conecte-se conosco


Entretenimento

STJ veta verba de R$ 700 mil para shows de pagode e de Bruno e Marrone

Publicados

em

source

Uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) desta quinta-feira proibiu a realização dos shows da dupla sertaneja Bruno e Marrone e da banda de pagode Sorriso Maroto previstos na programação da 17ª Festa do Cacau, que acontece até o próximo sábado em Urucurituba, município de 24 mil habitantes localizado a 218 km de Manaus. As apresentações custariam, ao todo, R$ 700 mil aos cofres públicos.

O despacho é do presidente do STJ, Humberto Martins, para quem há uma desproporção entre a condição financeira da cidade amazonense e os valores a serem gastos com os shows. O ministro atendeu a um pedido feito pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM), que recorreu de uma decisão dada pelo Tribunal de Justiça do estado liberando os eventos.

“Ainda que não se olvide da importância e relevância da cultura na vida da população local, a falta de serviços básicos em tamanha desproporção, como no caso dos autos, provoca um objetivo desequilíbrio que torna indevido o dispêndio e justificada a cautela buscada pelo MP”, disse o presidente do STJ na decisão.

Veja Também:  Disney finaliza compra da Fox e reforça liderança no entretenimento

No pedido ao STJ, o Ministério Público lembrou que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 51,5% da população de Urucurituba recebem até meio salário mínimo por mês, e 97% das receitas municipais vêm de fontes externas, como repasses estaduais e federais. Ao analisar o pedido, o ministro Humberto Martins afirmou que, ao contrário do que sustentou a prefeitura em sua impugnação, o pedido de suspensão dos shows feito pelo MP tem adequação processual.

“O argumento do Ministério Público no pleito é justamente que a realização dos shows causará lesão à ordem pública administrativa local, dada a precariedade dos serviços prestados à população e o altíssimo custo dos shows. Portanto, em termos de interesse processual, a medida de suspensão tem total cabimento”, explicou o ministro.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Lázaro Ramos critica Bolsonaro: ‘Celebração da ignorância’

Publicados

em

Por

Lázaro Ramos
Isabela Frasinelli

Lázaro Ramos


Lázaro Ramos chegou emocionado na 26ª Bienal do Livro de São Paulo nesta segunda-feira (4). Com um sorriso no rosto que exibia a felicidade por poder falar de tantos assuntos que cercam a carreira como escritor de obras infantis e adultas, o artista destacou a importância de debater livros em um ano eleitoral e foi ovacionado após deixar claro o posicionamento político nas eleições.

A fala ocorreu no início da conversa com os fãs na Arena Cultural do Expo Center Norte, mediada por Pétala Souza. Ao ser questionado do motivo de escrever livros para crianças, Lázaro foi aplaudido de pé. “Porque é uma maneira da gente recriar a história da nossa nação. Eu escrevo para criança para isso. E já para começar colocando fogo no parquinho, em ano eleitoral, é interessante ver fundação, reconstrução, novos diálogos, novos valores. Aí a gente escreve para as crianças, para as crianças já irem colocando na cabeça o ‘fora, Bolsonaro'”, disse.


Ramos seguiu destacando como o objetivo de escrever tais histórias mudou ao longo do tempo. “Escrevia muito no passado para a criança que eu fui. Para falar dos assuntos que eu sentia falta na literatura infantil e não tive acesso. Fui uma criança que não teve acesso a livros por lazer. Depois, penso que escrevo hoje em dia para os adultos que eu quero que meus filhos sejam. Os livros infantis que escrevo são sempre para plantar sementes, para sermos pessoas mais dignas, adultos mais completos e plenos”, explicou.

Lázaro ainda pontuou como é preciso “trocar de presidente” para enxergar mudanças na sociedade. “Não tem como a gente, nesse espaço tão importante, não debater isso. A gente está vivendo em um período onde tem uma celebração da ignorância, uma desvalorização da educação, da figura dos professores e professoras e do poder da importância do livro. Inclusive, taxando mais os livros. E é preciso falar. Para reconstruir esse país, a gente vai precisar voltar a valorizar a educação, a literatura, a cultura e o acesso ao livro. Não existe conhecimento possível quando a gente ceçebra a ignorância, fake news e desinformação”, analisou entre mais aplausos.

Além da emoção declarada no início do debate, Lázaro também se emocionou ao dizer que está “cansado” da constante luta que a população enfrenta para reconstruir o país: “Não tem outra alternativa. Essa é a nossa alternativa e a nossa história. Eu falo isso aqui muito na vontade que a gente consiga ter um descanso, porque essa é uma vida de sobressalto. Eu gostaria de ser uma pessoa muito mais tranquila e falar de outras coisas com vocês, mas a gente vive em sobressalto. Não tem um dia que a gente não pensa sobre isso, não tem um dia que a gente não tem que ter alguma estratégia para combater isso. E cansa para caramba. Está difícil”.

Veja Também:  Final de “Game of Thrones” vai “dividir opiniões”, observa Kit Harington

“Mas a solução não virá de um indivíduo, virá do coletivo. Quanto mais unidos nós estivermos, mais fortes seremos”, completou o artista, que ainda foi questionado por uma fã se ele seria candidato em algum cargo político.

“Convite tem muito, mas não sei… Eu queria ser presidente do Brasil”, disse entre risadas, enquanto algumas pessoas gritavam entre o público “eu voto em você” e “seu voto está garantido”. Lázaro complementou o comentário falando da esposa: “Já pensou Taís [Araújo] de primeira dama?”, finalizou.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Ex- participante do ‘Power Couple’ detona Record: ‘Edita tudo’

Publicados

em

Por

Anna Clara Maia, ex-participante do Power Couple 4
Foto: Reprodução/Record TV

Anna Clara Maia, ex-participante do Power Couple 4


A ex-participante do “Power Couple Brasil 4”, Anna Clara Maia, criticou a produção do reality show da Record TV. Segundo a jogadora, a equipe não é transparente com os confinados, além de reforçar que as dinâmicas do jogo podem ser burladas

Clara Maia, que participou com o marido André Coelho no “Power Couple” em 2019, fez as declarações em um vídeo publicado no YouTube.


Durante a fala, a influencer destacou que o reality da Record não é transparente. “É extremamente tendencioso e em todos os aspectos. Todas as provas podem ser burladas. Não são provas que acontecem simultaneamente, com todo mundo vendo. São coisas que podem ser burladas e são burladas. Não é nada transparente”.

Clara Maia ainda contou que as reclamações que fazia durante o confinamento foram reprovadas pela produção. “Eu recebi muitas chamadas de atenção. As provas são extremamente questionáveis. Falavam: ‘Você não pode questionar isso’. Como assim eu não posso questionar isso?”, alegou a influencer.

Veja Também:  Vitão lança versão de "Pensei Melhor" com Luccas Carlos e Thiaguinho

Anna Clara já reclamou anteriormente das atrações da Record TV, criticando, por exemplo, as atitudes da emissora sobre o caso do Nego do Borel em “A Fazenda 13”, acusando a produção de manipular as cenas da atração rural.

“Esse e muitos outros absurdos vão continuar acontecendo porque o que eles querem é audiência. E estão tendo! Não é de hoje que a Record edita tudo, manipula as imagens, falas, situações e só mostram o que querem”, finalizou a influencer.

Veja o vídeo completo logo abaixo:


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana