conecte-se conosco


Geral

Prefeitura de Diamantino dá início à distribuição de mais de 7 mil absorventes por mês

Publicados

em

Atualmente cerca de 500 meninas e mulheres estão inscritas para receber os absorventes e a previsão é dobrar esse número conforme a demanda

 

A Prefeitura de Diamantino, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania, deu início à distribuição gratuita de aproximadamente 7 mil absorventes por mês a cerca de 500 meninas e mulheres que preenchem os requisitos do programa “Absorvendo Dignidade”, lançado para promover a inclusão e proteção da saúde menstrual. De acordo com o Setor de Gestão e Benefícios, a previsão é de dobrar o número conforme houver a demanda.

 

Neste mês de julho, já foram beneficiadas as alunas das escolas públicas da rede municipal de ensino e as mulheres de até 49 anos em situação de vulnerabilidade social inscritas no CadÚnico e assistidas pelo CRAS – Centro de Referência e Assistência Social. Também serão beneficiadas as integrantes da Associação de Pais e Amigos Excepcionais (APAE). 

 

O prefeito Dr. Manoel Loureiro explicou, durante o lançamento, que o projeto visa dois parâmetros principais: cuidar da saúde e combater a evasão escolar. “Sabemos que por falta do uso adequado de absorvente, a menina  desenvolve muitas patologias, doenças que depois vêm trazer custos para a própria saúde pública. Então, este é também um trabalho de prevenção”, explicou.

 

O prefeito mencionou ainda estudos que apontam a pobreza menstrual por falta de recursos financeiros para os cuidados íntimos como causa de graves prejuízos, afastando as meninas da escola.

Veja Também:  Culpado, mas nem tanto: Diretor do Sindipetróleo explica (ou pelo menos tenta) aumento do etanol em Mato Grosso

 

“Em média, as meninas faltam 45 dias ao ano nas escolas por falta de absorvente. Estamos promovendo um trabalho em conjunto, com o legislativo, as Secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação para que estas alunas não faltem às aulas em razão de não terem as condições mínimas para lidar com a menstruação na escola. Nossa gestão vai ser norteada sempre pelo princípio da equidade: dar mais a quem tem menos e menos a quem tem mais”, assegurou o gestor.

 

Gilson da Silva, titular da Assistência Social,  manifestou sua satisfação por estar à frente das ações. “Sinto-me muito feliz de participar de um governo que se preocupa com as políticas públicas, principalmente da área social na nossa cidade, aquelas que estão em situação de vulnerabilidade. Muitas não têm condição nem de comprar alimentos muito menos absorvente. Isso para nós é um trabalho maravilhoso, especialmente por poder participar de um governo que é realmente humano e está do lado de quem mais precisa”.

 

A vereadora Michele Carrasco, autora da indicação que deu origem à Lei Nº 1.461/2021, que estabelece as obrigações sobre as ações inerentes à Saúde Menstrual das mulheres,  falou sobre a importância de tratar o tema e intensificar as ações no município.

Veja Também:  Comissão aprova pedido de calamidade pública de Nova Olímpia

 

“Esse é um problema de saúde pública que existe e atinge a classe baixa do nosso município. Tenho certeza que esse projeto vai beneficiar muitas meninas e mulheres que estão nesta situação. A gente precisa, sim, dar apoio a quem necessita e fico muito feliz que estamos avançando em projetos como o Absorvendo Dignidade. Foi uma indicação que fiz lá atrás e agora estamos vendo o resultado do nosso esforço juntamente com o Executivo. Representatividade feminina também é isso: tratar os temas que preservam o  direito das mulheres. Vou continuar lutando por pautas importantes como esta”, destacou a parlamentar.

 

Ana Julia de Souza, estudante da Escola Estadual Militar Tiradentes, demonstrou empatia às meninas que não tem condições de comprar o absorvente. “É um projeto muito importante que teve a colaboração do prefeito e vereadores e que deveria ter a muito tempo. Diante das dificuldades que estão acontecendo ao nosso redor, vai ajudar bastante, principalmente jovens que não tem condições financeiras e vivem apenas com o salário mínimo ou bem menos do que isso”, declarou.

 

Texto: Geisi Catrinque

Fotos: Kelve Rodrigues

Ascom Prefeitura de Diamantino

Comentários Facebook
Propaganda

Geral

Dona Eulália responde ao Censo 2022 no 1o dia da coleta em Cuiabá

Publicados

em

A Unidade Estadual do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em Mato Grosso visitou Eulália da Silva Soares, conhecida como Dona Eulália, 88 anos, dona do bolo de arroz mais famoso de Cuiabá, no bairro da Lixeira, na manhã da segunda-feira (01-08), para aplicar o questionário do Censo 2022.

A octogenária –que tem oito filhos, 21 netos e 34 bisnetos e é um dos ícones da cuiabania por compartilhar seus quitutes com a população há mais de 60 anos– foi uma das primeiras mato-grossenses a responder à pesquisa no primeiro dia de coleta em todo o país. A bisneta Karen Gabriele de Moura ajudou a Dona Eulália a responder a algumas perguntas.

O recenseamento atraiu a atenção de veículos de imprensa, como TV Centro América, TV Vila Real, TV Brasil Oeste, TV Assembleia e jornal A Gazeta, que fizeram questão de prestigiar a quituteira nesse momento importante para a atualização dos dados brasileiros. O Superintendente Substituto do IBGE em Mato Grosso, Márcio Cavichiolli, também esteve no local para explicar a pesquisa.

Em Mato Grosso, cerca de 3.000 recenseadores vão atuar no Censo, com 135 postos de coleta espalhados por 38 subáreas coordenadas por 17 agências do IBGE, para fazer a coleta domiciliar nos cerca de 1 milhão de domicílios nos 141 municípios. A estimativa é de que sejam contabilizados mais de 3,6 milhões de habitantes no estado.

Veja Também:  Comissão aprova pedido de calamidade pública de Nova Olímpia

No Censo 2022, há dois tipos de questionário: o básico, com 26 quesitos, leva em torno de 5 minutos para ser respondido. Já o questionário ampliado, com 77 perguntas e respondido por cerca de 11% dos domicílios, leva cerca de 16 minutos. A seleção da amostra que irá responder o questionário ampliado é aleatória e feita automaticamente no Dispositivo Móvel de Coleta (DMC) do recenseador.

Todas as informações coletadas no Censo são confidenciais, protegidas por sigilo e usadas exclusivamente para fins estatísticos, conforme estabelece a legislação pertinente: Lei no 5.534/68, Lei no 5.878/73 e o Decreto no 73.177/73. Já a Lei no 5.534, de 14 de novembro de 1968, dispõe sobre a obrigatoriedade de prestação de informações estatísticas.

Recenseadores podem ser identificados pela internet ou por telefone

Para ser recenseador do IBGE, após a aprovação no processo seletivo, é preciso ainda fazer um treinamento específico, com etapas à distância e presencial. Só depois de aprovados no treinamento os recenseadores estão aptos a cumprir sua função de visitar os lares brasileiros.

Veja Também:  Dona Eulália responde ao Censo 2022 no 1o dia da coleta em Cuiabá

Eles estarão sempre uniformizados, com o colete do IBGE, boné do Censo, crachá de identificação e o DMC. Além disso, é possível confirmar a identidade do agente do IBGE no site Respondendo ao IBGE ou pelo telefone 0800 721 8181. Ambos constam no crachá do entrevistador, que também traz um QR code que leva à área de identificação no site. Para realizar a confirmação, o cidadão deve fornecer o nome, matrícula ou CPF do recenseador.

Em Mato Grosso, os moradores têm a opção de ligar para o telefone 190 da Polícia Militar para confirmar que se trata realmente de um recenseador. A medida é possível devido à parceria entre a UE-MT e a Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (SESP-MT), por meio do Ciosp (Centro Integrado de Operações da Segurança Pública).

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Procon-MT orienta sobre cuidados com a compra de presentes

Publicados

em

Fotos: Josi Dias

 

Planejamento, e pesquisa de preço são essenciais para evitar endividamento

Hannah Marques/Assessoria Procon-MT

Para orientar o consumidor sobre os seus direitos na compra de presentes do Dia dos Pais, celebrado tradicionalmente no segundo domingo de agosto, o Procon Estadual, vinculado à Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc), separou dicas importantes para evitar contratempos e realizar uma compra segura.

 

Segundo pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), 93% dos cuiabanos pretendem presentear no Dia dos Pais. O estudo, produzido do dia 18 a 22 de julho, com 250 pessoas, indica ainda que os consumidores devem gastar um valor médio de R$ 267,45 com os presentes. Roupas, calçados, acessórios, perfumes, alimentos e bebidas, joias e relógios, telefonia/smartphone, livros e artigos esportivos estão entre os produtos que devem registrar maior procura.

 

O secretário adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo Taques, destaca que é importante fazer um planejamento e definir antecipadamente o que deseja comprar e quanto pode gastar.

 

“É preciso ter cautela para não se endividar, todos os anos alertamos para a importância da pesquisa de preços, uma vez que há grande variação entre produtos de uma mesma marca. Também é interessante analisar os valores se optar por compras a prazo. Pagar à vista na maioria das vezes é uma opção mais vantajosa, principalmente pela possibilidade de negociar um bom desconto e assim evitar o endividamento a longo prazo”, ressalta o secretário adjunto.

 

Confira outras dicas do Procon-MT:

 

Alimentos e cestas de café da manhã: informe-se antecipadamente sobre cobranças de taxa de entrega, número e tipo de produtos e embalagens, marcas e complementos, pois esses itens fazem diferença no preço final. Com todos os detalhes definidos, peça por escrito o que foi acertado, como data e horário de entrega, valores e condições de pagamentos.

 

Eletrônicos: compare preços e prazo da garantia. Não se esqueça de verificar se existe assistência técnica em Mato Grosso. Solicite uma demonstração de funcionamento do aparelho e teste as funções. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) estipula uma garantia de 90 dias para produtos duráveis. Os produtos importados também devem seguir essas determinações.

 

Perfumes e cosméticos: a dica é observar atentamente a embalagem. Produtos nacionais e importados devem conter as informações sobre a mercadoria em língua portuguesa. Instruções de uso, características, registro no órgão competente, prazo de validade, composição, volume/quantidade, condições de armazenamento e identificação sobre o fabricante/importador.

Veja Também:  Comissão aprova pedido de calamidade pública de Nova Olímpia

 

Roupas e calçados: sempre pergunte antes se a loja aceita a troca do produto por questões de gosto, cor e tamanho, isso vale para a compra de qualquer produto. Também é preciso se informar antecipadamente sobre prazos e condições para a realização da troca. Quando, no momento da compra, o comerciante oferecer o direito a troca, o consumidor poderá exigir tal substituição. Sempre que possível solicite comprovante do benefício por escrito.

 

Vale presente: na dúvida sobre o que comprar, algumas pessoas optam pelo “vale presente”. É importante definir com o lojista e notar na nota fiscal como será restituída eventual diferença de valores entre o vale e a efetiva aquisição do produto.

 

Compra pela internet: é preciso verificar se constam no site o número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), endereço físico e canais de troca e atendimento. Observe também se há cobrança de frete, existência de outras taxas e o prazo de entrega. Ao efetuar a compra, imprima ou salve em seu computador a página do site com os dados. Antes de enviar seus dados pessoais e de seu cartão de crédito, observe se a conexão é segura. Desconfie de valores abaixo da média e nunca clique em anúncios recebidos por e-mail ou redes sociais, pois eles podem levar a sites fraudulentos. O recomendado é sempre digitar o endereço do site.

  

Formas de pagamento: com relação ao pagamento, o consumidor precisa redobrar a atenção, pois os comerciantes estão autorizados a oferecer descontos de acordo com o prazo ou instrumento de pagamento utilizado. É importante lembrar que as lojas não são obrigadas a receberem cheques de terceiros ou de outras praças, porém os estabelecimentos devem deixar bem visível a informação para que o cliente possa escolher a melhor forma de quitar a compra e para não provocar transtornos aos clientes.

 

Ao optar pelo parcelamento, tire todas as dúvidas sobre o número e valor das parcelas, taxa de juros ao mês e ao ano, encargos e o valor total a prazo. Todos esses dados também devem ser informados de forma clara, visível e ostensiva pelo fornecedor.

 

Trocas

Devolução/arrependimento: para compras realizadas fora do estabelecimento comercial – internet, telefone e catálogos em domicílio – o consumidor tem até sete dias após o recebimento da mercadoria para solicitar o cancelamento e devolver o produto, desde que não tenha sido usado, sem precisar se justificar. O cancelamento deve ser solicitado por escrito. No ato da entrega, só assine o comprovante de recebimento do produto após examinar o estado da mercadoria. Havendo irregularidades, estas devem ser relacionadas no próprio documento, justificando assim o não recebimento.

Veja Também:  5 hábitos essenciais que contribuem para uma pele saudável

 

Nota fiscal e garantia: não se esqueça de exigir o documento fiscal. Ele é que comprova a relação de consumo e será necessário para reclamar, caso haja algum problema com o produto. O prazo para reclamações é de 30 dias para produtos não duráveis (que se extinguem rapidamente com seu uso, como alimentos, por exemplo) e 90 dias para os bens duráveis (que tem consumo prolongado, como aparelhos celulares, geladeira, televisão).

 

Fique atento: o Código de Defesa do Consumidor (CDC) estabelece que as lojas só são obrigadas a trocar produtos que apresentarem vício de qualidade (defeito). 

 

Reclamações

 

O atendimento no Procon Estadual é presencial e está sendo realizado por ordem de chegada, sem necessidade de agendamento prévio. O consumidor deve comparecer no período das 08h às 17h, de segunda a sexta-feira, sendo necessário retirar a senha na entrada. A sede do Procon-MT está localizada na Rua Baltazar Navarros, n. 567 (antigo Sine), no Bairro Bandeirantes, em Cuiabá.

 

Caso prefira, o consumidor também pode optar pelo atendimento via WhatsApp. Para tal, basta entrar em contato pelo celular (65) 9228-3098, enviar uma mensagem e seguir as instruções. 

 

Plataforma online

 

Também é possível registrar sua reclamação pelo Consumidor.gov.br a qualquer hora do dia ou da noite. As principais lojas nacionais do varejo estão cadastradas no site e podem ser acionadas pelo consumidor sem ser preciso sair de casa.

 

Outras opções de atendimento

 

Em Cuiabá: nos postos do Ganha Tempo da Praça Ipiranga (das 08h às 17h); no Ganha Tempo do CPA (das 8h às 17h) e no Posto do Procon na Assembleia Legislativa (das 7h às 17h), por ordem de chegada.

 

Em Várzea Grande: no Centro Estadual de Cidadania, que fica dentro do Várzea Grande Shopping (das 10h às 18h), por ordem de chegada.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana