conecte-se conosco


Política Nacional

Presidente participa de formatura de sargentos no Rio de Janeiro

Publicados

em


O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta quinta-feira (2), da cerimônia de formatura de alunos do curso de graduação de sargentos da Escola de Sargentos de Logística, na Vila Militar, zona oeste do Rio de Janeiro. Antes da solenidade, Bolsonaro reuniu-se com os formandos e desejou boa sorte. Em discurso aos  novos sargentos, que estavam perfilados no Pátio Duque de Caxias, o presidente disse que eles são uma parcela do povo brasileiro, ao qual devem lealdade.

Bolsonaro ressaltou que o dia de hoje é um dia de satisfação e de alegria para todos os formandos, que enfrentaram dificuldades nos dois últimos anos de curso. “Após dois anos difíceis, vocês conseguem se formar. Mais do que exemplo, o Brasil deposita uma enorme confiança em cada um de vocês. Temos uma pátria maravilhosa, que tem tudo para crescer e ser ainda uma nação muito maior. Quisera o destino, quisera o nosso Deus que eu me elegesse presidente da República em um quadro bastante incerto, mas o que vale para todos nós é a fé e a perseverança. A vontade de crescer e a luta incessante”, afirmou.

O presidente destacou ainda que os obstáculos devem ser superados e que não existem obstáculos intransponíveis.”As missões difíceis, nós cumpriremos, as impossíveis, deixaremos na mão de Deus”, disse Bolsonaro. Ele enfatizou a grande satisfação de retornar ao estado do Rio de Janeiro, onde serviu na maior parte do seu tempo de militar e onde foi eleito e reeleito por 30 anos, de vereador a deputado federal, e completou lembrando que em 2018 foi eleito presidente da República.

Veja Também:  Congresso tem iluminação especial para ressaltar o combate ao câncer de cólon

No discurso, Bolsonaro lembrou a aprovação do nome do ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União André Mendonça, ontem (1º) pelo Senado, para ocupar uma vaga de ministro no Supremo Tribunal Federal (STF). Mendonça tinha sido indicado há mais de quatro meses para a vaga surgida com a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello. “Hoje, para mim e todos os cristãos, também é um dia bastante feliz. No dia de ontem, conseguimos enviar para o Supremo Tribunal Federal um homem terrivelmente evangélico. Um compromisso nosso de mandar para a Suprema Corte uma pessoa que tem Deus no coração”, afirmou.

Voltando a se dirigir aos formandos, o presidente pediu que nunca se esqueçam de ter gratidão durante suas vidas. “Ninguém consegue nada sozinho. Sempre dependemos de um pai, de uma mãe, de um irmão, de um amigo, para atingir os nossos objetivos. O tempo passará, vocês serão promovidos e chegarão um dia ao final da carreira. A satisfação do dever cumprido é o maior legado que vocês podem deixar para todos nós”, completou.

De acordo com o presidente, as Forças Armadas sempre lutarão para garantir o cumprimento da Constituição. “O Brasil é um país inigualável. Ninguém tem o que nós temos, mas lembrem-se de uma coisa: existe para nós um bem maior, maior que até mesmo a nossa própria vida, que é a nossa liberdade. Um homem ou uma mulher sem liberdade não vive, e nisso as nossas Forças Armadas jamais deixarão de lutar para garantir a nossa Constituição, a nossa democracia e nossa liberdade.”

Veja Também:  Conselho de Comunicação Social analisa pacote anticrime

“Agradeço a Deus pela minha vida e pela missão. Agradeço a vocês por existirem. Parabéns por abraçarem essa carreira maravilhosa de ser militar das Forças Armadas. Abraço a todos. Deus, pátria, família”, concluiu.

Acompanharam o presidente na cerimônia de formatura os ministros da Defesa, Braga Netto; do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Augusto Heleno, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos.

Ao todo 398 alunos de todas as regiões do país se formaram e foram promovidos a terceiro sargento. Os 279 homens e 119 mulheres vão trabalhar agora em diversos quartéis do país.

No fim da cerimônia, eles cantaram o hino de despedida da escola, desfilaram e, já sem estar perfilados, comemoraram o fim do período de formatura. Parentes dos formandos também acompanharam a solenidade.

Edição: Nádia Franco

Comentários Facebook
Propaganda

Política Nacional

Presidente participa de missa de sétimo dia da mãe

Publicados

em

Por


O presidente Jair Bolsonaro chegou às 9h da manhã de hoje (27) à Catedral Militar Rainha da Paz, em Brasília, para a missa de sétimo dia de sua mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro.

Ele estava acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro e do filho, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos – RJ), além de três ministros militares – Walter Braga Netto (Defesa), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional). A missa foi celebrada pelo arcebispo militar do Brasil, dom Fernando Guimarães.

Outra celebração em memória de dona Olinda será realizada pela família hoje em São Paulo, mas sem a presença do presidente. Por causa da missa de sétimo dia, Bolsonaro cancelou participação na cúpula do Fórum para o Progresso e Desenvolvimento da América do Sul (Prosul), em Cartagena, Colômbia. O vice-presidente Hamilton Mourão representa o Brasil no encontro.

Histórico

A morte de dona Olinda, na madrugada da última sexta-feira (21), aos 94 anos, foi anunciada pelo próprio presidente em suas redes sociais. Ela estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior paulista.

Edição: Graça Adjuto

Comentários Facebook
Veja Também:  Brasil quer atrair mais investimentos privados, diz presidente na ONU
Continue lendo

Política Nacional

Vice-presidente participa de Cúpula do Prosul na Colômbia

Publicados

em

Por


O vice-presidente Hamilton Mourão está em Cartagena das Índias, na Colômbia, onde participará da Cúpula do Fórum para o Progresso e Desenvolvimento da América do Sul (Prosul), representando o presidente Jair Bolsonaro. Ele embarcou na manhã desta quarta-feira (26), acompanhado do ministro das Relações Exteriores, Carlos França.

Procurado pela reportagem, o Palácio do Planalto não informou oficialmente os motivos da desistência do presidente Jair Bolsonaro de participar do encontro de líderes regionais. Informalmente, um dos dos motivos alegados para o cancelamento da viagem é o luto do presidente pela morte da mãe, Olinda Bolsonaro, ocorrida na última sexta-feira (21). Está prevista a presença do presidente na missa de sétimo dia em memória da mãe, nesta quinta-feira (27).

Segundo a agenda oficial de Mourão, o único compromisso dele nesta quarta-feira é o jantar oferecido presidente da Colômbia, Iván Duque, aos chefes de Estado presentes à cúpula. Outros detalhes sobre a agenda na cúpula ainda não foram informados pelo Itamaraty. 

O Prosul foi criado em março de 2019 para substituir a União Sul-Americana de Nações (Unasul), que existia desde 2008. Participam atualmente do bloco Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai e Peru. Três países sul-americanos não fazem parte do bloco: Bolívia, Uruguai e Suriname. A Venezuela não foi convidada para integrar o grupo.

Veja Também:  Congresso tem iluminação especial para ressaltar o combate ao câncer de cólon

Edição: Nádia Franco

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana