conecte-se conosco


Mato Grosso

Relatório detalhado aponta redução de casos no 1º semestre e homens como maiores vítimas

Publicados

em


Com o objetivo de contribuir com a campanha Setembro Amarelo, a Superintendência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) elaborou um relatório detalhado das ocorrências de suicídio em Mato Grosso. O estudo é publicado neste 10 de setembro, considerado o Dia Mundial de Prevenção.

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021, divulgado em julho pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontam que o número de suicídios no Brasil em 2020 foi de 12.895, com variação de 0,4% em relação a 2019, quando foram registrados 12.745 casos.

Em contraponto ao dado nacional, Mato Grosso apresentou aumento considerável de suicídios de 18%, passando de 226 casos em 2019 para 267 no ano passado. Já no primeiro semestre de 2021, o estado teve redução. Foram 118 casos, sendo que no mesmo período do ano passado foram 132. No acumulado de 2016 a 2020 (janeiro a dezembro) e janeiro a julho de 2021, foram 1.190 ocorrências.

No detalhamento das ocorrências, em todos os anos analisados, os homens foram a maioria das vítimas, em relação às mulheres. Dos 1.190 casos, em 922, ou seja, em 77,4% as vítimas foram do sexo masculino, enquanto 268 foram do sexo feminino. O local do fato coincide como residência das vítimas, para ambos os sexos. 

O relatório ressalta ainda que as mulheres jovens que sofrem violência doméstica têm maior risco de cometer suicídio, com base em uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde entre 2011 e 2015. Ela mostrou que mulheres que tinham notificação prévia de violência doméstica apresentavam 30 vezes mais risco de morrerem por suicídio quando comparadas com mulheres sem notificação prévia de violência.

Veja Também:  Sorteio especial do Nota MT premia contribuintes de 5 municípios

Primeiro semestre

Dos 118 suicídios identificados no primeiro semestre de 2021 em Mato Grosso, quatro deles ocorreram logo após a vítima cometer o crime de feminicídio. O mês de junho apresentou o maior número de casos, 24. A sexta-feira foi o dia da semana com maior incidência de registros (22), seguida pela quarta-feira (20). O período matutino apresenta-se como a faixa horária com maior número de casos, sendo que entre as 6h e 11h59, ocorreram 47 dos 118 suicídios levantados. Em seguida, com 28 casos, foi identificado o intervalo entre 18h e 23h59.

A faixa etária de 35 a 64 anos também coincide como maioria para homens e mulheres vítimas de suicídio. Foram 45 casos masculinos e 10 femininos. A segunda maior faixa etária é de 18 a 24 anos, com 14 homens vítimas e 3 mulheres.

A superintendente do Observatório de Segurança Pública, que é vinculado à Adjunta de Inteligência da Sesp-MT, Tatiana Pilger, explica que o relatório visa colaborar com políticas estruturais para a prevenção do suicídio. “São necessárias medidas de proteção socioeconômica a pessoas de maior vulnerabilidade, assim como ações de educação em saúde e auxílio da mídia para divulgação dos canais de atenção psicossocial e prevenção ao suicídio”. 

Saúde e bem estar

Políticas que visam à equidade em saúde e a melhoria da qualidade de vida e dos modos de viver são destacadas como fundamentais pela coordenadora de Promoção e Humanização da Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), Rosiene Rosa Pires. 

Veja Também:  Decreto de calamidade e incentivos fiscais: veja cinco medidas adotadas por Mauro Mendes em 2019

“Nestes anos a SES-MT vem dedicando as ações e diálogos em prol da promoção da vida e prevenção do suicídio no Setembro Amarelo e também durante o ano. Vemos a necessidade de investir na promoção da saúde, como política de inclusão e justiça social, fomentando os direitos fundamentais a todos, que perpassam pelos determinantes sociais, econômicos, políticos, culturais e ambientais”. 

Segundo ela, a ampliação de centros especializados também é importante, pois a existência de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) nos municípios reduz em 14% o risco de suicídio. Para 2021, o órgão dará visibilidade à promoção da cultura da paz. “Vamos abordar as tecnologias sociais que favoreçam a mediação de conflitos diante de situações de tensão social. Outro ponto é a inserção das práticas corporais, atividades físicas, arte, cultura e lazer como estratégias para a promoção da vida e, consequentemente, o enfrentamento ao suicídio”.  

Ela lembra que nos dias 14 e 15 de setembro a SES-MT realizará o IV Encontro Intersetorial de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio no Setembro Amarelo. O evento será transmitido pelo canal YouTube da Escola de Saúde Pública, a partir das 8h30.

Serviço 

O Centro de Valorização da Vida (CVV) promove apoio emocional e prevenção do suicídio, com atendimentos gratuitos a qualquer pessoa. O centro garante sigilo total e atende por telefone, e-mail e chat 24 horas por dia, nos sete dias da semana, pelo telefone 188. Os CAPS’s também prestam este apoio, com unidades distribuídas pelos municípios.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Sábado (18): Mato Grosso registra 531.044 casos e 13.708 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sábado (18.09), 531.044 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.708 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 618 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 531.044 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso 4.304 estão em isolamento domiciliar e 512.224 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 159 internações em UTIs públicas e 86 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está 38,13% para UTIs adulto e em 15% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (109.483), Rondonópolis (37.445), Várzea Grande (37.208), Sinop (25.624), Sorriso (18.075), Tangará da Serra (17.636), Lucas do Rio Verde (15.550), Primavera do Leste (14.638), Cáceres (11.708) e Barra do Garças (10.538).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Veja Também:  Empaer realiza visita técnica com produtos da agricultura familiar em Tangará da Serra

O documento ainda aponta que um total de 386.221 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 116 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (17.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.080.219 casos da Covid-19 no Brasil e 589.573  óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.069.017 casos da Covid-19 no Brasil e 589.240 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (18.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Veja Também:  Procon-MT suspende expediente no período vespertino nesta quinta-feira (02)

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

PM prende suspeitos de sequestrar e matar ex-jogador de futebol

Publicados

em


A Polícia Militar do 11º Batalhão prendeu dois homens de 30 e 21 anos por sequestro e homicídio da vítima identificada como William Sant’Ana de 21 anos, na última sexta-feira (17), em Sinop. Ele era ex-jogador de futebol e os suspeitos confessaram que participaram do crime e informaram onde haviam ocultado o corpo da vítima.  

A ação contou com o apoio de policiais do Grupo Raio, do GAP (Grupo de Apoio) e da Agência Regional de Inteligência (ARI). Segundo o boletim de ocorrência, após a Polícia Militar solicitar análise local de uma tornozeleira eletrônica à ARI, foi verificado que o homem de 30 anos esteve na hora e no local do crime. Diante das informações, os policiais iniciaram patrulhamento pelo bairro Boa Esperança, em Sinop, e localizaram o primeiro suspeito. 

Durante a abordagem, o suspeito confessou o crime e contou que a vítima teria praticado um crime de estupro e que durante o sequestro, dentro do carro, a quadrilha havia feito vídeochamada por celular mostrando a vítima para integrantes de uma organização criminosa. O suspeito contou ainda que ficou no carro, enquanto a vítima era executada e que chegou a ouvir dois disparos de arma de fogo. 

Veja Também:  Procon-MT suspende expediente no período vespertino nesta quinta-feira (02)

O suspeito indicou para a PM o local que onde haviam escondido o corpo da vítima, uma mata de difícil acesso, às margens do Rio 15. Os policiais fizeram o isolamento da área e acionaram a Polícia Judiciária Civil.  O homem já preso pela PM informou ainda o envolvimento de um outro indivíduo, de 19 anos, que foi localizado no bairro Boa Esperança pela guarnição do RAIO.

O comparsa confirmou os fatos narrados pelo primeiro suspeito preso. Os dois homens foram encaminhados para a Delegacia. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana