conecte-se conosco


Mato Grosso

TCE-MT realiza trabalho inédito no país e auxilia setor turístico do estado por meio de auditoria operacional

Publicados

em


Foto: Thiago Bergamasco/TCE-MT
Clique para ampliar

Reforçando seu papel orientativo, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) sai na frente e aprova, por unanimidade, auditoria operacional inédita no país,  realizada com a finalidade de avaliar a situação da governança de gestão do turismo no estado. O trabalho considera as esferas estadual e municipal e, na prática, vai subsidiar o setor com informações técnicas que contribuirão na busca por  aporte financeiro e desenvolvimento de políticas públicas.

Divulgado junto ao trade turístico de Mato Grosso na manhã desta quarta-feira (29), o processo, apreciado durante a sessão ordinária remota de terça-feira (28), aponta de que forma os recursos podem ser aplicados, remanejados e administrados.

Neste contexto, o presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, explica que a auditoria se torna  ainda mais relevante, uma vez que é neste período do ano que os orçamentos para 2022 começam a ser discutidos. Além disso, nesta semana é comemorado o Dia Mundial do Turismo.

“Inovamos como o primeiro Tribunal a levar esta propositura ao Plenário. Não tenho dúvida de que este é mais um marco desta fase do TCE-MT, na qual trabalhamos a questão pedagógica sem deixar de exercer nosso papel constitucional, que é de controle. Sendo assim, também faremos o monitoramento dos recursos aplicados no turismo.  Nosso papel é conhecer os programas e monitorar os resultados e, a partir daí, criar as condições para que eles melhorem”, explicou o presidente.

Já o relator da auditoria, conselheiro Valter Albano, reforçou que não é benéfico para a economia que apenas um setor seja priorizado. “A variedade precisa ser fortalecida simultaneamente. Por isso precisamos abrir as cabeças, debater o que emprega mais, o que, empregando mais, gera mais renda, especialmente para as populações menos favorecidas. Por isso a importância de um movimento político-institucional que provoque os Poderes Executivo e Legislativo para que debatam prioridades econômicas.”

Veja Também:  Servidores do TCE-MT podem se inscrever em Webinário do TJMT sobre Conciliação e sua Legitimação Preventiva

As recomendações e determinações emitidas em seu voto incluem a ampla divulgação dos relatórios técnicos de auditoria e o envio dos documentos aos chefes dos Poderes Executivos do estado e dos municípios para que, no âmbito de suas competências e discricionariedade, adotem as providências necessárias ao desenvolvimento do turismo em Mato Grosso

Vale destacar que a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), tem agora prazo de 180 dias para elaborar o plano de ação e providências para os municípios, para que possam implementar essas recomendações.

Foto: Thiago Bergamasco/TCE-MT
Clique para ampliar

Segundo o secretário-adjunto da Pasta, Jeferson Moreno, a iniciativa do TCE-MT vai ao encontro das propostas do Governo do Estado. “É louvável que o órgão enxergue o turismo como potencial econômico forte para Mato Grosso. Esse relatório vem para fortalecer as políticas públicas que já temos desenvolvido, como por exemplo a implantação do sistema do turismo no estado”, contou.

O secretário de Turismo de Cuiabá, Oscarlino Alves, explica que o controle social e o desenvolvimento do turismo estão atrelados, uma vez que as diretrizes do Ministério do Turismo incluem a atuação dos conselhos municipais e estadual de turismo. “Em Cuiabá já nos inteiramos das diretrizes cobradas pelo Ministério e, agora, com o relatório, veremos onde estamos enquadrados e quais as necessidades para que possamos avançar no segmento”, disse.

Para o secretário executivo da Associação da Região Turística Metropolitana de Cuiabá e Várzea Grande, Jaime Okamura, o resultado da auditoria é o instrumento que faltava na intermediação entre setor público e privado. “Não havia muitas ferramentas que pudéssemos usar para cobrar por ações. Agora, temos uma oportunidade ímpar, porque existem recomendações que serão acompanhadas pelo próprio Tribunal. Isso nos dará voz. Teremos um novo encaminhamento para o setor no estado”, avalia.

Veja Também:  Sancionada lei que proíbe cães sem coleira e focinheira em locais públicos

No mesmo sentido se pronunciou a vereadora Maria Avallone. “Parabenizo o Tribunal por esse documento, que vai servir como uma orientação importantíssima ao Legislativo. Por meio dele os parlamentares saberão como organizar o  orçamento de forma a contribuir com essa cadeia. O turismo só tem a ganhar e consequentemente a população também.”
 
O secretário da Assessoria Parlamentar do TCE-MT, Carlos Brito, destacou que as recomendações emitidas pelo Tribunal, uma vez cumpridas, vão atender exigências do Ministério possibilitando os aportes pelas gestões. “Muitos municípios estão deixando de receber recursos públicos para investir nas suas políticas de turismo e muitos nem sequer as têm. Então, o TCE-MT estabeleceu prazos e passa agora a monitorar o turismo enquanto política pública”, concluiu.

Também participaram da reunião o secretário de controle externo de Administração Municipal do TCE-MT,
Edson Reis de Souza, e representantes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), Secretaria de Cultura de Cuiabá, Secretaria de Governo de Cuiabá, Sindicato Intermunicipal dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de Mato Grosso, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo de Várzea Grande, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Seccional Mato Grosso, dentre outros.

Clique aqui e confira o vídeo completo do julgamento da auditoria operacional.

André Garcia Santana
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Escola de Governo oferta 300 vagas para curso online “Noções Básicas de Políticas Públicas”

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), por meio da Secretaria Adjunta da Escola de Governo, oferta 300 vagas para a última turma do ano do curso online “Noções Básicas de Políticas Públicas”.

A qualificação tem como público-alvo todos os servidores do executivo estadual e será realizada na modalidade de Ensino a Distância (EAD). Interessados têm até o dia 14 de novembro para se inscrever. As aulas terão início no dia 22 do mesmo mês.

Entre os assuntos que serão abordados durante a capacitação estão noções sobre política e sociedade, formulação e decisão política, agenda governamental e avaliação de políticas públicas. O curso possui carga horária de 45 horas.

Clique AQUI para se inscrever.

Supervisão de texto de Nayara Takahara.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Sancionada lei que proíbe cães sem coleira e focinheira em locais públicos
Continue lendo

Mato Grosso

Operação Integrada prende 17 pessoas por embriaguez ao volante

Publicados

em


Dezessete pessoas foram presas por embriaguez ao volante durante a 57ª Operação Lei Seca, em Cuiabá. A ação foi realizada em Cuiabá, na Av. Beira Rio, em frente ao Shopping Popular, das 23h30 desta quinta-feira (21.10) às 03h30 de sexta-feira (22.10) e encerrou com abordagem de 99 veículos.

Durante a operação, as equipes realizaram o teste de alcoolemia em 99 pessoas e flagraram 17 delas conduzindo veículo sob efeito de álcool. Também foram recolhidos 47 veículos, sendo 41 automóveis e seis motocicletas por apresentarem algum tipo de irregularidade.

Os agentes expediram 75 Autos de Infração de Trânsito (AIT), multas, aos condutores que desobedeceram alguma das regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre as multas, foram aplicados 27 Autos de Infração por embriaguez ao volante e outras 27 por ausência do registro do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

A operação também contabilizou o recolhimento de 21 documentos, sendo 20 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Duas pessoas também foram pegas dirigindo com a CNH vencida. Ao fim, a ação encerrou com um total de 49 veículos autuados.

Veja Também:  Servidores do TCE-MT podem se inscrever em Webinário do TJMT sobre Conciliação e sua Legitimação Preventiva

A operação Lei Seca é uma ação conjunta do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) com o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito, Polícia Judiciária Civil, policiais penais do Setor de Operação Especiais (SOE) e os agentes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá.  

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana