conecte-se conosco


Barra do Bugres

Projeto que dá nome de João Nicolau Petroni a trecho da rodovia MT-246 é aprovado em 2ª votação na ALMT

Publicados

em

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou, em 2ª votação, o Projeto de Lei nº 1102/2019, que dá o nome de João Nicolau Petroni à rodovia MT-246, no trecho compreendido entre os municípios de Jangada e Barra do Bugres (distante 164 km de Cuiabá). O texto, de autoria do deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas), foi votado nesta segunda-feira (5), durante Sessão Remota.

Após a segunda votação, o texto passa para o Poder Executivo para ser sancionado. O autor do projeto disse que se trata de um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo homenageado, ao longo de sua vida, e que resultou em melhorias para o estado.

O progressistas lembrou que João Nicolau Petroni foi fundador e primeiro presidente do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool-MT) por 17 anos.

“Um homem respeitado nacionalmente pelo seu trabalho incansável em prol do desenvolvimento do setor sucroenergético. Ele foi fundador do Sindalcool-MT e da Barralcool, contribuindo com o desenvolvimento do estado”, ressaltou Araújo.

João Nicolau Petroni chegou a Barra do Bugres em 1980, participou da fundação da Barralcool, sendo eleito diretor-presidente da empresa. O empresário faleceu no dia 17 de agosto de 2019. Petroni também assumiu os cargos de diretor no período de (1988 a 1994) e de vice-presidente no período de (1994 a 2003) da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), entre outras iniciativas. “Era incansável na luta pela melhoria da atividade sucroalcooleira”, lembrou Paulo Araújo.

A proposta apresentada pelo parlamentar está respaldada por uma solicitação do presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo de Oliveira. Ele destacou que “a homenagem consolida o reconhecimento dos profissionais da indústria e da diretoria da Fiemt a um homem que muito fez pelo Estado de Mato Grosso”, ressaltou Gustavo.

Na avaliação de Oliveira, “os mato-grossenses ainda colherão, por muitos anos, os frutos dos trabalhos desempenhados por João Petroni, que foi um visionário, um empreendedor que abriu muitos caminhos, batalhou pelo desenvolvimento social e econômico. Por isso, nada mais justo que, a partir de agora, o caminho que dá acesso à cidade leve o nome dele. É um simbolismo poderoso e adequado”, concluiu o presidente da Fiemt.

Para o ex-prefeito de Barra do Bugres, Raimundo Nonato (PSB), o projeto de lei apresentado pelo deputado Paulo Araújo é iniciativa muito importante e merecida. “João Nicolau Petroni fez muito pelo município de Barra do Bugres, contribuindo não somente para o desenvolvimento da cidade, mas do estado de Mato Grosso, sem dúvida uma justa homenagem”, pontuou o ex-prefeito.

História – Nascido e criado na roça, em Birigui (SP), João Nicolau Petroni desde muito cedo teve que ajudar os pais na lavoura de café que possuíam. Essa necessidade o fez abandonar a escola antes de iniciar o segundo ano. Em 1943, já morando em um sítio na localidade de Murutinga, distrito de Andradina, a família constrói um pequeno engenho de rapadura. O menino de 12 anos não poderia imaginar o quanto a experiência de transformar a cana-de-açúcar seria decisiva no futuro dele. Pouco depois, junto do irmão Reinaldo, assume os negócios da família e passam a investir em pecuária.

Em 1969, mudou-se para Cuiabá, iniciando suas atividades empresariais em Mato Grosso com a criação de gado. Sem abandonar a pecuária, João Nicolau Petroni viria a se tonar um dos grandes expoentes da região, com a criação da Usina Barralcool e o cultivo da cana-de-açúcar. Em 1980, João Nicolau Petroni participa da fundação da Barralcool, sendo eleito diretor-presidente da empresa. Com uma atuação diferenciada, foi responsável pela manutenção da empresa mesmo em períodos de crise, quando na década de 90 várias usinas fecharam as portas.

Visionário, decidiu distribuir os lucros da empresa aos associados em forma de insumos, para incentivar o plantio e garantir a matéria-prima, o que era essencial para a competitividade dos negócios. Também foi um dos responsáveis por fazer da Barralcool a primeira exportadora para o mercado andino, pioneira, também no aproveitamento do bagaço de cana para geração de energia, cujo excedente passou a abastecer a cidade de Barra do Bugres. A produção da usina marcou um divisor histórico na economia e no desenvolvimento social da cidade.

Sua preocupação com os funcionários e comunidade sempre foi um dos diferenciais da empresa, que tem entre as preocupações a doação de material escolar para os filhos dos trabalhadores, como forma de incentivo aos estudos. Há 12 anos, a Barralcool mantém o projeto Doce Vida, que atende 200 crianças e adolescentes (em contra turno escolar) matriculados e oferece em torno de 16 oficinas, atendendo nesse sistema mais 480 frequentadores. Tem como objetivo fortalecer as relações familiares, construir laços de amor com a arte, o esporte, a culinária e a leitura, vislumbrando perspectivas futuras.

Fonte: ALMT – Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Menores rasgam garganta e afundam crânio de idoso gay dentro de motel
Propaganda

Barra do Bugres

Sicredi Sudoeste MT/PA mobiliza associados e sociedade para arrecadação de alimentos

Publicados

em

Donativos serão entregues a famílias carentes que vivem em 33 municípios da área de atuação da cooperativa nos dois estados

Comemorado anualmente no 1° sábado de julho, o Dia de Cooperar (Dia C) – um dos maiores programas de voluntariado do Brasil – movimenta as cooperativas de todo o País. Desde 2019, as ações dedicadas a esta iniciativa passaram a ocorrer ao longo de todo o ano, em vez de um único dia, o que comprova mais uma vez o interesse genuíno do cooperativismo pela comunidade e seu bem-estar. Este ano, a principal ação realizada pela Sicredi Sudoeste MT/PA é a arrecadação de alimentos não perecíveis, e começa com 10 toneladas, doadas pela cooperativa.

Desde 1° de junho, associados da cooperativa, empresas e a sociedade em geral podem fazer suas doações em qualquer uma das 41 agências da Sicredi Sudoeste MT/PA, localizadas nos municípios de Arenápolis, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Tangará da Serra, Barra do Bugres, Sapezal, Campos de Júlio, Campo Novo do Parecis, Cáceres, Mirassol D’Oeste, Porto Esperidião, Santo Afonso, Glória D’Oeste, Curvelândia, Cristo Rei, Varzea Grande, Denise, Poconé e Porto Estrela, no território mato-grossense; ou em Redenção, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Marabá, Xinguara, Rio Maria, Tucumã, Ourilândia do Norte, Santana do Araguaia, Dom Eliseu, Rondon do Pará, Tomé-Açu, Abel Figueiredo e Ulianópolis, no território paraense.

As doações serão recolhidas até 30 de junho. Além das agências do Sicredi, a iniciativa conta com outros pontos de coleta parceiros, cujos endereços podem ser acessados nas redes sociais da cooperativa (@sicredisudoestsemtpara). Os alimentos arrecadados serão destinados às famílias carentes das regiões onde a cooperativa atua. “Mais uma vez nossa ação de voluntariado para o Dia C visa a contribuição com a comunidade, um dos princípios do cooperativismo de crédito, para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Promovemos esta ação com muito otimismo e esperamos arrecadar muitas toneladas de alimentos”, afirma o presidente da cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA, Antonio Geraldo Wrobel,

Dia de Cooperar

Promovida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a data é uma comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, com atividades realizadas por voluntários nas áreas de saúde, lazer, educação e meio ambiente para transformar realidades.  As iniciativas do Dia C estão alinhadas aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O Dia C nasceu em 2009, em Minas Gerais, e logo ganhou a adesão de cooperativas de todo o território nacional. Segundo a OCB/MT, as cooperativas de Mato Grosso fazem parte desse movimento desde 2013. Desde 2019, o conceito do programa mudou e, em vez de as ações se concentrarem em uma única data, passaram a ser realizadas ao longo do ano. 

Sobre a Cooperativa

 

A Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA foi fundada 31 de março de 1989 em Tangará da Serra por 47 agropecuarista, na época com nome de Credioeste. Hoje, prestes a completar 32 anos, a Cooperativa possui mais de 101 mil associados e 41 agências localizadas em 34 dos 97 municípios que fazem parte da área de atuação no Mato Grosso e Pará. 

Com uma gestão visionária e empreendedora vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, chegando em 2020 a 2,8 bilhões em ativos, 2,7 bilhões em recursos totais e 1,9 bilhão de carteira de crédito. O Conselho de Administração é presidido pelo Sr Antonio Geraldo Wrobel, tendo o Sr José Flores como Vice-Presidente.

O propósito de construir juntos uma sociedade mais próspera é vivido diariamente por seus mais de 500 colaboradores que fazem do atendimento um relacionamento próximo ao associados.

 

Sobre o Sicredi

 

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 24 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

 

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Facebook | Instagram | Twitter | LinkedIn | YouTube

 

O Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Pará, Rondônia, Acre e Amazonas, tem mais de 600 mil associados, com 202 agências em 154 municípios.

Comentários Facebook
Veja Também:  Assaltantes invadem residência roubam e agridem vítima em Arenápolis
Continue lendo

Barra do Bugres

Números de pessoas já vacinados em  Barra do Bugres

Publicados

em

Doses recebidas pelo município: 11.058

Total de doses aplicadas: 7.254

Primeira Dose 5.362

Segunda Dose 1.892

Profissionais de Saúde

Primeira Dose: 555

Segunda Dose: 551

População Idosa 90+

Primeira Dose: 73

Segunda Dose: 71

Pessoas com deficiência institucionalizada

Primeira Dose: 0

Segunda Dose: 0

População “Idosos institucionalizados”

Primeira Dose: 31

Segunda Dose: 30

População idosa 85 a 89

Primeira Dose: 112

Segunda Dose: 68

População idosa 80 a 84

Primeira Dose: 232

Segunda Dose: 219

População idosa 75 a 79

Primeira Dose: 312

Segunda Dose: 224

População Idosa 70 a 74

Primeira Dose: 665

Segunda Dose: 498

População Quilombolas

Primeira Dose: 169

Segunda Dose: 0

População 65 a 69 anos

Primeira Dose: 772

Segunda Dose: 202

Forças de Segurança e Salvamento

Primeira Dose: 86

Segunda Dose: 27

População 60 a 64 anos

Primeira Dose: 971

Segunda Dose: 2

Pessoas privadas de liberdades

Primeira Dose: 5

Segunda Dose: 0

Pessoas com comorbidades 1º fase

Primeira Dose: 1045

Segunda Dose: 0

Pessoas com deficiência Permanente

Primeira Dose: 124

Segunda Dose: 0

Profissionais da Educação

Primeira Dose: 210

Segunda Dose: 0

Fonte: https://www.barradobugres.mt.gov.br/Covid-19/Vacinometro/

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Deputado Thiago e equipe visita Barra do Bugres e mais de 50 municípios para atender demandas regionais
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana