conecte-se conosco


Policial

PRF intensifica fiscalização de velocidade na região de fronteira

Publicados

em

O objetivo é combater uma das principais causas dos acidentes na região – o tráfego com velocidade incompatível com a estabelecida para a via

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensificou, nos dias 14 e 15 de fevereiro, as fiscalizações de combate ao excesso de velocidade no trecho compreendido entre Cáceres e Cuiabá, na BR-070. O objetivo é combater uma das principais causas dos acidentes na região – a velocidade incompatível com a via.

Com radares móveis posicionados em pontos estratégicos da rodovia, aqueles onde se observa maior cometimento da infração e registro de acidentes graves, os PRFs, em 14 horas de operação, capturaram imagens de 180 veículos trafegando com velocidade superior a permitida na via que é de 100 km/h para veículos leves e 90 km/h para veículos pesados, nos trechos de pista simples.

Os motoristas mais apressados que circulavam com velocidade 50% acima da permitida foram abordados. Dois deles, sendo um flagrado a 162 km/h e outro a 191 km/h, além de autuados pelo excesso de velocidade, responderão perante a justiça a um Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO pelo crime de direção perigosa.

Veja Também:  Foragido da Justiça que já morou em Barra do Bugres é preso em Araputanga

Infrações destes tipos se enquadram no art. 218 do Código de Trânsito Brasileiro. São divididas de acordo com o excesso registrado:

– Infração média: excesso de velocidade em até 20%, o motorista perde quatro pontos na carteira e paga multa no valor de R$ 130,16;

– Infração grave: excesso de velocidade entre 20 e 50%, o motorista perde cinco pontos na carteira e paga multa no valor de R$ 195,23;

– Infração gravíssima (x3): excesso de velocidade acima de 50%, o motorista perde sete pontos na carteira e paga multa no valor de R$ 880,41 e suspensão do direito de dirigir.

Velocidade incompatível – Só neste final de semana, de 15 a 17 de fevereiro, a PRF flagrou 782 motoristas trafegando com velocidade incompatível com a máxima estabelecida pela sinalização nas BRs.

Na região de Rondonópolis, na BR-163, um bitren foi flagrado transitando a 133 km/h. O veículo circulava no sentido sul, onde a velocidade máxima permitida é de 80 km/h.

A PRF permanecerá reforçando as fiscalizações para inibir esse tipo de conduta que é uma das principais causas de acidentes graves e com óbitos nas rodovias de todo o país. Em Mato Grosso, o foco será os veículos pesados, que circularão em maior número nas BRs em razão do escoamento da safra.

Veja Também:  Delegacia de General Carneiro doa eletrodomésticos à Regional de Barra do Garças

Texto: PRF Bruna de Lima

Imagens: Nucom PRF MT

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência PRF)

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil após invadir residência de ex-companheira e tentar enforcá-la

Publicados

em

Por

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na madrugada deste domingo (26.06), em Água Boa, um homem de 35 anos por crimes de violência doméstica contra a sua ex-companheira.

A vítima procurou a Delegacia de Água Boa e afirmou que foi agredida durante a madrugada, quando o ex-companheiro invadiu a residência, pela janela, por volta das 03h15, e tentou enfoca-la.

Ela conseguiu escapar da agressão porque seu irmão chegou no momento e o agressor fugiu. Antes, ele quebrou o celular da vítima e fez ameaças contra ela.

Após diligências, o suspeito foi preso pela equipe de investigadores em sua residência, quando tentava fugir.

O investigado possui diversos registros criminais. Ele, inclusive, é alvo de medidas cautelares que o proíbem de manter contato com a vítima e da obrigação de recolhimento domiciliar no período noturno.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Delegacia de General Carneiro doa eletrodomésticos à Regional de Barra do Garças
Continue lendo

Policial

Projeto social da PM em Tangará da Serra leva inclusão e cidadania através do esporte

Publicados

em

Por

Há mais de quatro anos, o 19º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Tangará da Serra, tem se aproximado da comunidade e colocado crianças e jovens no caminho do esporte por meio do projeto social “Judô Tatame”, que ensina as práticas do judô e jiu-jitsu. As aulas são ministradas pelos próprios policiais militares da unidade e se destacam em incluir pessoas com diversas necessidades especiais.

O projeto iniciou de maneira simples, com poucos equipamentos e uniformes. Quando foi transferido para o batalhão, recebeu doações de kimonos e logo a quantidade de estudantes foi crescendo. Atualmente, atende aproximadamente 308 alunos, sendo crianças de 4 a 11 anos, adolescentes de 12 a 16 anos e adultos.  

Alguns dos destaques do projeto são os estudantes Alex Gonzaga Santos de 13 anos, medalha de prata do estadual de jiu – jitsu de 2022 e Carolina Vitória da Silva, 13 anos, medalhista de Ouro na Copa Tangará de Jiu Jitsu.

Conforme um dos coordenadores, sargento Da Silva, um dos motivos do resultado satisfatório é a didática que agrega pessoas com necessidades diferentes.

Veja Também:  Em ações distintas, Polícia Civil recupera mais de R$ 43 mil subtraídos de vítimas em golpes

“A iniciativa foi trazida para o batalhão para atender a todos, sem distinção econômica. Os pais viram uma oportunidade de intensificar e melhorar a disciplina das crianças com a participação nas aulas. Para elas, nós reforçamos o respeito e o trabalho em equipe. Para o adolescente e o adulto nós trabalhamos o comprometimento e a responsabilidade, e vemos que o resultado é satisfatório”, afirma o sargento.

Segundo o tenente-coronel Vanilson da Silva Moraes, comandante do 19º Batalhão da PM, a iniciativa é muito importante e só tende a crescer, visto os bons resultados.

“Logo teremos um novo polo na Vila Operária, onde há uma base comunitária da PM. Já temos a emenda e entregamos todo o projeto necessário para a construção do local. Estamos confiantes que esse projeto só vai crescer e continuar mudando a vida das pessoas”, pontua o comandante.

As aulas do projeto acontecem às segundas, quartas e sexta-feiras em horários diversificados, na sede do 19º Batalhão. Em todo o momento, novos alunos podem se inscrever e começarem a praticar as lutas.

(Sob supervisão de Hallef Oliveira)

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana