conecte-se conosco


Esportes

Santos e Cuiabá empatam pelo Brasileirão

Publicados

em

O Santos empatou em um jogo difícil e truncado contra o Cuiabá por 0 a 0, nesta segunda-feira (06.11), na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Peixe permaneceu a apenas um ponto do Cruzeiro, o primeiro time na zona de rebaixamento.

O Santos não conseguiu aproveitar a vantagem de jogar em casa com um estádio lotado e teve um desempenho fraco no primeiro tempo. A estratégia de Marcelo Fernandes de retornar ao esquema tático 4-3-3 não deu certo, com problemas na saída de bola e um meio-campo frágil e desorganizado. Como resultado, o Santos teve dificuldades em criar jogadas. O Cuiabá aproveitou a desorganização da equipe santista para pressionar e dar trabalho à defesa, contando com boas atuações de Joaquim.

Apesar de um jogo truncado, a segunda etapa foi mais aberta, com chances para ambos os times. O Santos teve uma oportunidade com Silvera e o Cuiabá com Derik, após uma falha grave de Júnior Caiçara. O time de Marcelo Fernandes melhorou no final do jogo, mas não conseguiu marcar o gol.

Veja Também:  Fortaleza bate Ceará e sai da zona de rebaixamento do Brasileirão

Com o empate, o Santos perdeu a chance de se distanciar da zona de rebaixamento e permanece na 14ª posição, com 38 pontos. O Cuiabá está em 12º, com 41 pontos.

Na próxima partida, o Santos enfrentará o Goiás na quinta-feira, no estádio Serrinha, às 19h. Já o Cuiabá jogará contra o Bahia, no mesmo dia e horário, na Arena Fonte Nova.

No geral, o Santos pecou na estratégia de jogo. No primeiro tempo, a equipe teve um desempenho muito ruim, sendo dominada pelo Cuiabá, que jogou de forma inteligente na Vila Belmiro. O Santos teve dificuldade na saída de bola e encontrou problemas no meio-campo e na marcação. A falta de dinamismo fez com que a bola mal chegasse ao ataque, deixando Marcos Leonardo isolado.

O destaque no jogo foi Joaquim, que teve ótimas atuações no mano a mano, afastando o perigo para o Cuiabá. Por outro lado, Messias e João Lucas tiveram atuações inseguras, com erros básicos como domínio de bola e cruzamentos.

Um fato curioso foi a atitude de Deyverson, que agiu de forma provocativa durante a partida, aplaudindo seu ex-companheiro de Cuiabá, Joaquim, e beijando a câmera de transmissão. Essas ações serviram como provocação aos torcedores santistas.

Veja Também:  Diretoria do Luverdense deve manter Toninho treinador para o restante da temporada

Embora o Santos tenha melhorado na segunda etapa, com as mudanças feitas por Marcelo Fernandes, como a entrada de Nonato e Silvera, a equipe ainda encontrou dificuldades em se encaixar e criar boas oportunidades de gol. Soteldo e Rincón até tiveram chances, mas não conseguiram converter em gol. A primeira chance clara do Santos veio com um cruzamento de Silvera para a área, mas ninguém conseguiu finalizar. O Cuiabá também teve uma boa chance, com Pitta cabeceando perigosamente.

No geral, o jogo foi marcado por um bom desempenho defensivo das duas equipes, o que resultou no empate sem gols. O Santos terá que melhorar seu desempenho nas próximas partidas para se afastar da zona de rebaixamento e garantir sua permanência na série A do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Esportes

Comentários Facebook
Propaganda

Esportes

Cruzeiro e Athletico Paranaense ficam só no empate, em Belo Horizonte

Publicados

em

O empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, nesta quinta-feira (30), encerrou a luta do Athletico por uma vaga na CONMEBOL Libertadores 2024. Com 53 pontos conquistados, o Rubro-Negro não tem mais chances de chegar ao G6 do Campeonato Brasileiro.

Nas duas últimas rodadas, o objetivo será manter a oitava posição na tabela e assegurar uma vaga direta na terceira fase da Copa do Brasil. No calendário internacional, o Furacão terá a CONMEBOL Sudamericana no ano que vem.

O próximo compromisso está marcado para o próximo domingo (3), contra o Santos, na Ligga Arena. A última rodada do Brasileirão acontece na quarta-feira (6), com o Athletico enfrentando o Cuiabá, na casa do adversário.

O Jogo

Na luta contra o rebaixamento, o Cruzeiro buscava a vitória a todo custo. Lançando-se ao ataque, o time mineiro pressionou, mas esbarrou em uma atuação primorosa do goleiro Bento. Foram duas defesas milagrosas no primeiro tempo. A primeira delas, complementada com Cacá salvando em cima da linha após o rebote.

Para o Athletico, a melhor chance aconteceu já aos 43′, quando Willian recuperou a bola no ataque, ficou cara a cara com o goleiro, mas parou na defesa de Rafael Cabral.

Veja Também:  Endrick aumenta número de crias da Academia utilizadas em 2022

No início da segunda etapa, o Rubro-Negro cedeu menos oportunidades ao adversário. E aos 19′, aproveitou sua chance e saiu na frente no placar. Fernandinho lançou na área, Erick cabeceou para o meio… E lá estava Vitor Roque para mandar para rede!

A partir daí, o Cruzeiro voltou a pressionar. Aos 28′, Matheus Pereira caiu na área em disputa com Erick e o árbitro marcou pênalti. Bruno Rodrigues foi para a cobrança. Mas esbarrou mais uma vez em Bento, um gigante no arco athleticano.

Só que, aos 39′, ele não teve como evitar o empate. Nikão tocou para Matheus Pereira, que bateu da meia-lua. A bola ainda desviou e entrou no ângulo, definindo o placar em 1 a 1 no Mineirão.

Ficha técnica: Cruzeiro 1×1 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro 2023: 36ª rodada
Data: 30/11/2023 (quinta-feira)
Horário: 20h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Público total: 36.696
Renda: R$ 1.519.277,50

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Tiago Augusto Kappes Diel (RS) e Maira Mastella Moreira (RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)
Quarto árbitro: Jonathan Benkenstein Pinheiro (RS)

Veja Também:  Diretoria do Luverdense deve manter Toninho treinador para o restante da temporada

Cruzeiro: Rafael Cabral; William, Neris, Luciano Castán e Marlon; Ian Luccas (Fernando Henrique, aos 12′ do 2º tempo), Filipe Machado (Lucas Silva, aos 12′ do 2º tempo), Japa (Nikão, aos 32′ do 2º tempo) e Matheus Pereira; Bruno Rodrigues (Rafael Elias, aos 36′ do 2º tempo) e Arthur Gomes (Robert, aos 36′ do 2º tempo)
Técnico: Paulo Autuori
Gol: Matheus Pereira, aos 39′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Ian Luccas e Neris

Athletico Paranaense: Bento; Cacá, Thiago Heleno e Matheus Felipe (Kaique Rocha, aos 13′ do 2º tempo); Cuello, Fernandinho, Erick e Christian (Rômulo, aos 44′ do 2º tempo); Vitor Bueno (Hugo Moura, aos 37′ do 2º tempo), Willian (Vitor Roque, no intervalo) e Bruno Zapelli (Madson, no intervalo)
Técnico: Wesley Carvalho
Gol: Vitor Roque, aos 19′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Matheus Felipe, Cacá, Hugo Moura e Rômulo

Fonte: Esportes

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Bragantino perde para o Fortaleza e sai da briga pelo Brasileirão

Publicados

em

O Fortaleza venceu o Red Bull Bragantino por 2 a 1 no Estádio Nabi Abi Chedid, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O  time da casa não conseguiu reverter a situação após sair atrás do placar e acabou derrotado.

Com esse resultado, o Fortaleza matematicamente fica fora da disputa pelo título, mas garante uma vaga na Libertadores por meio de outros resultados.

Com a derrota, o Bragantino agora ocupa a sexta posição, com 59 pontos, e já não tem mais chances de alcançar o líder Palmeiras, que possui 66 pontos.

No entanto, o empate entre Athletico-PR e Cruzeiro garante ao Bragantino uma vaga no G6 e pelo menos uma vaga na pré-Libertadores.

Já o Fortaleza encerra uma sequência de dez jogos sem vencer e sobe para o 11º lugar, com 48 pontos, entrando na zona de classificação para a Copa Sul-Americana.

Na penúltima rodada do Brasileirão, as duas equipes voltam a jogar neste domingo, às 18h30, horário de Brasília.

O Bragantino enfrenta o Coritiba, que já está rebaixado, no Estádio Nabi Abi Chedid. Já o Fortaleza joga contra o Goiás, também rebaixado, na Arena Castelão.

Veja Também:  Palmeiras vence o Fortaleza e encerra jejum de 5 jogos

A partida começou movimentada, mas o Fortaleza conseguiu segurar o Bragantino defensivamente e abriu o placar aos 13 minutos, com Pikachu.

Pouco depois, aos 22 minutos, ampliou o placar com Calebe. O Bragantino conseguiu descontar nos acréscimos do primeiro tempo, com Eduardo Sasha aproveitando jogada de Mosquera.

Na segunda etapa, a partida ficou mais truncada e o Bragantino não conseguiu criar boas oportunidades.

O jogo teve duas expulsões, uma para cada time, com Eric Ramires e Alerrandro sendo expulsos após revisão do VAR. Com dois jogadores a menos, o Bragantino não teve forças para buscar o empate e saiu com a derrota.

Fonte: Esportes

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana