conecte-se conosco


Carros e Motos

Testamos a cera para plásticos que hidrata peças com bom acabamento

Publicados

em


source


A cera é capaz de renovar peças plásticas do carro tanto na parte externa quanta na interna, segundo a fabricante
Divulgação

A cera é capaz de renovar peças plásticas do carro tanto na parte externa quanta na interna, segundo a fabricante

De nada adianta aquela aparência externa do seu carro tinindo de nova e por dentro os acabamentos de plásticos totalmente ressecados e sem vida. O problema aí é que muitos apelam para o popular silicone que pode até hidratar, mas deixa com aspecto gorduroso.

Assim a Prolitec desenvolveu uma Cera Carnaúba Revitalizadora de Plásticos específica para este tipo de material que além de promover uma hidratação completa, consegue remover aquele aspecto esbranquiçado.

Mas se você gosta de brilho nos acabamentos internos , esqueça-o. Ele deixa bem mais próximo ao natural, o que é ideal para a sua segurança, principalmente no tablier do painel, onde o sol em contato com a parte brilhante, pode ofuscar a visão.

Veja Também:  Relembre 5 versões especiais que homenagearam eventos esportivos

A Cera Carnaúba Revitalizadora de Plásticos é vendida em pasta e em duas versões: pote com 120 g e 380 g e já vem com um aplicador de espuma. O seu modo de uso é bem simples: aplique com auxílio de esponja sobre a área limpa e seca com movimento circulares até cobrir totalmente. Espere uns 10 minutos a secagem e depois dê o acabamento com uma toalha de microfibra.

Para testá-lo, resolvemos convocar um Honda Fit  e um Fiat Palio Weekend Adventure cuja parte interna merecia um cuidado especial. Fizemos todo o procedimento e realmente não tem o que falar. O resultado foi satisfatório, principalmente na questão da economia. Com pouca cera na esponja, já é possível obter um bom veredicto do antes e depois.

No caso das partes externas onde, o produto também surpreendeu. Aplicamos na grade que fica sobre o capô, a popular “grade churrasqueira” onde costuma ser mais castigada pelo sol e novamente a aparência de nova voltava a reinar.

Leia Também

Segundo a fabricante, é aconselhável fazer a aplicação a cada 20 dias para preservar o aspecto do plástico e não passar em cima de sujeiras como pó. Outra dica é não molhar a área tratada no período de 24 horas sob o risco de remover o produto.

Veja Também:  Conheça 5 carros antigos que ainda são fabricados até hoje em dia

Para certificar disso, obedecemos ao tempo e após isso, jogamos água com uma mangueira nas grades externas e o produto não saiu. Comparamos com um silicone em gel e este sim saiu, mesmo depois de ter deixado por algumas horas agindo.

Vendido por R$ 27 a versão de 120 g rende até 46 carros e a de 380 g comercializada por R$ 43,71 , oferece um rendimento para até 150 veículos.

CERA CARNAÚBA REVITALIZADORA DE PLÁSTICOS

PREÇO MÉDIO: R$ 27 (120 g) e 43,71 (380 g)

ONDE COMPRAR:  prolitec.net.br

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Toyota pretende vender apenas híbridos e elétricos no Brasil em 6 anos

Publicados

em


source
Toyota Corolla Cross: lançado no início do ano, modelo já se destaca nas concessionárias
Divulgação

Toyota Corolla Cross: lançado no início do ano, modelo já se destaca nas concessionárias

A Toyota pretende vender apenas veículos híbridos e elétricos no Brasil em até seis anos. A informação foi confirmada por Masahiro Inoue, presidente da fabricante na América do Sul e Caribe, em entrevista ao site AutoIndústria.

Sendo assim, todos os modelos futuros da Toyota terão versões com algum nível de eletrificação no Brasil. Atualmente, os únicos modelos da fabricante japonesa que não contam com versões híbridas são os modelos Yaris , Yaris Sedan e Hilux .

O executivo diz que o Brasil sai na frente por contar com a tecnologia híbrida flex nos modelos Corolla e Corolla Cross. “Precisamos utilizar todo esse conhecimento e estrutura de distribuição, que foram acumulados ao longo de tantos anos”, diz Inoue. 

A declaração também dá a entender que a fabricante considera lançar uma versão híbrida da Hilux. Até o momento, não há nenhum modelo híbrido na categoria das picapes médias. 

Leia Também

Fim do Yaris

A eletrificação completa do catálogo da Toyota pode passar pelo encerramento da produção de alguns modelos. Conforme apurado pelo site Auto+, o Yaris sairá de linha em suas versões hatch e sedã, sem receber uma reestilização de meia-vida.

Veja Também:  Conheça 5 carros antigos que ainda são fabricados até hoje em dia

Isso porque a Toyota pretende focar em modelos mais lucrativos, como Corolla e Corolla Cross. Segundo as fontes consultadas pela Auto+, a fabricante japonesa não pretende ‘abrir a carteira’ para reestilizar o modelo considerado pouco lucrativo, enquanto os outros produtos estão performando bem. 

Sem o Yaris, o modelo mais barato do catálogo da Toyota voltará a ser o Corolla, que já custa R$ 128 mil em sua versão mais em conta.

Fontes:  AutoIndústriaAuto+

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Em crise, SsangYong pode ser vendida a startup de carros elétricos

Publicados

em


source
SsangYong está em 'stand-by' no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações
Divulgação

SsangYong está em ‘stand-by’ no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações

A SsangYong enfrenta graves problemas financeiros e pode ser vendida para uma startup e veículos elétricos para não falir. Segundo o site Nikkei Asia, a fabricante sul-coreana pode ser negociada com a Edison Motors em uma venda na faixa de US$ 260 milhões.

Fundada em 2015, a Edison Motors tem interesse na linha de produção da SsangYong, em Pyeongtaek (Coreia do Sul). O objetivo é produzir carros elétricos de passeio com foco na exportação para todo o continente.

A SsangYong foi fundada em 1954 como uma das maiores fabricantes de automóveis da Coreia do Sul. Durante sua trajetória, passou pelas mãos da Daewoo Motors, SAIC e o grupo indiano Mahindra. 

Veja Também:  Conheça a história do Karmann Ghia TC

SsangYong no Brasil

A SsangYong chegou ao Brasil em 2005, apostando em crossovers e picapes – mas teve uma passagem discreta. Em 2015, o Grupo Districar, representante oficial da fabricante coreana, anunciou falência e o fim das importações.

Leia Também

A marca coreana voltou em 2017, dessa vez pelas mãos da Venko Motors. A mesma empresa era encarregada das importações da Chery, antes do grupo chinês entrar oficialmente no Brasil sem um representante intermediário.

Neste momento, a marca se encontra em ‘stand-by’, aguardando melhores condições de câmbio para decidir se importará novos veículos ao Brasil. O site se encontra fora do ar e as redes sociais não são atualizadas desde junho de 2020.

Durante sua última passagem, a SsangYong vendeu os SUVs Tivoli, XLV e Korando, além da picape Actyon Sports. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana