conecte-se conosco


Tecnologia

Sem Elon Musk, como fica o futuro do Twitter?

Publicados

em

Como fica o futuro do Twitter sem Elon Musk
Luciano Rodrigues

Como fica o futuro do Twitter sem Elon Musk

Três meses depois de ter feito uma oferta de US$ 44 bilhões pelo Twitter, Elon Musk, o homem mais rico do mundo, desistiu oficialmente do negócio. Em documento enviado à Securities and Exchange Commission (SEC, o órgão regulador do mercado americano), Musk afirma que a empresa “parece ter fornecido informações falsas e enganosas” e “não cumpriu com suas obrigações contratuais”. 

O Twitter avisou que lutará na Justiça para que Musk cumpra o acordo de compra. “O Conselho do Twitter está comprometido em fechar a transação no preço e nos termos acordados com Musk e planeja entrar com uma ação legal para fazer cumprir o acordo de fusão”, disse Bret Taylor, presidente do conselho, em um tuíte.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O motivo da desistência, segundo o documento, seriam as contas falsas ou de bots (robôs) na plataforma. O bilionário vinha criticando o Twitter nos últimos dois meses, afirmando que a quantidade de robôs era muito superior ao informado pela plataforma, segundo a qual seriam menos de 5% do total. Na quinta-feira, a plataforma afirmou que remove cerca de 1 milhão de contas falsas por dia.

Perda de valor

Quando a desistência, revelada primeiro pelo jornal The Washington Post, veio a público, as ações do Twitter chegaram a cair 6,7% nas negociações posteriores ao fechamento do mercado. No horário regular do pregão, os papéis recuaram 5,10%, a US$ 36,81 — 47% abaixo dos US$ 54,20 oferecidos por Musk em abril. 

Essa queda no preço das ações e a dificuldade em ter o controle absoluto dentro do Twitter são algumas das razões apontadas por especialistas para a desistência de Musk. As contas falsas seriam uma desculpa. Andre Gildin, sócio da RKKG Consultoria e especialista em tecnologia e telecomunicações, cita ainda o recuo no valor dos papéis da montadora Tesla, a principal empresa do bilionário.

Veja Também:  Vírus de computador usa notificação falsa para sequestrar dados

“As ações da Tesla caíram 30% nos últimos meses. O momento das empresas de tecnologia no mercado não é favorável. Então, na prática, ele estaria pagando muito mais do que a empresa está valendo. Além disso, tem a pressão dos acionistas da própria Tesla, já que Musk poderia reduzir o foco sobre a empresa”, explica Gildin.

Ele avalia ainda que Musk percebeu que não teria total liberdade no Twitter, já que os órgãos reguladores têm pressionado por limites. O bilionário defendia liberdade total na plataforma, o que gerou temor de proliferação de fake news e mensagens de ódio. 

“Ao perceber que teria certos limites para redesenhar o Twitter, Musk começou a questionar informações públicas como o uso de contas falsas e de robôs. Alegou que não tinha recebido todos os números da plataforma”, diz Gildin.

Para Ronaldo Lemos, advogado e diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro, o negócio já nasceu envolto em erros. Ele lembra que Musk demorou a informar à SEC que havia comprado uma participação relevante no Twitter.

Depois houve mudança do cenário econômico. O Federal Reserve (o banco central dos EUA) subiu os juros, e o dinheiro que era abundante secou. Era previsível que os juros iriam subir, mas, como ele é impulsivo, seguiu em frente. Foi um erro grosseiro. E agora inventa desculpas de contas falsas”, afirma Lemos.

Qual o futuro do Twitter

Sem Musk, analistas veem o futuro do Twitter com preocupação. Lemos lembra, por exemplo, que nos últimos meses a rede social mergulhou no caos, com a saída de diversos funcionários.

Veja Também:  Samsung registra patente de celular que se dobra em quatro; veja

Para Gildin, o Twitter poderá ficar ainda mais para trás na disputa acirrada pela atenção dos usuários, hoje mais voltada para plataformas de vídeos curtos, como TikTok e Instagram.

“O Twitter nunca conseguiu encontrar um caminho virtuoso. As contas fantasmas também trouxeram mais dúvidas ao mercado. Além disso, com o avanço do conceito do metaverso e da Web 3.0, impulsionados pelo 5G, as plataformas de mensagerias vão ser trocadas pelas plataformas de mensagens dentro dos games e do metaverso”, diz Gildin. 

Ele cita como exemplo o Roblox, muito usado por adolescentes. Em 2021, a plataforma registrou 2,5 bilhões de mensagens diárias, contra cerca de 500 milhões de tuítes diários no Twitter:

“Isso corrobora o fato de que, num futuro não muito distante o Twitter perde, sem Elon Musk, a batalha pela Web 3.0 e o metaverso.” 

Daniel Ives, analista sênior da Wedbush Securities, vê um cenário de “desastre” para o Twitter e projeta que, na segunda-feira, as ações podem ficar entre US$ 25 e US$ 30:

“É um cenário de desastre para o Twitter e seu conselho, pois agora a empresa lutará contra Musk em uma longa batalha judicial para recuperar o acordo, ou a taxa de rompimento, de US$ 1 bilhão no mínimo.”

Ives se refere à cláusula segundo a qual, em caso de desistência, a parte que quebrasse o acordo pagaria uma rescisão de US$ 1 bilhão.

Curiosamente, Musk, que usa o Twitter para falar de tudo o que faz, na sexta-feira não se manifestou na plataforma. (*Com Bloomberg e agências internacionais)


Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

Leilão da Receita tem iPhone por R$ 500, celulares Xiaomi e mais

Publicados

em

Celulares serão leiloados
Unsplash/Jenny Ueberberg

Celulares serão leiloados

A Receita Federal abriu, nesta segunda-feira (8), mais um leilão de produtos apreendidos. Nas próximas semanas, o órgão realizará um pregão com iPhones a partir de R$ 500, lotes com diversos celulares Xiaomi e até máquina de lavar com preço inicial em R$ 390. Os lances podem ser dados até dia 23 de agosto de 2022 por pessoas físicas e jurídicas.

Apesar de diversos produtos estarem disponíveis por valores mais altos, alguns são mais acessíveis. É o caso do iPhone 8 com preço inicial de R$ 500 nos lotes 311, 312, 313 e 314. Além disso, também é possível arrematar um iPhone 11 Pro Max por a partir de R$ 1.800 nos pacotes 318 e 319.

Celulares Xiaomi também estão disponíveis por menos de R$ 2.000. Como no caso do pacote 270 que oferece cinco Redmi Note 8 por R$ 1 mil de lance inicial, e do lote 274 que traz Redmi 9, Note 8 e Note 9 por a partir de R$ 1.500.

Veja Também:  Compra do Twitter por Elon Musk é investigada por órgão dos EUA

Outro destaque positivo é a presença de uma máquina de lavar roupas Electrolux por apenas R$ 390 no pacote 256.

A Receita Federal também traz diversos fones de ouvido, smartbands, um drone da DJI e uma Scooter Elétrica – confira a tabela completa ao final do texto.

De acordo com o edital, os lotes estão disponíveis para visitação e retirada em sete cidades diferentes: Goiânia (GO), Campo Grande, Ponta Porã, Corumbá e Mundo Novo (MS), Cuiabá (MT) e Palmas (TO).

Como participar do leilão?

Os leilões da Receita Federal têm lotes destinados a pessoas físicas ou jurídicas. Você pode participar, mas o processo é um pouco complicado.

  1. Obtenha um certificado digital (comprado à parte).
  2. Consiga um código de acesso pelo Portal e-CAC.
  3. Procure pelo edital no site da Receita Federal. O número é 0817600/000002/2022.
  4. Faça sua proposta.

A Receita receberá os lances entre 9 de agosto, às 8h, e 22 de agosto, às 21h. A sessão para lance está programada para 23 de agosto, às 10h30. Todos os horários são de Brasília.

Se você quer participar, tenha em mente que a Receita não faz entregas. É preciso agendar um horário pelos telefones disponíveis no edital e ir até o local retirar.

Celulares e itens de destaque no leilão

O Tecnoblog selecionou alguns lotes que chamam a atenção na tabela a seguir.

Lote(s) Principais itens Lance inicial
180 ao 184 1x Scooter Elétrico R$ 2.500
195 1005x Xiaomi Redmi Airdots 2 R$ 35.000
196 725x Xiaomi Mi Smartband 5 R$ 40.000
197 724x Xiaomi Mi Smartband 5 R$ 40.000
198 373x Xiaomi Mi Body Composition Scale R$ 25.000
199 372x Xiaomi Mi Body Composition Scale R$ 25.000
200 20x Mi Robot Vacuum-Mop Essential (aspirador robô) R$ 20.000
201 804x Xiaomi Earbuds Basic 2 R$ 25.000
202 803x Xiaomi Earbuds Basic 2 R$ 25.000
203 ao 205 594x Xiaomi Mi TV Stick R$ 65.000
256 1x Máquina de lavar 16Kg Electrolux (LAC16) R$ 390
257 1x Drone DJI Mini Fly More Combo R$ 1.400
269 5x Xiaomi Redmi Note 9S R$ 2.000
270 5x Xiaomi Redmi Note 8 R$ 1.000
271 10x Xiaomi Redmi Note 9S R$ 4.000
273 10x Xiaomi Mi Band 4 14x Xiaomi Redmi Note 8 1x Redmi 8A 9x Redmi Note 9S 2x Redmi Note 9 Pro 1x Mi 9 Lite 1x Mochila Frozen usada 1x Lancheira Frozen usada 1x Bolsa térmica usada R$ 7.500
274 3x Redmi Note 8 1x Redmi Note 9 1x Redmi 9 R$ 1.500
292 1x iPhone 8 Plus R$ 900
293 ao 299 1x iPhone 7 R$ 600
308 25x iPhone 7 Plus R$ 12.000
309 e 310 1x iPhone 12 Pro Max R$ 3.050
311 ao 314 1x iPhone 8 R$ 500
315 ao 317 1x iPhone XR R$ 930
318 e 319 1x iPhone 11 Pro Max R$ 1.800

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Instagram vai testar exibição de fotos que ocupam a tela toda

Publicados

em

Instagram testa feed em tela cheia
Unsplash/Kate Torline

Instagram testa feed em tela cheia

O Instagram vai começar a testar fotos verticais, de acordo com o chefe da rede social, Adam Mosseri. Depois de  receber críticas e desistir de reformular o feed e focar em vídeos, a plataforma agora pensa em deixar as fotos em um formato mais parecido com os Reels.

Segundo Mosseri, as fotos poderão atingir a proporção de até 9:16, e os testes devem começar “em uma ou duas semanas”. “Você pode ter vídeos verticais, mas não pode ter fotos verticais no Instagram. Então pensamos que talvez devêssemos nos certificar de que tratamos os dois igualmente”, disse ele, em um Story.

Aparentemente, os testes trarão uma opção para quem quer postar fotos verticais, mas sem obrigar todas as publicações a serem assim. O objetivo é que as imagens ocupem a tela toda, assim como os vídeos já fazem.

Por enquanto, não é possível saber quais mercados receberão os testes, nem se o Instagram lançará a ferramenta oficialmente no futuro.


Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana