conecte-se conosco


Mato Grosso

Projeto incentiva produção agroecológica em comunidades rurais de Sinop

Publicados

em


Equipe da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio da Escola Técnica Estadual (ETE) de Sinop (distante a 500 km de Cuiabá), realiza oficinas e atividades gratuitas em comunidades rurais na região, com o objetivo de ensinar à população  sobre o cultivo de hortas com qualidade para gerar sustento e ampliar a renda familiar.

A coordenadora de Desenvolvimento Educacional da ETE, Debora Malagutti, ressalta que a ação tem a finalidade de incentivar a produção de alimentos sustentáveis, e por meio da venda destes produtos, ter uma fonte de renda.

“Já que neste momento de pandemia não temos aulas presenciais, então estamos disponibilizando nossa equipe e equipamentos para atender a comunidade, de forma que eles possam produzir alimentos para consumo e até transformar isso em algo rentável. Esta é uma forma de levar a escola até a comunidade, se fazendo presente nos locais em que as pessoas precisam”, ressaltou.

O professor de Agroecologia da ETE, João Carlos Victor Pereira da Silva, explica que “esses momentos [oficinas de extensão] são de suma importância na construção de espaços de parceria, e, futuramente de vínculos, tanto entre as organizações, como para os futuros profissionais formados pela ETE Sinop, seja para as aulas práticas, ou projetos de extensão, e até para construção de novas oportunidades no mercado de trabalho”, disse.

Veja Também:  Jovem morre após motocicleta pegar fogo ao bater em carreta em rodovia

De acordo com o professor de agronomia da ETE, Rogelho Alexandre Trento, a ação permite que seja criado um senso de comunidade, com a colaboração mutua entre as pessoas e assim ampliar a produtividade.

“A ideia é que este pequeno produtor possa iniciar ou ampliar a produção já existente, e, ainda otimizar custos, ver o que pode melhorar e aproveitar o que já tem em mãos. Além disso, mostramos como é importante criar um ambiente de colaboração no qual um ajuda o outro, e assim, com mutirões e ações em conjunto, terão mais resultado, em menos tempo, pois divide tarefas”, destacou.

A ação é realizada com o apoio de alunos da ETE, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da equipe da Associação Clube Amigos da Terra (CAT), além dos mutirões para preparo de canteiros e da produção de mudas, o grupo realiza oficinas de fabricação de substrato.

Além disso, a população aprende a realizar o plantio correto de espécies oleícolas de interesse econômico, e ainda realiza oficinas sobre manejo de frutas diversas, com técnicas de aproveitando os troncos das bananeiras para cobertura dos canteiros.

Veja Também:  SEFAZ: Empresas de MT deixam de faturar R$ 300 milhões ao dia

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Ação conjunta entre Penitenciária Feminina e PCE contém entrada de drogas e celulares e prende suspeitos

Publicados

em


Uma ação rápida de policiais penais da Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May e da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, conteve a entrada de materiais ilícitos nas unidades e resultou na prisão dos suspeitos. Um drone foi avistado por uma policial penal da unidade feminina, entre os raios III e IV, por volta de 12h desta sexta-feira (23.07).

O fato foi comunicado imediatamente ao corpo de guarda e uma equipe foi até o raio IV onde um pacote teria caído, mas não encontraram nada. Posteriormente, outra equipe de policiais penais, juntamente com integrantes do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) e Serviço de Operações Especiais (SOE), voltaram ao raio e fizeram uma revista minuciosa.

Desta vez, foram encontrados na laje do raio IV e no telhado da escola os seguintes materiais ilícitos: um drone quebrado; duas porções médias de substância análoga a maconha; duas porções médias de substância análoga a cocaína; dois carregadores de celular; nove celulares; três fones de ouvido; três baterias de celular; uma serra; um adaptador; três ponteiras de carregador de celular; e duas placas de carregador.

Veja Também:  Jovem morre após motocicleta pegar fogo ao bater em carreta em rodovia

No mesmo momento, policiais penais que estavam na vigilância das torres da PCE avistaram o drone sobrevoando a Penitenciária Feminina Ana Maria da Couto May, e indo em direção à unidade masculina. Eles passaram a seguir o drone e viram três homens e uma mulher em um veículo Gol e uma Honda Biz.

Os quatro saíram correram quando viram os policiais penais e foram em direção a uma casa que fica a duas quadras da PCE, no bairro Jardim Industriário 2. A Polícia Militar (PM-MT) deu apoio à ação e houve troca de tiros na frente da residência, mas ninguém foi atingido. Os quatro foram levados para a unidade e foram encontrados vários celulares, dinheiro, chips, drogas, além de carregadores.

Os quatro foram sendo ouvidos pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) na própria PCE. Um dos suspeitos usa tornozeleira eletrônica.

Foram apreendidos na PCE: um drone modelo Phantom 4; R$ 1.800,00 e US$ 5,00 em espécie; 13 aparelhos celulares (nove smartphones, dois multilaser, dois OLG); dois micro-celulares; um mini smartphone; seis pedaços de serra de aproximadamente 15 cm; uma serra grande de aproximadamente 30 cm; duas carteiras contendo cartões e documentos pessoais; um cartão de memória de 32 GB; um carretel usado de linha de pesca; 14 carregadores com cabos USB; seis cabos USB; cinco fones de ouvido; uma frente de aparelho toca CD com controle; 25 chips de celulares; dois controles de portão; duas baterias; uma maquineta de cartão magnético; dois adaptadores para carregadores de celular; e um cartão de memória.

Veja Também:  SEFAZ: Empresas de MT deixam de faturar R$ 300 milhões ao dia
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Escola Técnica de Água Boa será concluída neste ano e também vai ofertar ensino militar

Publicados

em


O governador Mauro Mendes visitou nesta sexta-feira (23.07) as obras da Escola Técnica Estadual (ETE) de Água Boa (a 740 km de Cuiabá) e anunciou que elas devem ser entregues até o fim deste ano.

Acompanhado dos secretários de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato, e de Estado de Educação (Seduc), Alan Porto, o chefe do executivo estadual explicou que a unidade ofertará cursos técnicos e também funcionará com gestão militar. 

“Nós vamos abrir aqui uma escola militar durante o dia e no período noturno ofertar cursos técnicos, e, tudo isso vai funcionar por meio de parceria entre a Seciteci e a Seduc, que unidas vão gerenciar e cuidar desta escola. Quero entregar pelo menos mais 12 escolas militares para Mato Grosso”, ressaltou. 

Segundo o secretário da Seciteci, Nilton Borgato, a obra está com 90% de execução e segue para a etapa de acabamento, com previsão de entrega até final do segundo semestre deste ano.]

“Esta obra foi retomada em setembro de 2016. Quando assumimos a gestão, percebemos que faltariam recursos para finalizar, então o governador destinou R$ 2,5milhões para prosseguir os trabalhos e, mesmo com as dificuldades e atrasos decorrentes por questões da pandemia, a obra segue a todo vapor”, disse.

Veja Também:  Saúde confirma mais um caso de coronavírus em Tangará da Serra

O prefeito de Água Boa, Mariano Kolankiewcz Filho, reforça que a instalação desta escola vai impulsionar o desenvolvimento da região. “Tanto Água Boa, quanto os demais municípios que integram a região do Médio Araguaia serão beneficiados com esta nova unidade, que vai ofertar qualificação profissional para mais pessoas. Além disso, será a primeira escola militar da cidade”, falou. 

A construção foi iniciada em 2010, por meio de um convênio assinado com o Governo Federal. Já foram investidos cerca de R$ 10 milhões e no total a obra custará aproximadamente R$12,5 milhões. Os serviços foram paralisados diversas vezes, até que em 2016 a empresa Primus Construção foi contratada para dar andamento aos trabalhos.

O novo prédio instalado no Setor Universitário terá capacidade de atender pelo menos 1,4 mil estudantes. Contará com 12 salas de aula, 11 laboratórios, um laboratório especial, um auditório com capacidade para 150 pessoas, quadra poliesportiva, biblioteca, centro de vivências (refeitório e jardim), além de salas para o administrativo pedagógico. Ao todo, a nova escola técnica terá área de 5.577 metros quadrados.

Veja Também:  SEFAZ: Empresas de MT deixam de faturar R$ 300 milhões ao dia
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana