conecte-se conosco


Carros e Motos

Suzuki apresenta edição especial GSX-R1000R Phantom

Publicados

em


source


Suzuki GSX-R1000R Phantom vem com alguns itens exclusivos, entre os quais a pintura e os amortecedores
Divulgação

Suzuki GSX-R1000R Phantom vem com alguns itens exclusivos, entre os quais a pintura e os amortecedores

A Suzuki revive o sobrenome Phantom com uma nova edição especial GSX-R1000R, inspirada no icônico modelo GSX-R1000 K6, de 2006.

O modelo conta com um motor de quatro cilindros em linha, de 199 cv, com o mesmo sistema de válvula de sincronização variável da GSX RR  – campeã mundial de MotoGP. Além disso, também vem com um câmbio rápido bidirecional , controle de tração de 10 modos sensível ao ângulo e ABS, controle de largada, três modos de potência, entre outros itens.

No pacote estético, um escapamento Yoshimura com um silenciador R11, acabamento de escudo térmico de metal preto, além de vários acessórios originais da Suzuki como freio focado na esteira e proteções da alavanca da embreagem, almofada do tanque e acabamento da tampa do combustível e uma tela dupla-bolha fumê completam o pacote esportivo.

Veja Também:  GM volta a produzir Onix e Onix Plus após paralisação de quatro meses

O chassi da nova GSX-R1000R Phantom é mais compacto e estreito em comparação com as outros modelos da linha GSX , e o novo chassi auxiliar traseiro aparafusado consiste em um tubo quadrado de alumínio, reduzindo o peso em cerca de 38% – o conjunto pesa apenas 203 kg.

Leia Também

Leia Também

Por fim, não poderia fazer a tecnologia de iluminação LED (o próprio farol é mais estreito e mais curto, contribuindo assim para a aerodinâmica aprimorada da moto) e uma instrumentação LCD completa , com a leitura do mostrador mostrando a velocidade, giro do motor, o medidor de combustível, consumo instantâneo e médio de combustível, temperatura ambiente, um indicador de congelamento e lembretes de serviço.

A Suzuki GSX-R1000R Phantom de edição especial está à venda no Reino Unido por 17.499 libras esterlinas, o equivalente a R$ 128 mil em conversão direta.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Toyota pretende vender apenas híbridos e elétricos no Brasil em 6 anos

Publicados

em


source
Toyota Corolla Cross: lançado no início do ano, modelo já se destaca nas concessionárias
Divulgação

Toyota Corolla Cross: lançado no início do ano, modelo já se destaca nas concessionárias

A Toyota pretende vender apenas veículos híbridos e elétricos no Brasil em até seis anos. A informação foi confirmada por Masahiro Inoue, presidente da fabricante na América do Sul e Caribe, em entrevista ao site AutoIndústria.

Sendo assim, todos os modelos futuros da Toyota terão versões com algum nível de eletrificação no Brasil. Atualmente, os únicos modelos da fabricante japonesa que não contam com versões híbridas são os modelos Yaris , Yaris Sedan e Hilux .

O executivo diz que o Brasil sai na frente por contar com a tecnologia híbrida flex nos modelos Corolla e Corolla Cross. “Precisamos utilizar todo esse conhecimento e estrutura de distribuição, que foram acumulados ao longo de tantos anos”, diz Inoue. 

A declaração também dá a entender que a fabricante considera lançar uma versão híbrida da Hilux. Até o momento, não há nenhum modelo híbrido na categoria das picapes médias. 

Leia Também

Fim do Yaris

A eletrificação completa do catálogo da Toyota pode passar pelo encerramento da produção de alguns modelos. Conforme apurado pelo site Auto+, o Yaris sairá de linha em suas versões hatch e sedã, sem receber uma reestilização de meia-vida.

Veja Também:  Toyota Yaris XL 1.3 CVT mostra bom custo-benefício se comparado ao XS 1.5

Isso porque a Toyota pretende focar em modelos mais lucrativos, como Corolla e Corolla Cross. Segundo as fontes consultadas pela Auto+, a fabricante japonesa não pretende ‘abrir a carteira’ para reestilizar o modelo considerado pouco lucrativo, enquanto os outros produtos estão performando bem. 

Sem o Yaris, o modelo mais barato do catálogo da Toyota voltará a ser o Corolla, que já custa R$ 128 mil em sua versão mais em conta.

Fontes:  AutoIndústriaAuto+

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Em crise, SsangYong pode ser vendida a startup de carros elétricos

Publicados

em


source
SsangYong está em 'stand-by' no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações
Divulgação

SsangYong está em ‘stand-by’ no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações

A SsangYong enfrenta graves problemas financeiros e pode ser vendida para uma startup e veículos elétricos para não falir. Segundo o site Nikkei Asia, a fabricante sul-coreana pode ser negociada com a Edison Motors em uma venda na faixa de US$ 260 milhões.

Fundada em 2015, a Edison Motors tem interesse na linha de produção da SsangYong, em Pyeongtaek (Coreia do Sul). O objetivo é produzir carros elétricos de passeio com foco na exportação para todo o continente.

A SsangYong foi fundada em 1954 como uma das maiores fabricantes de automóveis da Coreia do Sul. Durante sua trajetória, passou pelas mãos da Daewoo Motors, SAIC e o grupo indiano Mahindra. 

Veja Também:  Ford Maverick começa a ser produzida no México; chega ao Brasil em 2022

SsangYong no Brasil

A SsangYong chegou ao Brasil em 2005, apostando em crossovers e picapes – mas teve uma passagem discreta. Em 2015, o Grupo Districar, representante oficial da fabricante coreana, anunciou falência e o fim das importações.

Leia Também

A marca coreana voltou em 2017, dessa vez pelas mãos da Venko Motors. A mesma empresa era encarregada das importações da Chery, antes do grupo chinês entrar oficialmente no Brasil sem um representante intermediário.

Neste momento, a marca se encontra em ‘stand-by’, aguardando melhores condições de câmbio para decidir se importará novos veículos ao Brasil. O site se encontra fora do ar e as redes sociais não são atualizadas desde junho de 2020.

Durante sua última passagem, a SsangYong vendeu os SUVs Tivoli, XLV e Korando, além da picape Actyon Sports. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana