conecte-se conosco


Mato Grosso

Projeto de pesquisa pode melhorar produção de tomate no estado

Publicados

em

Tecnologia proposta permitirá um aumento da produtividade e da qualidade desta hortaliça

Widson Ovando | Fapemat

O tomate que é uma hortaliça de grande apreciação comercial e amplamente consumida. – Foto por: Arquivo/Pesquisador

O tomate que é uma hortaliça de grande apreciação comercial e amplamente consumida.

O projeto de pesquisa intitulado “Tomaticultura, aspectos quantitativos e qualitativos em diferentes tipos de ambiências”, desenvolvido pelo agrônomo Marcio Roggia Zanuzo, apresenta resultados parciais promissores para o aumento da produção de tomates em Mato Grosso.

Zanuzo é especialista em pós-colheita de frutos e hortaliças na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – campus Sinop – e realiza a pesquisa em parceria com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com financimento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

O Brasil tem hoje 54.966 hectares de tomate plantados, sendo que os maiores produtores são os estado de Goiás com 12.617 ha e São Paulo 11.176 ha. Mato Grosso tem apenas 178 ha de tomateiros e representa menos de 1% da produção nacional, mas há grande potencial para crescimento com o uso de novas tecnologias.

Veja Também:  Policiais levam orientações, auxílio e acalmam idosos diante da pandemia do coronavírus

Conforme explica o pesquisador, “temos um clima muito quente, e tanto no período de chuvas como no da seca o plantio de tomate sofre redução produtiva em função do stress fisiológico”.

O experimento está sendo desenvolvido em três ambientes diferentes. O primeiro utiliza uma estufa com placas de policarbonatos alveolares, o segundo faz uso de uma estufa com plástico filme tradicional e no terceiro o tomate é plantado em campo aberto.

O ambiente protótipo de policarbonato teve um melhor resultado na condição climática
Créditos: Arquivo/pesquisador

No estudo, a placa de policarbonato é bombeada com água, para reduzir a incidência de radiação infravermelha e aumentar a temperatura interna. Com isso, é esperado que o stress fisiológico do tomateiro seja reduzido, o que aumentará a produção e a qualidade do fruto. A equipe do projeto, que acompanha o cultivo há meses, observou que o ambiente protótipo de policarbonato teve o resultado esperado, com melhor temperatura interna.

“A partir da validação dos resultados parciais, essa cultivar pode beneficiar a agricultura familiar e assentamentos rurais em todo estado” avalia o pesquisador.

Veja Também:  Tangará registra 197 mortes por Covid com 92% dos leitos de UTI ocupados

Fonte: Assessoria

 

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Direito da Administração Pública: Escola de Governo oferta 600 vagas para curso online

Publicados

em

Interessados devem se inscrever até dia 23 de maio no site da instituição

Éverton Anunciação | Seplag-MT

O público-alvo são os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual – Foto por: Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Estão abertas as inscrições para a segunda turma do curso Direito da Administração Pública. A capacitação é ofertada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), por meio da Superintendência da Escola de Governo, e será realizada na modalidade de Ensino a Distância (EaD). Ao todo, 600 vagas foram disponibilizadas.

As aulas iniciam em 31 de maio. Inscrições vão até dia 23 de maio e podem ser realizadas  AQUI.

A qualificação possui carga horária total de 40 horas e tem como público-alvo os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual.

O conteúdo a ser abordado no curso destaca noções de direito constitucional aplicado à administração pública cível, responsabilidade funcional, processo disciplinar, vínculo profissional, aposentadoria e improbidade no serviço público.

(Supervisão de texto de Nayara Takahara)

Fonte: Assessoria

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Seduc oferta cursos de especialização em lato senso e graduação em Tecnologia de Sistemas

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil instaura investigação preliminar para apurar irregularidades na vacinação contra a covid-19 em Cuiabá

Publicados

em

A investigação instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação

Camila Molina | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), instaurou nesta segunda-feira (12.04) Auto de Investigação Preliminar (AIP) para apurar possíveis irregularidades denunciadas em relação ao cumprimento da ordem de vacinação contra a covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura Municipal de Cuiabá. 

A investigação preliminar instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação. 

A decisão de abertura de investigação preliminar levou em consideração a publicação de diversas matérias em veículos de comunicação sobre possíveis falhas e irregularidades na execução dos serviços de vacinação. 

A Delegacia do Consumidor oficiará o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público Estadual (MPE) e a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá solicitando que qualquer irregularidade ou ilegalidade de natureza criminal que seja detectada em relação a vacinação contra o covid-19 ou outros problemas do mesmo teor, sejam informadas à Decon para as providências cabíveis. 

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, ressaltou que condutas reprováveis nos critérios de prioridade na imunização estabelecidos pelos governos e entidades médicas podem acarretar a responsabilização criminal de agentes públicos e das pessoas indevidamente vacinadas, 

“As pessoas identificadas nesse tipo de conduta podem ser enquadradas em crimes como o previsto no artigo 268 do Código Penal, por infringir determinação do poder público destinada a impedir a propagação de doença contagiosa, ou ainda outros tipos penais penais como corrupção ativa, corrupção passiva e prevaricação”, disse o delegado.

Fonte: Assesoria

 

Veja Também:  Ipem fiscaliza produtos alimentícios de Páscoa

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana