conecte-se conosco


Mulher

Projeto de reconstrução gratuita de aréola ajuda centenas de mulheres

Publicados

em

Iniciativa já atendeu mais de cem mulheres nos últimos sete anos
Foto: Divulgação

Iniciativa já atendeu mais de cem mulheres nos últimos sete anos

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, 66 mil brasileiros foram diagnosticados com câncer de mama no último ano. Por conta da periculosidade da doença, a mastectomia é um dos procedimentos utilizados para a retirada do tumor. A retirada das mamas, mesmo que parcialmente, tende a abalar a relação das mulheres com seus corpos. 

Na tentativa de melhorar a autoestima de mulheres que perderam partes da mama com a mastectomia, o tatuador Yurgan Barret criou o Y Rosa, projeto que oferece gratuitamente o redesenho de aréola com tatuagens hiperrealistas no Rio de Janeiro.

Ao longo de sete anos, o tatuador carioca já atendeu mais de cem mulheres em seu estúdio. Em parceria com sua esposa, Anne Barret, Yurgan organiza o projeto, que acontece anualmente no mês de outubro.

Em entrevista para o iG Delas, o profissional conta que a iniciativa surgiu em uma conversa com sua parceira. ‘’Eu já tinha tatuado algumas mulheres [com mastectomia] antes. Aí, sete anos atrás, eu e minha esposa estávamos conversando e tivemos a ideia de divulgarmos esse trabalho que eu já fazia. Foi aí que surgiu a ideia’’.

''É muito gratificante trabalhar com isso'', afirma Yurgan
Foto: Divulgação

”É muito gratificante trabalhar com isso”, afirma Yurgan

Em sua primeira edição, o Y Rosa aconteceu em apenas dois dias do mês de outubro. No último ano, a iniciativa chegou a atender mulheres durante cinco dias seguidos. 

Segundo Yurgan, todas as mulheres que participam do evento contam com um laudo médico que comprova a saúde das mamas para a tatuagem. ‘’Entendo que  existe vontade de querer conseguir resolver logo, sabe? Mas, às vezes, os pontos ainda não estão 100% cicatrizados, ou o médico não liberou para poder fazer o procedimento. Por isso, sempre exigimos um laudo’’.

Veja Também:  Gravidez silenciosa: "Descobri que estava grávida com oito meses’’

Nas datas quando o projeto é realizado, Barret oferece o serviço gratuitamente, mas são as mulheres que decidem qual tatuagem vão fazer. “Algumas fazem a reconstrução de uma aréola, e outras, das duas. Também existem as mulheres que preferem uma arte em cima da mama, então desenvolvemos uma arte em cima do local, criando um novo desenho com base no conceito que ela queira’’, declara.

Com o crescimento do Y Rosa, mais profissionais começaram a oferecer seus serviços para as sobreviventes do câncer de mama. Além do redesenho da aréola, as últimas edições contaram com profissionais de micropigmentação fio-a-fio, maquiadores profissionais, palestras motivacionais, grupos de discussão e sorteios para as participantes. 

Yurgan trabalha com tatuagens desde a adolescência
Foto: Divulgação

Yurgan trabalha com tatuagens desde a adolescência


Em 2022, o estúdio de Yurgan consolidou uma parceria com o Laboratório Exeltis, que é especializado em saúde feminina. Com a parceria, o tatuador poderá levar o projeto para outras seis cidades. ‘’A meta é que a gente consiga atender 100 mulheres só neste ano’’, afirma.

Para selar a parceria, o Y Rosa ganhará uma edição especial na sexta, 05 de agosto, no Yurgan Tattoo Studio.

“Sempre que termino uma tatuagem, dá pra ver na reação das mulheres que isso faz muito bem. No estúdio, temos um espelho bem grande, e é visível que elas têm muita felicidade e gratidão’’.

Yurgan acredita que é impossível não se emocionar: ‘’Acho que envolve muita emoção num todo. Não só comigo, mas com toda a equipe que trabalha comigo’’.

Veja Também:  Dupla cria single que exalta o empoderamento das mulheres latinas

Ressignificação

O câncer de mama e a mastectomia têm grandes impactos na autoestima das mulheres. Por isso, quando a maquiadora profissional e sobrevivente do câncer de mama Joelma Quadros descobriu a existência do projeto Y Rosa, ela sabia que gostaria de participar.

joelma
Foto: Divulgação

Joelma está livre do câncer há nove anos

Joelma descobriu o câncer de mama sozinha. Dentro de casa, a profissional notou um grande caroço em seu seio. “Quando fiz o ultrassom, meu mastologista me mandou fazer uma biópsia. Ele só mandou eu fazer esse exame para saber sobre os possíveis tratamentos, porque ele não tinha dúvida que eu tinha câncer de mama’’.

A maquiadora afirma que a descoberta foi muito difícil para toda a sua família. Com dois filhos ainda pequenos, ela teve que lutar contra o tempo para conseguir lidar com o tumor.

“Fiz cirurgia e fiz quimioterapia. No final do ano, eu ainda estava em tratamento quando meu marido foi embora e me abandonou doente com as crianças. Foi graças a minha fé e a minha família que tudo deu certo’’

Desde que foi curada, Joelma procurava por um tatuador para ressignificar suas cicatrizes de mastectomia. No entanto, foi com a vinda de Yurgan para Florianópolis que a catarinense realizou seu sonho. 

“Vi uma reportagem local sobre um tatuador que viria aqui ajudar mulheres que fizeram mastectomia. Sempre quis fazer, mas nunca achei ninguém aqui na região que fazia esse trabalho’’.

Empolgada com a possibilidade, a catarinense contatou o estúdio na mesma hora. “Liguei, agendei e fui para Florianópolis. Lá, eu fiz e amei o projeto. [Yurgan e Anne] são pessoas maravilhosas, eu tenho eles guardados no meu coração. Melhorou totalmente minha autoestima’’, finaliza.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

Casas astrológicas: veja o que significa cada uma delas

Publicados

em

Casas astrológicas: veja o que significa cada uma delas
Redação EdiCase

Casas astrológicas: veja o que significa cada uma delas

O Mapa Astral, também conhecido como mapa astrológico ou mapa natal, é uma representação do céu no momento do nascimento de cada pessoa. Ele é composto por alguns elementos, como planetas, signos e casas. Além disso, é utilizado para explicar características individuais.

As casas astrológicas no Mapa Astral representam os setores da nossa vida. Logo, entender os assuntos de cada casa é muito importante. Elas são divididas em 12 partes e cada uma possui um significado diferente. Para entender melhor, a astróloga Franciele Campara explica sobre elas!

Casa 1

É o nosso ascendente. Representa o eu, a individualidade. Jeito próprio de ser, aparência, características físicas e personalidade. Simboliza como nos mostramos para o mundo.

Casa 2

Essa casa representa recursos, finanças, posses e bens materiais. Simboliza como cada um ganha e gasta dinheiro, além dos talentos e habilidades. É a casa da matéria.

Casa 3

A casa 3 representa aprendizado, memória, trocas, mente e comunicação. Fala do estudo primário, isto é, de como se aprende. É casa do convívio social com parentes próximos e irmãos, simboliza pequenas viagens e estudos mais curtos.

Veja Também:  Especialistas mostram 7 técnicas perfeitas para rejuvenescer a pele

Casa 4

A casa 4 representa família, lar, raízes e ancestralidade. Também simboliza passado, base, construção de laços afetivos e senso de pertencimento. É o local em que se mora.

Casa 5

A casa 5 representa criatividade, criações, projetos. Também simboliza lazer, hobbies, diversão, prazer e autoestima , romances e paixões. É a casa que fala sobre filhos.

Casa 6

Essa casa representa trabalho, rotina, hábitos e atividades diárias. Também simboliza produtividade, organização e deveres. É a casa que fala sobre saúde, alimentação, autocuidado e animais de estimação.

Casa 7

A casa 7 significa casamento e relacionamentos estáveis. Representa formas de estabelecer parcerias, associações, sócios, elos e acordos que fazemos. Experiência do encontro com o outro, é a casa do compartilhar.

Casa 8

A casa 8 representa transformações, desapego e como lidamos com a impermanência. Simboliza investimentos, dinheiro do outro, morte e renascimento, profundidade, tabus, poder, ocultismo e mistério.

Casa 9

Essa casa representa o estudo superior, pesquisa e universidade. Também simboliza viagens longas, cultura, intercâmbio, filosofia, religião e sabedoria. É ligada à jornada de busca pelo sentido da vida, desejo de expansão, planos e motivação.

Casa 10

A casa 10 significa carreira, reputação, status e vida pública. Simboliza também reconhecimento, realização profissional, marca no mundo e legado. Essa casa é o meio do céu, é o chamado que temos no mundo.

Veja Também:  Conheça os benefícios da limpeza de pele

Casa 11

A casa 11 representa amigos, grupos, associações e clubes. Também está ligada à intelectualidade, redes sociais e mídias, sociedade, políticas públicas, coletividade e ideais humanitários.

Casa 12

Essa casa representa espiritualidade, subjetividade, energia, metafísica e transcendência. Simboliza também sonhos , medos, reclusão e sentimentos ocultos. É a casa do inconsciente.

Por Franciele Campara

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Estilista japonês de vanguarda, Issey Miyake morre aos 84 anos

Publicados

em

Issey Miyake morre aos 84 anos
Reprodução

Issey Miyake morre aos 84 anos

O conceituado estilista japonês Issey Miyake morreu, aos 84 anos, na última sexta-feira (5) e teve a morte confirmada por seu escritório em Tóquio à AFP. Miyake nasceu em Hiroshima e sobreviveu à bomba atômica lançada pelos Estados Unidos na região em 1945. O estilista também realizou mais de 100 das marcantes golas pretas de Steve Jobs, o cofundador da Apple.

Entre no canal do  iG Delas no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!

Em junho deste ano, a marca de Miyake participou da Paris Fashion Week, onde ganhou notoriedade no início da carreira, apresentando um desfile masculino com direito a danças e acrobacias enquanto os modelos desfilavam. Durante os momentos mais críticos da pandemia da Covid, o estilista fez desfiles online.

Na década de 1960, o estilista estudou na escola de arte de Tóquio e continuou os estudos na École de la Chambre Syndicale de la Couture Parisienne, uma das principais instituições de ensino da alta costura do mundo, em Paris. Em 1970, abriu sua primeira loja e fundou o Miyake Design Studio.

Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

Miyake ganhou notoriedade com seu trabalho como estilista nos anos 1970 e inspirou diversos designers jovens da época. Com desfiles inovadores, ele é considerado de vanguarda por ter ido contra a maré do que as maisons de alta costura faziam naquele período, implementando roupas de alta tecnologia marcadas pelo conforto.

Em 1980, Miyake passou a fazer experimentações em suas criações utilizando arames, papel artesanal japonês, plástico e metal. Como legado dessa estética estão a bolsa Bao Bao, que tem triângulos futuristas; o conceito A-POC (A Piece of Cloth), com computadores servindo de roupas, e a linha “Pleats Please”, que tem pregas permanentes.

Veja Também:  Dupla cria single que exalta o empoderamento das mulheres latinas

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana