conecte-se conosco


Saúde

SP: capital passa dos 18 mi de doses aplicadas da vacina contra covid

Publicados

em


A cidade de São Paulo ultrapassou a marca de 18 milhões de doses de vacinas contra covid-19 aplicadas até este sábado (2). Foram 10.375.365 primeiras doses, 7.143.817 segundas doses, 324.277 doses únicas e 175.063 doses adicionais, totalizando 18.018.522 doses.

Segundo dados do Vacinômetro divulgados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), neste sábado (2), a capital alcançou 80,9% da população adulta com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única). Do público de 12 a 17 anos, a cidade atingiu 97,4% da cobertura vacinal ao menos com a primeira dose.

Vacinação 

A vacinação contra a covid-19 continua neste domingo (3), em sete parques da cidade, nas farmácias parceiras da avenida Paulista e no megaposto da galeria Prestes Maia, com entrada pela Praça do Patriarca, na região central da capital.

Nos locais são aplicadas primeiras e segundas doses em adultos a partir dos 18 anos de idade. Também podem tomar a primeira dose adolescentes entre 12 e 17 anos, com ou sem comorbidades.

Estão disponíveis doses de reforço para idosos acima de 70 anos, população indígena aldeada e funcionários de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), dos Centros de Acolhida Especial para idosos (Caei) e do Programa Acompanhante de Idoso (PAI). É preciso ter tomado a segunda dose há pelo menos seis meses.  

Veja Também:  Nova etapa do Projeto S avalia imunidade de longo prazo em Serrana

A vacinação com doses adicionais também está liberada para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão. Para esse grupo, com mais de 18 mil cidadãos, é permitido um intervalo de 28 dias após a segunda dose ou dose única.

A lista completa de postos pode ser encontrada na página Vacina Sampa.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Covid-19: Brasil recebe nova remessa de vacinas da Pfizer

Publicados

em


O Brasil recebeu hoje (22) uma nova remessa com 1,7 milhão de doses do imunizante Comirnaty contra a covid-19. Esse é o oitavo lote do segundo contrato da Pfizer com o governo brasileiro. O avião, que veio de Amsterdã, na Holanda, pousou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP) às 6h55. As próximas entregas estão previstas para a semana semana que vem.

Segundo o Ministério da Saúde, desde o início da campanha de vacinação contra o coronavírus, em janeiro de 2021, foram usados mais de 102 milhões de doses do imunizante fabricado pela Pfizer. O total de vacinas distribuídas para todos os estados e o Distrito Federal é de 230 milhões.

A Pfizer informou que, desde o dia 9 de outubro, quando foram iniciadas as entregas das doses que contemplam o segundo contrato com o governo federal, o total de doses entregues ultrapassa 13 milhões. O contrato prevê a remessa de 100 milhões de imunizantes entre outubro e dezembro.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Veja Também:  Covid-19: governo do Rio antecipa segunda dose da AstraZeneca
Continue lendo

Saúde

Coronavac tem intervalo reduzido para 15 dias na capital paulista

Publicados

em


A partir de hoje (21) o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina contra covid-19 Coronavac será reduzido de 28 para 15 dias na cidade de São Paulo. O objetivo é completar o esquema vacinal da população. Até o momento, 91,2% dos moradores da capital paulista já tomaram as duas doses da vacina ou a dose única.

Também tem início hoje a aplicação da dose adicional da Coronavac para os profissionais da Guarda Civil Metropolitana (GCM), sepultadores residentes na cidade e fiscais das subprefeituras, que tenham tomado a segunda ou dose única do imunizante há mais de seis meses.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, a vacinação contra a covid-19 na capital paulista ocorre tanto para a primeira dose (D1) quanto para a segunda (D2), além da dose adicional para idosos acima de 60 anos de idade e trabalhadores da Saúde com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (D2 ou dose única) há pelo menos seis meses, exceto grávidas e puérperas.

Veja Também:  Começa nesta segunda a campanha de vacinação contra o sarampo em MT

A vacinação também segue liberada para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão. Para este grupo, com mais de 18 mil cidadãos, é preciso ter tomado a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 28 dias.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana