conecte-se conosco


Mato Grosso

Registro de infecção por sífilis reduz em 17% em Mato Grosso

Publicados

em

O relatório da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica do Estado apontou que a infecção por Sífilis apresentou uma razoável redução no número de casos em Mato Grosso, com índice de 17%.

Os dados mostram que, em 2017, foram notificados 295 casos de sífilis, na faixa etária entre 15 e 24 anos, enquanto em 2018, o número de casos caiu para 270, uma redução de 8%. O relatório também aponta uma redução na faixa etária de 25 a 34 anos. Em 2017, foram notificados 260 casos e em 2018, foram 235, o que representou uma redução de 9%. 

Embora os dados tenham apresentado uma redução nas duas faixas etárias apresentadas anteriormente, em gestantes, observou-se crescimento. Em 2017, foram notificadas 676 grávidas com sífilis, enquanto em 2018, esse número saltou para 725.   

Ao comparar os casos de notificação entre o sexo masculino e feminino, os resultados revelam que os homens estão mais vulnerais à sífilis. Pois, em 2017, foram notificados 570 casos, e em mulheres foram 359.

A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST), causada pela bactéria Treponema Pallidum. A transmissão ocorre durante contato sexual, por meio de cortes presentes no corpo ou nas membranas mucosas. 

Veja Também:  Cidadãos de Mato Grosso poderão emitir documento de identificação em cartórios

Segundo a responsável pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, Alessandra Morais, mesmo com essa leve redução no número de casos, o feriado de carnaval é uma data preocupante, por isso, é necessário o uso de proteção durante o ato sexual. “A sífilis nos preocupa muito. É preciso que a população se conscientize e use camisinha, pois ainda é o meio mais eficaz para se proteger”. 

A respeito dos casos de aumento da infecção em gestantes, a coordenadora alerta que é importante buscar tratamento imediato, pois a vida do feto corre risco, “podendo haver uma série de consequências graves, tais como: surdez, cegueira e problemas neurológicos”.  

A coordenadora ainda ressaltou que, no Brasil, há uma epidemia de sífilis entre o grupo de jovens e adultos. “No caso da sífilis, há um número de pessoas que podem ter a infecção e nem sabem, por isso é importante realizar exames e fazer o teste rápido”, alertou. 
 
Diagnóstico e prevenção

A detecção da sífilis é feita por meio de testes rápidos. O exame é oferecido pelo serviço de saúde do SUS e o resultado fica pronto em 30 minutos. Caso o teste rápido seja positivo, uma amostra de sangue deverá ser coletada e encaminhada para realização de um teste laboratorial para confirmação do diagnóstico. Em caso de gestante, em razão do risco de transmissão ao feto, o tratamento deve ser iniciado com apenas um teste positivo (reagente), sem precisar aguardar o resultado do segundo.

Veja Também:  Governo de Mato Grosso leva desenvolvimento para Alta Floresta com investimento de mais de R$ 240 milhões

O uso correto e regular do preservativo masculino ou feminino é uma medida importante de prevenção da sífilis. O acompanhamento das gestantes e de parceiro sexual durante o pré-natal de qualidade contribui para o diagnóstico e cura da infecção.

Serviços 

Os testes de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) podem ser feitos no Centro Estadual de Referência em Média e Alta Complexidade (Cermac). A unidade está localizada na Rua Ten. Thogo da Silva Pereira, 63 – Centro Sul, Cuiabá. Para mais informações entre em contato pelos números: (65) 3613-2687 / 3321 4116.

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Ações dos núcleos de Avaliação de Tecnologia em Saúde de MT são destaques nacionais

Publicados

em

Por

Os Núcleos de Avaliação de Tecnologia em Saúde (NATS) de Mato Grosso, mantidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) e pelo Hospital Universitário Júlio Muller, tiveram experiências selecionadas e apresentadas no evento da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (Rebrats) e na Organização Pan Americana de Saúde (Opas), realizado nesta semana em Brasília.

As ações de sucesso foram compartilhadas no evento após a seleção das seis melhores experiências em âmbito nacional, da qual participaram 88 núcleos existentes no Brasil. O Núcleo de Avaliação de Tecnologia da SES-MT existe desde 2014, sendo o primeiro instituído no Estado; o segundo núcleo foi criado pelo Hospital Universitário Júlio Muller, em 2016.

Desde 2015, o núcleo da SES-MT atua em parceria com o do Hospital, por meio de convênio de cooperação técnica. A parceria proporciona para a SES-MT a obtenção de base de dados que são necessários para o trabalho do núcleo estadual. Essa atuação conjunta, por meio de convênio entre as instituições estadual e federal, foi destaque como experiência de sucesso, com reconhecimento nacional.

Veja Também:  Lei de Max Russi garante repasse integral a entidades filantrópicas durante pandemia

A trajetória do NATS da SES-MT foi partilhada como um “caso de sucesso” e o convênio firmado com Hospital Universitário Júlio Muller foi selecionado como estratégia de colaboração e atuação exitosa no quadro “As experiências da Rebrats: compartilhar e evoluir”.

“Ter nossa história em destaque e as estratégias que usamos para vencer barreiras e escassez de recursos como modelo a ser partilhado é gratificante. Indica que estamos no caminho certo”, comemorou Kelli Nakata, presidente do NATS da SES-MT.

Para o coordenador do NATS do Hospital Universitário Júlio Muller, Helder Cássio de Oliveira, “ter boas parcerias é muito importante para impulsionar estratégia de crescimento de organizações. Ganham ambas as partes por poderem fazer juntos, o que seria difícil fazer sozinhos”.

A Rebrats foi oficialmente criada em 2011 e exerce um papel importante na promoção e difusão da Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) no Brasil, atuando como um elo entre pesquisa, política e gestão por meio de estudos que colaboram com o processo de incorporação, monitoramento e desincorporação de tecnologias no Sistema Único de Saúde (SUS).

Veja Também:  Greve dos servidores da educação de MT completa duas semanas sem acordo com o governo

Os Núcleos de Avaliação de Tecnologias em Saúde representam uma ferramenta valiosa nos processos decisórios de incorporação, monitoramento e mudança de tecnologias, uma vez que fornecem informações de benefícios e riscos para saúde, além de consequências econômicas e sociais da utilização de tecnologias em saúde.

O NATS da SES-MT está aberto para realizar avaliações de tecnologias em saúde para qualquer unidade da pasta. “A equipe auxilia na tomada de decisão dos gestores para adotar novas tecnologias no sistema de saúde, realizando análise técnica da eficácia, do impacto no orçamento, da segurança do produto ou serviço e do custo efetividade, além de demonstrar se algum produto ou conduta tornou-se obsoleta, por meio de avaliação”, concluiu a gestora Kelli Nakata.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Poder Judiciário apoia o 1º Arraiá do Serviço do Acolhimento de Alto Taquari

Publicados

em

Por

As crianças e adolescentes que se encontram no Serviço do Acolhimento de Alto Taquari (a 479 km ao sul de Cuiabá) terão um dia pra lá de especial com direito a brincadeiras, quadrilha, comidas típicas e muita animação no 1º Arraiá do Serviço do Acolhimento de Alto Taquari. O Poder Judiciário é um dos apoiadores da festa, que acontece neste sábado (25.06), às 16h, no bairro Gabriela, e irá reunir aproximadamente 100 pessoas entre crianças, adolescentes, colaboradores do Serviço de Acolhimento, Fórum da cidade, Assistência Social e seus familiares.
 
Segundo a Juíza da Vara Única de Alto Taquari, Marina Dantas Pereira, a ideia da festa junina partiu de uma assessora dela como uma oportunidade de confraternização com as oito crianças e adolescentes que estão no Serviço de Acolhimento.
 
“A Grazi trouxe a ideia de fazer a festa junina e todo mundo adorou, principalmente as crianças e adolescentes. Inicialmente era para ser algo mais simples, mas a gente foi conseguindo doações, parcerias e agora vamos fechar a rua em frente ao Lar para realizar o arraiá”, conta.
 
A supervisora do Serviço de Acolhimento a Criança e Adolescente, Lesley Any Batista Ferreira, detalha que uma parte da comida virá da Prefeitura Municipal, outra dos participantes, além de algumas doações. “A comunidade em geral está envolvida, comerciantes, advogados, Ministério Público, doaram dinheiro, brinquedos, comida para que seja um dia especial. A tenda, mesas e cadeiras virão do Grupo Conviver e o som um servidor do Fórum levará”.
 
No cardápio do Arraiá muitas comidas típicas como cachorro quente, cri cri, canjica, pipoca, caldo de costela, bolo de milho, algodão doce e refrigerantes. Além de brincadeiras como pescaria gratuita, dinâmicas, quadrilha e música. “Essa a primeira vez que vamos realizar uma festa desse tamanho, as crianças e adolescentes estão bastante empolgadas. Elas estão ajudando a fazer a decoração e ainda poderão convidar dois amigos para participar. Muitos não veem a hora de começar. Será uma festa familiar, sem bebida alcoólica, mas com muita diversão”, ressalta.
 
#Paratodosverem Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual. Descrição de imagem: arte colorida retratando o convite, com símbolos juninos como milho, balão de São João, fogueira e bandeirinhas.
 
 
Larissa Klein
Assessoria de Imprensa CGJ
 
 

Comentários Facebook
Veja Também:  Governo realiza ações educativas da campanha Maio Amarelo em todo Estado
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana