conecte-se conosco


Mato Grosso

Rede Cegonha traz avanços à atenção integral da saúde da mulher em MT

Publicados

em

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher, instituída pelo Ministério da Saúde e reformulada em 2004, vem sendo desenvolvida em Mato Grosso pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT). O programa apresenta resultados positivos no sentido de resgate da credibilidade de serviços e avanços.

Coordenadora de Ações Programáticas Estratégicas (Coapre) da Superintendência de Atenção à Saúde da SES-MT, Aline Régia Ribeiro, destaca que o programa “Rede Cegonha” obteve consideráveis avanços em Mato Grosso.

De acordo com o Ministério da Saúde, a estratégia estabelece “uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e à atenção humanizada da gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis”. 

A rede existe nos municípios da baixada cuiabana, no Hospital Santa Casa de Rondonópolis – que foi o primeiro centro de parto normal do Estado – e na Capital. “Com a implantação da Rede Cegonha, por exemplo, o município de Várzea Grande voltou a realizar partos no Pronto Socorro”, ressaltou a coordenadora.

Veja Também:  Cinco são recapturados com mandado de prisão em aberto em várias cidades

Avanços

Na Região da Baixada Cuiabana, houve o Acolhimento com Classificação de Risco em três maternidades, o repasse de recurso financeiro para reforma do Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande e a reabilitação de UTI neonatal.

Na Região Sul Mato-grossense, houve a criação de equipes do cuidado nos serviços de atenção obstétrica e neonatal da Santa Casa de Rondonópolis; a implantação e fortalecimento do Banco de Leite; o repasse de recurso financeiro para a reforma da maternidade em Rondonópolis e Jaciara e Construção do Centro de Parto Normal; e a regionalização da aplicação do Palivizumabe (medicamento indicado para aumentar a proteção de crianças contra a infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório).

O Hospital Geral Universitário de Cuiabá e o Hospital Universitário Júlio Müller implantaram e habilitaram 13 e oito leitos, respectivamente, de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Convencional, Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Canguru e de pré-parto, parto e puerpério.

Já o Hospital Santa Helena ampliou oito leitos da UTI Neonatal e implantou sete leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Convencional e de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Canguru. O Hospital Municipal de Jaciara realiza reforma e implantou dois leitos pré-parto, parto e puerpério.

Veja Também:  Casa Borges: um museu em Barra do Bugres

A Santa Casa e Maternidade de Rondonópolis implantou um Centro de Parto Normal com cinco leitos, reabilitou o Serviço de Referência à Gestação de Alto Risco tipo II; ampliou sete leitos de UTI Neonatal e implantou 23 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Convencional, de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Canguru e de UTI pediátrica.

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Governador prorroga novamente o vencimento do IPVA em Mato Grosso; confira as datas

Publicados

em

Medida visa minimizar o impacto econômico causado aos mato-grossenses pela pandemia

Lucas Rodrigues | Secom-MT

O governador Mauro Mendes, que prorrogou vencimento do IPVA – Foto por: Christiano Antonucci

O governador Mauro Mendes prorrogou novamente as datas para o vencimento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) referente ao ano de 2021.

O decreto prevê o vencimento apenas em julho para as placas de 1 a 4. Já as placas de 5 a 7 têm o vencimento adiado para agosto, enquanto veículos de placas 8, 9 e 0 poderão pagar o imposto no mês de setembro. Também ficam mantidos os descontos nos pagamentos em cota única e opções de parcelamento.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (24.02) e será publicada no Diário Oficial, estendendo a prorrogação que foi feita também em 2020. O calendário original do IPVA 2021, que previa o vencimento a partir de janeiro deste ano, já havia sido prorrogado para março.

Porém, de acordo com o governador, o impacto causado pelo coronavírus no estado continua a causar transtornos financeiros aos mato-grossenses e, por isso, o vencimento do imposto ficará para o segundo semestre.

“É mais uma medida que o Governo está tomando para poder minimizar o impacto dessa perturbação da atividade econômica causada pela pandemia. É um fôlego para as empresas, profissionais e cidadãos que precisam pagar esse imposto”, afirmou.

Confira o calendário:

FINAL DA PLACA DO VEÍCULO PAGAMENTO EM COTA ÚNICA (DESCONTO DE 5% PAGAMENTO EM COTA ÚNICA (SEM DESCONTO) PAGAMENTO DA 1ª DE ATÉ 6 COTAS (SEM DESCONTO) PAGAMENTO INTEGRAL COM ACRÉSCIMOS (CORREÇÃO MONETÁRIA, JUROS E MULTAS)
1, 2, 3 E 4 ATÉ 09/07/2021 ATÉ 30/07/2021 ATÉ 6 COTAS: DATA LIMITE PARA PAGAMENTO DA 1ª PARCELA EM 30/07/2021 APÓS 30/07/2021
5, 6 E 7 ATÉ 10/08/2021 ATÉ 31/08/2021 ATÉ 5 COTAS: DATA LIMITE PARA PAGAMENTO DA 1ª PARCELA EM 31/08/2021 APÓS 31/08/2021
8, 9 E 0 ATÉ 10/09/2021 ATÉ 30/09/2021 ATÉ 4 COTAS: DATA LIMITE PARA PAGAMENTO DA 1ª PARCELA EM 30/09/2021

APÓS 30/09/2021

Fonte: Assessoria

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
Veja Também:  Barra News - VT 30 ALMT Leis covid Cidadão - Assembleia Legislativa de MT
Continue lendo

Mato Grosso

Mato Grosso tem mais 22 mortes por covid em 24 horas

Publicados

em

Taxa de ocupação está em 81% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (24.02), 246.469 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.716 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Nas últimas 24 horas foram registradas mais 22 mortes pela doença em Mato Grosso.

As mortes mais recentes são de pacientes das seguintes cidades: Cuiabá, Colíder, Nobre, Rondonópolis, Terra Nova do Norte, Alta Floresta, Araputanga, Barra do Bugres, Cáceres, Confresa, Juína, Poxoréu, Primavera do Leste, São José dos Quatro Marcos, Sinop e Várzea Grande. As vítimas tinham entre 40 e 89 anos de idade.

Dos 246.469 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, 8.203 estão em isolamento domiciliar e 231.331 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados, há 351 internações em UTIs públicas e 356 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 81,44% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de covid-19 estão: Cuiabá (52.822), Rondonópolis (18.741), Várzea Grande (15.622), Sinop (12.667), Sorriso (10.225), Tangará da Serra (9.903), Lucas do Rio Verde (9.256), Primavera do Leste (7.290), Cáceres (5.485) e Nova Mutum (5.037).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: PMB – Online 

Veja Também:  PM liberta reféns e frustra roubo de quatro veículos em Pontes e Lacerda

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana