: 551

População Idosa 90+

Primeira Dose: 73

Segunda Dose: 71

Pessoas com deficiência institucionalizada

Primeira Dose: 0

Segunda Dose: 0

População “Idosos institucionalizados”

Primeira Dose: 31

Segunda Dose: 30

População idosa 85 a 89

Primeira Dose: 112

Segunda Dose: 68

População idosa 80 a 84

Primeira Dose: 232

Segunda Dose: 219

População idosa 75 a 79

Primeira Dose: 312

Segunda Dose: 224

População Idosa 70 a 74

Primeira Dose: 665

Segunda Dose: 498

População Quilombolas

Primeira Dose: 169

Segunda Dose: 0

População 65 a 69 anos

Primeira Dose: 772

Segunda Dose: 202

Forças de Segurança e Salvamento

Primeira Dose: 86

Segunda Dose: 27

População 60 a 64 anos

Primeira Dose: 971

Segunda Dose: 2

Pessoas privadas de liberdades

Primeira Dose: 5

Segunda Dose: 0

Pessoas com comorbidades 1º fase

Primeira Dose: 1045

Segunda Dose: 0

Pessoas com deficiência Permanente

Primeira Dose: 124

Segunda Dose: 0

Profissionais da Educação

Primeira Dose: 210

Segunda Dose: 0

Fonte: https://www.barradobugres.mt.gov.br/Covid-19/Vacinometro/

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Pai amarra o próprio filho após ser agredido varias vezes Nortelândia em
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana