conecte-se conosco


Segurança

Taxa de homicídios de Mato Grosso em 2019 é a menor da década

Publicados

em

Ano passado fechou com 842 assassinatos, uma queda de 8,1 % em relação a 2018

Débora Siqueira/Sesp-MT

Mato Grosso fechou o ano de 2019 com a menor taxa de homicídios dos últimos 10 anos. De 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano passado foram contabilizados 842 assassinatos no Estado, número 8,1% menor do que os 961 casos registrados pelas polícias Militar e Judiciária Civil em 2018. A taxa de homicídio ficou em 24,19 mortes a cada 100 mil habitantes. As informações são da Coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal (Ceac) da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Dentre as vítimas de assassinatos, 90% são homens e 10% são mulheres. Dos 87 casos de homicídios com vítimas femininas, 39 foram classificados como feminicídio, ou seja, a motivação do crime foi apenas pelo fato de a vítima ser mulher.

Para reduzir o número de mortes foi fundamental entender a motivação dos crimes, pesquisando as causas do assassinato. Foram avaliados fatores que provocam os homicídios, como drogas, desajustes sociais, álcool, crime organizado, passional e conflitos agrários.

Veja Também:  “Vamos criar 4 mil vagas no sistema prisional para melhorar a Segurança Pública ao cidadão”, afirma governador

“A redução dos homicídios se deve a uma série de fatores. O enfraquecimento das facções criminosas com a Operação na Penitenciária Central de Cuiabá, o fortalecimento das atividades no sistema penitenciário, políticas públicas voltadas à preservação da vida, investimentos em prevenção, inteligência, fortalecimento dos setores de investigação e perícias, análise criminal de maneira geral como forma de conhecer a dinâmica dos crimes para um policiamento orientado em todas as modalidades que possam prevenir o crime”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Dentre as 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), Cuiabá teve a segunda menor taxa de homicídios: 15,66 mortes a cada 100 mil habitantes. O ano fechou com 104 assassinatos nos sete municípios que compõe a Risp de Cuiabá, 16,8% a menos do que em 2018, que registrou 125 casos. Barra do Garças tem a menor taxa com 14,87 homicídios a cada 100 mil habitantes.

Nove Regiões Integradas de Segurança Pública apresentaram redução nas taxas de homicídios dolosos, mas seis tiveram taxas acima da média estadual. As maiores reduções foram nas Risps de Pontes e Lacerda, Primavera do Leste e Alta Floresta.

Veja Também:  MPMT define estratégias para assegurar efetivação de planos municipais

As menores taxas por 100 mil habitantes estão nas Risps de Barra do Garças, Cuiabá e Alta Floresta (18,17/100 mil hab).

“Conforme o último Anuário de Segurança Pública referente a homicídios dolosos em 2018, a taxa nacional naquele ano foi de 23,5 a cada 100 mil habitantes, o que demonstra que Mato Grosso, depois de muitos anos com índices acima da média nacional, começa a demonstrar uma grande tendência de redução”, finalizou Bustamante.

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

PM aumenta produtividade e prende 12.846 pessoas em flagrante delito em 2020

Publicados

em

A produtividade aponta ainda que em 10.164 ocorrências com flagrantes registradas, 1.844(18%) foram por tráfico de droga, 1.400(13%) por embriaguez ao volante, 1.163(11%) por lesão corporal, 659(6%) ameaças e 443(4%) por porte ilegal de arma de fogo

Alecy Alves | Secom-MT – Foto por: PMMT/ilustração

 

Mesmo com 2020 sendo um ano atípico, marcado pela pandemia da Covid-19, doença que gerou isolamento e afastamento social, a Polícia Militar se manteve nas ruas, atuando fortemente na repressão à criminalidade.

O resultado desse empenho das tropas militares estaduais aparece nos dados de produtividade. De acordo o levantamento da Superintendência de Planejamento Operacional e Estatística da Polícia Militar (Spoe/PMMT), em 2020 a Polícia Militar conduziu às delegacias 12.846 pessoas em flagrante delito, número contabilizado em 10.164 ocorrências atendidas.

Os flagrantes registraram aumento de 42% em relação a 2019, ano em que foram contabilizadas 9.075 prisões. Ou ainda, quem em 2020 a média mensal de presos em flagrantes foi de 1.070 suspeitos. Caracteriza flagrante a prisão no momento da prática do crime ou nos minutos e horas seguintes.  

A produtividade aponta ainda, que dentro das 10.164 ocorrências com prisões em flagrante, 1.844 (18%) foram por tráfico de droga, 1.400 (13%) por embriaguez ao volante, 1.163 (11%) por lesão corporal, 659 (6%) por ameaças e 443 (4%) por porte ilegal de arma de fogo.

Na avaliação do comandante geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis, o aumento das prisões em flagrante indica que estão corretas as estratégias de policiamento aplicadas no emprego do efetivo. E que essa atuação tornou a PM mais eficiente no tempo resposta, ou seja, entre o chamado e a chegada da equipe policial ao local da ocorrência.

Assis explica que o planejamento operacional da Polícia Militar está embasado na análise dos índices criminais, um mecanismo que consiste em estudar permanentemente a criminalidade.

Esse trabalho, observa o comandante, inclui analisar as modalidades de crimes, os locais, dias, locais de maior incidência, entre outros fatores. As conclusões desses estudos permitem traçar ações de prevenção e repressão priorizando o emprego do efetivo policial de acordo com as necessidades. 

Fonte: Assessoria

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Veja Também:  PM aumenta produtividade e prende 12.846 pessoas em flagrante delito em 2020
Continue lendo

Mato Grosso

Casal é pego em ato obsceno dentro de igreja em São José dos Quatro Marcos

Publicados

em

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939

Maricelle Lima Vieira | PMMT

– Foto por: PMMT

Policiais militares da 3ª Companhia em São José dos Quatro Marcos (a 315 km de Cuiabá) prenderam na madruga de terça-feira (13.10), um homem e uma mulher por ato obsceno.

A informação chegou via 190 que um casal estaria tendo relações sexuais na igreja matriz da cidade. Um morador teria sido ameaçado de morte por ter advertido a dupla. O coito pode ser visto por várias pessoas que passavam pelo local.

A equipe foi até a igreja e presenciou o casal praticando o ato libidinoso. Os dois receberam voz de prisão.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Também:  PM aumenta produtividade e prende 12.846 pessoas em flagrante delito em 2020

Fonte: Assessoria

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana