conecte-se conosco


Mato Grosso

Seplag lança campanha de prevenção ao suicídio

Publicados

em


Nesta sexta-feira, 10 de setembro, é celebrado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Em vista disso, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) lança a sua mais recente campanha: “Um olhar para o outro”.

Idealizada pela Secretaria Adjunta de Administração Sistêmica da Seplag, por meio da Coordenadoria de Segurança e Saúde no Trabalho (CSST), a ação tem como objetivos alertar os servidores do Estado sobre a importância da saúde mental e informar sobre os principais sinais de risco ao suicídio como forma de prevenção.

Todos os anos, de acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), são registrados cerca de 13 mil suicídios no Brasil e mais de um milhão no mundo.

A psicóloga da CSST, Tatiana Brasil Pessôa, explica que, normalmente, o indivíduo que está com ideação suicida apresenta alguns sinais e que ao saber identificá-los, as pessoas ao redor podem ajudar a salvar a vida daquele que se encontra em sofrimento.

“Muitas pessoas se encontram deslocadas, não pertencentes aos grupos em que estão inseridas e nem a ‘este mundo’. Estão desesperançadas, perdem o interesse por atividades que antes realizavam com prazer.  Elas procuram ficar mais isoladas, sentem um vazio interior, tristeza significativa e sem causa aparente. Os pensamentos são negativos, de ruína. Apresentam baixa autoestima e sentimentos de inferioridade”, acrescentou.

Veja Também:  Mato Grosso recebe 83.070 doses de vacina contra a Covid-19 nesta segunda-feira (13)

A profissional destaca que ao detectar sinais de problemas de ordem mental, familiares, amigos e colegas de trabalho devem ter empatia para acolher o indivíduo sem julgamentos e com o propósito de ajudá-lo a buscar o acompanhamento especializado, tanto psicológico quanto psiquiátrico, tendo em vista a gravidade da demanda.

“A psicoterapia, por exemplo, vai auxiliar no processo de superação dos conflitos pessoais, de seus medos e na busca por recursos internos que contribuirão para uma vida mais feliz, mais leve. O sofrimento e a dor nunca devem ser minimizados, jamais desqualificar seus sentimentos ou emitir juízos de valor”, ressaltou a psicóloga.

Segundo Tatiana, a campanha da Seplag preza pelo diálogo para que o servidor possa ser mais empático, esteja disponível a ouvir e acolher aqueles que precisam de ajuda e apoio.

“Precisamos estar atentos. Olhar para o colega, para os familiares e perguntar se está tudo bem, como você pode ajudar. Mostrar-se presente e compreensivo. São pequenos gestos e ações que podem fazer a diferença”, pontuou ao ressaltar que o mês é alusivo à prevenção do suicídio e que os cuidados com o outro devem ser diários. 

Veja Também:  TCE-MT reduz gastos e melhora índices previstos na LRF

Programação

Ao longo do mês, a Seplag realizará uma série de atividades com objetivo de informar os servidores sobre o assunto, entre elas uma live com a psicóloga e terapeuta de família, Mariela Diez Barreto, na próxima quarta-feira (15), às 10h.

Para assistir a live é só acessar o link https://meet.google.com/qzp-jwix-wai?authuser=0&hs=122

Outras informações pelo telefone (65) 3613-3727 / (65) 99222-4568 com a CSST/Seplag.

Com supervisão de texto de Nayara Takahara.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Relatório do CNJ: Judiciário de MT se destaca entre os mais eficientes do país

Publicados

em


Os desafios impostos pela Pandemia da Covid-19 exigiram medidas inovadoras e mudança da rotina de magistrados, magistradas, servidores e servidoras do Poder Judiciário de Mato Grosso. O esforço contínuo resultou em um ano de alta produtividade, que agora está registrada no relatório Justiça em Números 2021, divulgado nesta terça-feira (28) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
 
“Os números divulgados pelo CNJ são motivo de orgulho para todos nós do Poder Judiciário. Tenho feito reuniões on-line com o nosso público interno, em especial da 1ª instância, para discutir melhorias nas comarcas, reforçando que essa é nossa prioridade. Estamos lutando para manter os mesmos índices, apesar do prolongamento da pandemia e de todos os obstáculos que esse fator impõe à Administração”, disse a desembargadora Maria Helena Póvoas, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).
 
O relatório coloca novamente o TJMT como o segundo mais bem avaliado entre os tribunais estaduais de médio porte no quesito Taxa de Congestionamento, registrada em 66% (quanto menor o índice, maior é a facilidade de o tribunal lidar com seu estoque processual). Além do Tribunal de Mato Grosso são classificados como tribunais de médio porte os tribunais da Bahia, Santa Catarina, Pernambuco, Goiás, Distrito Federal e Territórios, Ceará, Espírito Santo, Maranhão e Pará.
 
No índice de produtividade por magistrados e magistradas (IPM), Mato Grosso ocupa a segunda colocação entre os 10 tribunais de médio porte com índice de 1975 e, no âmbito nacional, Mato Grosso ficou com o 3º lugar, entre os 27 tribunais estaduais brasileiros.
 
 
O TJMT se destaca ainda no item Índice de Atendimento à Demanda (IAD), com 130,9% conquistando a quarta posição entre os tribunais de médio porte, garantindo a sétima colocação entre as 27 cortes no ranking nacional, superando a média nacional (115,2%). Apesar de ter uma das maiores demandas per captas do país, é o quinto tribunal que mais recebe novos processos no país (casos novos por 100 mil habitantes).
 
 
Outro indicador no relatório do CNJ que demostra boa performance do Judiciário de Mato Grosso é o Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus) que, levando em consideração o 1º e o 2º graus e a área administrativa, registrando índice de 91%.
Segundo a explicação do CNJ, o IPC-Jus é uma medida que busca resumir a produtividade e a eficiência dos tribunais, comparados com outros do mesmo porte e mesmo ramo da justiça. Quanto maior seu valor, melhor o desempenho da unidade, significando que ela foi capaz de produzir mais, com menos recursos disponíveis.
 
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Veja Também:  TCE-MT reduz gastos e melhora índices previstos na LRF

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Terça-feira (28): Mato Grosso registra 535.839 casos e 13.793 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (28.09), 535.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.793 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 884 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 535.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.168 estão em isolamento domiciliar e 518.139 estão recuperados.

A Classificação de Risco por município e o Ranking da Vacinação em Mato Grosso serão publicados no boletim desta quarta-feira (28.09).

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 101 internações em UTIs públicas e 62 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 29,71% para UTIs adulto e em 10% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (110.884), Várzea Grande (38.049), Rondonópolis (37.678), Sinop (25.878), Sorriso (18.186), Tangará da Serra (17.705), Lucas do Rio Verde (15.598), Primavera do Leste (14.683), Cáceres (11.800) e Barra do Garças (10.561).

Veja Também:  TCE-MT reduz gastos e melhora índices previstos na LRF

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.
O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na segunda-feira (27.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.366.395 casos da Covid-19 no Brasil e 594.653 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.351.972 casos da Covid-19 no Brasil e 594.443 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta terça-feira (28.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Veja Também:  Semana Nacional de Trânsito começa com ação de conscientização em bares e restaurantes

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana