conecte-se conosco


Mato Grosso

Seplag capacita servidores para leilão de veículos inservíveis e espera arrecadar R$ 300 mil com sucatas

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), capacitou esta semana as comissões de avaliação e alienação de bens dos órgãos e entidades do Poder Executivo estadual.

A qualificação teve como objetivo orientar na condução do processo de leilão de veículos inservíveis de forma eficiente, baseada nas normativas inerentes à destinação de bens móveis por alienação.

Segundo levantamento feito pela Seplag, a estimativa é que sejam arrecadados R$ 300 mil reais com a realização do leilão em setembro. Os valores dos bens são avaliados conforme estabelece o Decreto 194/2015.

O treinamento virtual foi conduzido pela Superintendência de Patrimônio Público da Seplag, por meio da Coordenadoria de Patrimônio Imobiliário, e contou com a participação das Secretarias de Estado de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente, Saúde, Segurança Pública e da Universidade Estadual de Mato Grosso. 

O conhecimento adquirido pelas comissões terá aproveitamento imediato nos procedimentos de reavaliações de aproximadamente 290 veículos inservíveis dessas secretarias que serão leiloados.

De acordo com a coordenadora de Patrimônio Mobiliário da Seplag, Lara Estevam Rodrigues, o leilão de veículos inservíveis é uma excelente medida de gestão do bem público, pois mantê-los nos pátios das unidades acelera a deterioração, além de “produzir incidência de débitos junto ao órgão de trânsito, despesas com a sua guarda e ocupação de espaço que pode ser destinado a outras atividades do órgão”.

Veja Também:  Morre idoso com suspeita de Coronavírus em Nova Olímpia
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Colegiado define distribuição de 111.240 doses de vacinas contra a Covid-19

Publicados

em


A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou a Resolução Nº 77, que estabelece a distribuição, o armazenamento e a aplicação das 111.240 doses de vacina contra a Covid-19 enviadas neste fim de semana pelo Ministério da Saúde, sendo 50.400 doses da Coronavac e 60.840 doses da Pfizer.

Conforme a Resolução Nº 77, a vacina da Pfizer deve ser aplicada como primeira dose em pessoas entre 40 e 49 anos. As doses da Coronavac contemplarão com a primeira e segunda dose pessoas de 40 a 44 anos.

O prazo de aplicação da segunda dose da Pfizer é de até 12 semanas. Já o prazo da segunda dose da Coronavac varia entre 14 e 28 dias.

O colegiado pontuou na Resolução que os municípios que já completaram a vacinação das pessoas de 40 a 49 anos devem seguir para a próxima faixa etária (ano a ano) em ordem decrescente de prioridade.

Ainda foi acordado o armazenamento de 18 doses da Pfizer na Rede de Frio Estadual, como novo estoque estratégico para reposição de eventuais perdas técnicas. Também foi pactuada a distribuição de um remanescente de 40 doses da Coronavac que estavam armazenadas na Rede de Frio Estadual como estoque estratégico.

Veja Também:  Veículos são localizados pela PM em três municípios

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 2.730.710 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Confira em anexo a resolução:

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Tangará da Serra sedia reunião para discutir recursos hídricos nos dias 4 e 5 de agosto

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) realizam em Tangará da Serra (251 quilômetros distante de Cuiabá) a Oficina e a Reunião Pública para discutir as ações do Plano de Recursos Hídricos (PRH) de duas bacias hidrográficas da região, a do Alto Paraguai Superior e Alto Paraguai Médio.

As reuniões serão presenciais em duas datas: no dia 04/08 às 18h e no dia 05/08 às 8h, no Auditório Municipal. Para participar é necessário realizar a inscrição gratuita por meio de um formulário on-line DISPONÍVEL AQUI. 

O evento colherá contribuições para a elaboração do  Plano de Recursos Hídricos (PRH). O documento define as ações do Poder Público para as próximas décadas para a preservação e manutenção dos rios da região, incluindo informações sobre ações de gestão, projetos, obras e investimentos prioritários. Esta é a segunda cidade a receber o evento. Nos dias 2 e 3/08 uma oficina e uma reunião pública foram realizadas em Diamantino. Está previsto mais um encontro presencial em Cáceres.

Veja Também:  Policiais Militares participam do 7º Ciclo de Assistência Social, Saúde e Bem-Estar

Veja a programação:

Oficina e Reunião Pública em Tangará da Serra
Quando: 04/08 às 18h e 05/08 às 8h
Local: Auditório Municipal
Link para inscrições: https://forms.gle/Wn5rFPgHVyYa8SpE8

Oficina e Reunião Pública em Cáceres
Quando: 06/08 às 18h e 07/08 às 8h
Local: Auditório principal da Unemat
Link para inscrições: https://forms.gle/xckfaNqeqfjyZ2mPA

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana