conecte-se conosco


Policial

Preso em Minas Gerais um dos autores do homicídio de engenheiro em Juscimeira, no sul do estado

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um dos autores do homicídio que vitimou um engenheiro no município de Juscimeira foi preso no fim de semana, dentro da Operação Lake, deflagrada pela Delegacia da Polícia Civil para cumprir ordens judiciais no inquérito que apura as circunstâncias e os responsáveis pelo crime. O investigado G.R.S., de 41 anos, foi preso no município de Juiz de Fora, interior de Minas Gerais.

Ele foi parado em uma blitz realizada na rodovia que liga Minas Gerais ao Rio de Janeiro e na abordagem apresentou um documento falso. Contudo, pelo documento apresentado conter o nome da cidade de Rondonópolis, os policiais entraram em contato com a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município, que confirmou a real identidade do foragido e o mandado em aberto expedido pelo homicídio. Ele foi conduzido à Delegacia de Juiz de Fora, onde foi formalizado o mandado de prisão preventiva e aguardará na cidade mineira a autorização para recambiamento a Mato Grosso.

Na semana passada, a Delegacia da Polícia Civil de Juscimeira cumpriu três mandados de busca e apreensão em endereços residenciais de alvos investigados, além de outras duas prisões contra envolvidos no homicídio.

Veja Também:  Polícia Militar apreende mais 250 kg de drogas e prende quatro pessoas por tráfico em MT

Durante a realização da operação, o delegado responsável pela investigação, Ricardo de Oliveira Franco, reuniu novas informações que levaram à identificação de mais um dos autores diretos do homicídio, cuja prisão foi representada à Justiça.

O inquérito segue para conclusão e será remetido posteriormente ao Poder Judiciário.

Crime

Edllyn Mascarenhas Sales, 35 anos, o ‘Buda’, foi morto em 03 de abril deste ano, durante uma briga generalizada em uma propriedade rural, às margens de um lago do rio São Lourenço. A vítima era bem conhecida na cidade e foi atingida com três disparos de arma de fogo, foi socorrida, mas morreu a caminho de uma unidade de saúde.

O crime ocorreu em um rancho que dá acesso ao lago, onde há várias propriedades. Na ocasião, diversas pessoas estavam confraternizando no local, em desacordo com medidas sanitárias decretadas do município para combate à disseminação da covid. Ocorreu uma colisão entre duas embarcações que estavam no lago e uma discussão entre as partes envolvidas. 

Veja Também:  Quatro pessoas são sequestradas ao saírem de garimpo e executadas em Aripuanã

Quando os ocupantes das embarcações retornaram para a margem do rio, houve uma briga envolvendo um grupo de pessoas, com lesão corporal e disparos de arma de fogo. A vítima, que estava no local como convidada, foi tentar apartar a discussão e acabou atingida por três disparos, sendo dois na cabeça e um no tórax. O engenheiro foi socorrido, porém, não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital de Rondonópolis.

A equipe da Delegacia da Polícia Civil de Juscimeira iniciou as investigações e apurou informações sobre a arma utilizada no crime e também realizou oitivas com diversas pessoas, entre elas possíveis suspeitos, testemunhas e parentes da vítima que estavam no local. 

A Operação Lake contou com apoio da Delegacia Regional de Rondonópolis.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Polícia Civil incinera entorpecentes apreendidos em Paranaíta

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil em Paranaíta (851 km ao norte de Cuiabá) incinerou nesta quinta-feira, 29 de julho, 3,300 quilos de entorpecentes apreendidos no município.

De acordo com o delegado Antenor Pimentel Marcondes, a droga foi encaminhada para incineração após autorização do juiz da Comarca de Paranaíta, Tibério de Lucena Batista.

Conforme exigência legal, o ato contou com a presença de representantes do Ministério Público, promotora Daniele Baumgarten; da Vigilância Sanitária, Antônio da Silva e da Politec, Alan Vinicius de Figueiredo Lugli. Também acompanharam o ato delegada regional de Alta Floresta, Ana Paula Reveles de Carvalho e a escrivã, Iraci Zeczkoski.

“A dependência química degrada vidas, desestrutura famílias, fomenta crimes e financia organizações criminosas. Por isso, o ato simboliza também o combate às drogas”, pontuou o delegado Antenor.

A incineração foi realizada em uma indústria cerâmica de Paranaíta, com apoio do empresário Valmir Mumbach.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Polícia Militar apreende mais 250 kg de drogas e prende quatro pessoas por tráfico em MT
Continue lendo

Policial

Dois são presos após manterem família refém em Poconé

Publicados

em


Na tarde desta quinta-feira (29.07) policiais militares frustraram um roubo a residência, em Poconé. Dois homens foram presos em flagrante após manterem uma família refém, na região central do município. Na ação, a Polícia Militar recuperou dinheiro, joias, celulares e apreendeu duas armas de fogo.  

Por volta das 13 horas, a equipe da PM recebeu informação sobre um roubo em andamento em frente a uma livraria, localizada na Rua Barão de Poconé. De imediato, os policiais foram até o local, e foram informados de que dois homens haviam invadido uma residência, anunciando o roubo e quem mantinham a família de refém dentro do imóvel. 

A PM fez o cerco policial na região quando perceberam que os suspeitos estavam tentando fugir pelo muro dos fundos da casa. Os policiais verbalizaram com os suspeitos para que se entregassem, mas um dos homens com arma de fogo em mãos saiu e correndo e apontou o armamento na direção da equipe de policiais.  Diante da ameaça, os militares realizaram disparos contra o suspeito, com intuito inibir a ação.  

Veja Também:  Quatro pessoas são sequestradas ao saírem de garimpo e executadas em Aripuanã

Um dos suspeitos entrou e outro homem se escondeu dentro da casa. Depois o suspeito tentou fugir novamente pela frente da residência e foi preso pela PM. Os policiais identificaram que um dos indivíduos presos reside em Cuiabá e o outro comparsa é do Estado da Paraíba.  

Na ação, a Polícia Militar recuperou celulares, joias, cédulas de dólares e apreendeu duas pistolas marca Jericho 941 F. Israel calibre 9 mm com 18 munições e uma pistola marca Imbel calibre 380 com uma munição e carregador de arma de fogo. A moto utilizada pela dupla presa foi apreendida.  Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia. 

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana