conecte-se conosco


Carros e Motos

Stellantis testa tecnologia de recarga por indução no asfalto

Publicados

em

source
Foat 500 elétrico na pista de testes que vem com sistema de carregamento por indução
Divulgação

Foat 500 elétrico na pista de testes que vem com sistema de carregamento por indução

A Stellantis planeja que a Fiat venda apenas veículos eletrificados na Europa até 2030. E além de desenvolver modelos e tecnologias para seus carros, agora a fabricante está desenvolvendo uma tecnologia para as estradas.

Na “Arena do futuro”, uma pista de testes experimental localizada em Chiari, na Itália, a Stellantis testa uma tecnologia que carrega os veículos enquanto eles passam pela pista, e informou ter conseguido níveis de eficiência similar aos das estações de recarga rápida. 

A pista possui um sistema de bobinas instaladas sob o asfalto que transfere energia diretamente para os veículos, quando equipados com um receptor especial. A energia vai diretamente para os motores, permitindo que se movam sem utilizar energia das baterias.

Veja Também:  São Paulo registra o maior índice de IPVA atrasado dos últimos anos

A “Arena do Futuro” usa corrente contínua para distribuir energia , e cabos de alumínio bem finos, ao invés de cobre, para tornar o projeto mais em conta e mais prático.

Segundo a fabricante, no projeto não existem cabos expostos, e a rodovia apesar de ser eletrificada, é segura para as pessoas trafegarem a pé.

Fiat 500 elétrico é um dos modelos que a Stellantis testa para poder funcionar na chamada
Divulgação

Fiat 500 elétrico é um dos modelos que a Stellantis testa para poder funcionar na chamada “Arena do Futuro”

“Nosso plano estratégico Dare Forward 2030, é baseado na premissa de trazer liberdade em mobilidade a todos, e esse projeto é a essência de onde estamos indo como empresa”, declarou Anne-Lise Richard, chefe de mobilidade elétrica global da Stellantis.

“Esses projetos podem ser grandes passos na mobilidade elétrica e irão diminuir a ansiedade sobre a autonomia da bateria, aumentar a eficiência e diminuir peso e custos das baterias”, concluiu a executiva. Nos testes, a fabricante afirma que conseguiu fazer um Fiat 500 elétrico  trafegar em velocidades “de rodovia” sem usar nenhuma energia das baterias.

Além disso, a Stellantis afirma que a tecnologia é segura, já que conduziu testes de intensidade de campo magnético, que não mostraram nenhum impacto no motorista envolvido no teste.

Veja Também:  Hyundai e Kia apresentam sistema de chave digital para celulares

Essa tecnologia pode ser revolucionária para a utilização de veículos elétricos , permitindo que façam longas viagens sem necessidade de reabastecimento, porém, ainda há muito caminho de estudo pela frente.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Citroën lança novo SUV elétrico ë-C4 X e C4 X a combustão na Europa

Publicados

em

Por

Citroën ë-C4 X carrega de 0 a 80% das  baterias em 30 minutos, de acordo com dados da fabricante
Divulgação

Citroën ë-C4 X carrega de 0 a 80% das baterias em 30 minutos, de acordo com dados da fabricante

A Citroën lança o C4X e sua variante elétrica, ë-C4 X no mercado europeu. O carro é uma evolução do C4 atualmente vendido na Europa, trazendo uma carroceria SUV coupé mais alongada que o C4 tradicional.

“Estamos entusiasmados com a oportunidade apresentada pelos novos modelos ë-C4 X e C4 X , pois eles contribuem significativamente para a nossa presença de marca e objetivos de expansão de vendas, especialmente para mercados internacionais, bem como a Europa”, disse Vincent Cobée, CEO da Citroën.

O C4 X e sua variante elétrica possuem o mesmo visual dianteiro do modelo “tradicional” com os faróis em dois elementos, sendo um deles um fino LED que funciona como DRL e se conecta com o Duplo Chevron da Citroën.

O novo Citroën é envolvido por plásticos acinzentados nas caixas de rodas, base dos para-choques e nas portas possui os airbumps , que dão proteção adicional contra pequenas colisões  por conta de sua abertura em estacionamentos, por exemplo, e reforçam o visual SUV do C4 X .

Veja Também:  VW terá elétricos com 700 km de autonomia e testa Kombi autônoma

A diferença para o C4 aparece a partir da coluna central, com o X tendo um entre eixos 9 cm maior, totalizando 2,76 metros  e nas dimensões totais, seus 4,6  metros de comprimento, o dão tamanho similar ao C4 Lounge sedã vendido no Brasil até 2020, com a maior diferença estando na altura.

A maior diferença para o C4 europeu é a traseira, que agora além de ter sido alongada, conta com novas lanternas, que ajudam a aumentar ainda mais a percepção de se tratar de um carro sedã.

Citroen ë-C4 X conta com central multimídia conectada à internet e boa habitabilidade entre os destaques
Divulgação

Citroen ë-C4 X conta com central multimídia conectada à internet e boa habitabilidade entre os destaques

O carro comporta cinco adultos com conforto, é equipado com teto panorâmico nas versões topo de linha e possui um amplo porta-malas, de até 510 litros de capacidade e  que pode ser expandido ao rebater os bancos. No interior há materiais de alta qualidade, com um desenho moderno , a central multimídia “My Citroën Drive Plus” possui tela de  10 polegadas e conectividade sem fio com Android Auto e Apple CarPlay.

O painel também é digital e pode ser customizável e pode ser complementado com um sistema de Head-up-Display que projeta informações no para-brisa do veículo, para que o condutor do veículo tenha dados de velocidade, por exemplo, sem  tirar os olhos da via.

Veja Também:  Polestar confirma lançamento de SUV elétrico em outubro

Os modelos ainda contam com controle de cruzeiro adaptativo , frenagem automática de emergência que detecta pedestres e ciclistas até à noite, assistente de manutenção em faixa, alerta de ponto cego, câmera 360° de estacionamento. O modelo elétrico ë-C4  X trará um conjunto de alta eficiência, com motor de 100 kW (136 cv) e 26 Kgfm de torque disponíveis instantaneamente podem levar o ë-C4 X de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e as baterias de 50 kWh permitem 360 km de autonomia no ciclo WLTP.

A Citroën informa que o modelo é compatível com recargas rápidas de até 100 kW, o que significa que o modelo consegue 10 km de autonomia por minuto carregado nessas condições, e uma carga de 0 a 80% ocorre em apenas 30 minutos.

O C4X com motor térmico será equipado com propulsores da família PureTech, que são turbo alimentados e contam com injeção direta e irão oferecer 102 ou 130 cv e o câmbio pode ser manual de seis velocidades, ou automático de oito marchas.

A versão Blue HDi é equipada com um motor 1.5 turbodiesel de também 130 cv e câmbio de oito marchas. Os novos Citroën C4 X serão fabricados na Espanha, no Polo Automotivo da Stellantis em Madri, e começará a ser vendido nos principais mercados europeus, asiáticos e no Oriente Médio a partir de outubro.

Não há previsão para o novo C4 X ou até mesmo sua versão elétrica chegarem ao Brasil, mesmo a Citroën tendo expandido sua rede de concessionários autorizados a vender e reparar seus modelos elétricos.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Ford Galaxie Landau foi único veículo presidencial a etanol no mundo

Publicados

em

Por

Ford Galaxie Landau a álcool nr.1 foi doado ao museu do idealista Roberto Nasser, falecido recentemente
Divulgação

Ford Galaxie Landau a álcool nr.1 foi doado ao museu do idealista Roberto Nasser, falecido recentemente

Em 1979, a Ford comemorava 60 anos de Brasil e decidiu produzir o seu modelo de luxo para rodar exclusivamente com álcool puro. Nas instalações da montadora no Ipiranga, na capital paulista, foi realizado o trabalho de engenharia para criar o primeiro motor V8 5.0 l com este combustível limpo.

O sedã Ford Galaxie Landau , de 5,4 m de comprimento, 1,9 m de largura, 1,4 m de altura, foi inteiramente adaptado para uso no dia-a-dia com álcool. Foram produzidas cerca de 300 unidades no período de 3 anos.

O primeiro modelo foi entregue ao General João Figueiredo para ser o carro oficial da presidência . Visando divulgar o álcool como combustível, esse veículo foi rodando até Brasília.

Veja Também:  Hyundai e Kia apresentam sistema de chave digital para celulares

Numa viagem de 18 horas , acompanhei a comitiva oficial com paradas na cidades de Jundiaí, Campinas e Ribeirão Preto (SP) Uberaba e Uberlândia (MG) e Catalão e Luziânia (GO) e capital federal. Uma estrutura de abastecimento foi montada porque não havia rede de distruibuição do álcool, hoje chamado de etanol.

Ford Galaxie Landau se tornou o modelo mais luxuoso vendido no Brasil até 1983, quando saiu de linha
Divulgação

Ford Galaxie Landau se tornou o modelo mais luxuoso vendido no Brasil até 1983, quando saiu de linha

Vale destacar que, em 1975, o governo federal criou o Programa Nacional do Álcool. Conhecido como Proálcool, ele visou estimular a produção de carros a álcool diante de duas crises na década do petróleo e a explosão do preço da gasolina.

Pois é, o mundo é dinâmico e os fatos parecem se sucederem ano após ano. Atualmente, o mundo vive um novo grande choque do petróleo .

O Brasil tem o etanol, que pode ajudar, se bem incentivado. Mas, a solução pode ir além com os carros elétricos . O exemplo do passado de incentivo e comunicação com o álcool seria bem-vindo.

Fonte: IG CARROS

Veja Também:  Aceleramos os esportivos civis Toyota Corolla Cross GR-S e Hilux GR-S

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana