conecte-se conosco


Carros e Motos

Toyota Etios Sedan x VW Voyage: sedãs compactos automáticos se enfrentam

Publicados

em


VW Voyage automático e Toyota Etios Sedan 1.5 estão entre as melhores e poucas opções do segmento no Brasil
Divulgação

VW Voyage automático e Toyota Etios Sedan 1.5 estão entre as melhores e poucas opções do segmento no Brasil

Os sedãs compactos continuam sendo uma boa alternativa com preço relativamente baixo, mas com espaço considerável para levar bagagem. E com a chegada do VW Voyage automático no segmento, consegue-se incluir uma certa dose de conforto para enfrentar o anda e para do trânsito caótico das grandes cidades.

LEIA MAIS: Conheça os sedãs compactos que mais perdem valor no Brasil

Entre as melhores opções do segmento que temos hoje no mercado, estão o Toyota Etios Sedan (parte de R$ 59.990) e o VW Voyage automático
(R$ 62.900), ambos disponíveis com caixa com conversor de torque, nada de automatizado, algo que está fadado a sumir das lojas em breve. Se você pensou que o modelo da marca alemã irá superar fácil o rival, saiba que não é bem assim. 

Tudo bem, o Voyage acaba sendo um pouco melhor que o Etios no cômputo geral, mas a briga entre os dois é mais acirrada do que se imagina. Mesmo com câmbio de quatro marchas, ante o de seis do VW, o Toyota consegue manter diferenças menores de desempenho e consumo do que se pensa, ajudado pela cilindrada (1.5 contra 1.6) e peso ligeiramente menores (965 kg ante 1.058 kg).

 O motor 1.5 do Etios rende até 107 cv e 14,7 kgfm de torque a 3.100 rpm, contra 120 cv e 16,8 kgfm a 4.000 rpm do Voyage. Mas apenas o Toyota tem variador de fase não apenas na admissão mais no escape também. Sobe de giro rápido e funciona com suavidade. Entretanto, o VW ainda conta com mais potência específica: 75,1 cv/l ante 71,5 cv/l.

LEIA MAIS: VW Voyage 1.6 automático: mais conforto ao sedãzinho veterano

E segue a luta com o VW Voyage automático


VW Voyage automático ao lado do rival Toyota Etios Sedan, seu principal rival além do Ford Ka Sedan 1.5
Guilherme Menezes/iG

VW Voyage automático ao lado do rival Toyota Etios Sedan, seu principal rival além do Ford Ka Sedan 1.5

 Acelere e verá que o Voyage é um pouco mais bem disposto, indo de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos, ante 12 s do Etios, que mostra que tem bom isolamento acústico e de vibrações, mesmo em rotações mais altas, o qiue deixa claro que o Toyota evoluiu bastante desde o lançamento no Brasil, em 2012.  Um dos grandes avanços fica por conta da inclusão dos controles eletrônicos de estabilidade e tração entre os itens de série, o que o VW não tem.

Veja Também:  VW Jetta esportivo deverá chegar ao Brasil no mês que vem

VW Voyage automático tem interior um pouco mais moderno e ergonômico que do rival...
Divulgação

VW Voyage automático tem interior um pouco mais moderno e ergonômico que do rival…

Nas curvas, o Voyage tem como aliado o conjunto de rodas de aro 15 montadas em pneus mais largos e de perfil mais baixo que os do Etios (195/55R15 ante 175/65 R 14). Em ambos, a susoensão consegue absorver bem as irregularidades do piso e, ao mesmo tempo, manter certa estabilidade. 

Em contrapartida, por ter assistência elétrica e não hidráulica, como a do VW, o Toyota é mais fácil de manobrar por exigir menos esforço para girar o volante. E em velocidades mais altas, o sistema da marca japonesa mantém a sensação de segurança ao aumentar o peso da direção conforme o ponteiro do velocímetro vai ganhando altitude, mas sem prejudicar o conforto. 

LEIA MAIS: Saiba quais são os 5 sedãs compactos 1.0 mais econômicos do Brasil

Mas apesar de ter recebido várias melhorias ao longo dos útimos 6 anos, o Etios Sedan
não deixa de ter um projeto de baixo custo e continua com itens como painel de plastico duro e quadro de instrumentos no centro que não tem informacões como temperatura externa, por exemplo. No Voyage, o nível de simplicidade é menor.  A economia feita no VW é notada por detalhes como os botões dos vidros elétricos traseiros no painel e não nas portas, onde deveriam estar.


...que vem com mostrador no centro do painel de plástico duro, ao contrário do VW Voyage automático
Divulgação

…que vem com mostrador no centro do painel de plástico duro, ao contrário do VW Voyage automático

Na questão do espaço interno, porém, o Etios fica na frente do Voyage.  Não apenas pelo entre-eixos (2,55 metros, ante 2,47 metros), o que ajuda a ter maior distância entre as costas dos bancos dianteiros e os joelhos de que vai sentado atrás. O porta-malas do Toyota também fica na frente do concorrente, com cavernosos 562 litros, ante 480 litros do VW.

Veja Também:  JAC T80: sabe quem vai comprar um SUV chinês de R$ 146 mil?

Quando o assunto é estilo, o Voyage também fica um passo a frente do Etios Sedan, mas com certa discrição. O sedã da VW
recebeu frente renovada na linha 2019 com detalhes vindos da Saveiro, o que inclui faróis maiores, bem como grade e para-choque redesenhados, mudanças que acabam transmitindo uma ideia de robustez ao carro. De qualquer forma, a versão três volumes do Gol ainda se mantém atual, mas não por muito tempo, uma vez que uma nova geração de compactos da VW está sendo esperada para 2021. 

Conclusão

Os dois sedãs compactos automáticos são recomendáveis. Mas o VW Voyage automático
fica um na frente do rival nesse comparativo, embora com uma diferença menor do que se pode imaginar num primeiro momento. Mesmo com câmbio de quatro marchas, o Etios consegue supreender quando o assunto é economia de combustível e desempenho, além de ter mostrado que evoluiu ao longo dos anos no Brasil. 

Ficha Técnica – Toyota Etios X 1.5 AT

Preço: a partir de R$ 59.990

Motor:  1.5, quatro cilindros, flex

Potência:  107 cv (E) / 102 cv (G) a 5.600 rpm

Torque:  14,7 kgfm (E) / 14,3 (G) a 4.800 rpm

Transmissão:  Automático, quatro marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus:  175/65 R14

Dimensões: 4,37 m (comprimento) / 1,70 m (largura) / 1,51 m (altura), 2,55 m (entre-eixos)

Tanque: 45 litros

Porta-malas: 562 litros 

Consumo gasolina: 12,2 km/l (cidade) / 14,9 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 12 segundos 

Velocidade máxima: 186 km/h 

Ficha Técnica – VW Voyage 1.6 automático

Preço: a partir de R$ 62.900

Motor:  1.6, quatro cilindros, flex

Potência:  120 cv (E) / 110 cv (G) a 5.750 rpm

Torque:  16,8 kgfm (E) / 15,8 (G) a 4.000 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus:  195/55 R15

Dimensões: 4,21 m (comprimento) / 1,66 m (largura) / 1,46 m (altura), 2,47 m (entre-eixos)

Tanque: 55 litros

Porta-malas: 480 litros 

Consumo gasolina: 11 km/l (cidade) / 14,3 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 10,2 segundos

Velocidade máxima:  190 km/h   

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Usuários podem realizar diversos serviços do Detran-MT pela internet

Publicados

em

A opção de realizar serviços online é uma forma de evitar o deslocamento desnecessário do cidadão a qualquer unidade da autarquia, especialmente no atual momento de prevenção à propagação do novo coronavírus

Lidiana Cuiabano | Detran-MT

Serviços online no site do Detran-MT – Foto por: Lidiana Cuiabano

Serviços online no site do Detran-MT

Diversos serviços do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) relacionados a Habilitação e a Veículos podem ser realizados através do site da autarquia (www.detran.mt.gov.br).

A opção de realizar serviços online é uma forma de evitar o deslocamento desnecessário do cidadão a qualquer unidade da autarquia, especialmente no atual momento de prevenção à propagação do novo coronavírus.

Ao entrar no site do Detran-MT, já na página principal, estão disponíveis dois menus: “Consulte Sua Habilitação” e “Consulte Seu Veículo” os quais os cidadãos têm acesso a informações sobre habilitação e o veículo consultado, como infrações em autuação, multa, débito em aberto, além da opção de emissão do licenciamento e Seguro DPVAT.

Ainda na página principal do site, também está disponível o menu “Consulte Sua Infração”, pelo qual é possível consultar a infração, o recurso de infração, recurso de defesa de autuação e demais informações sobre penalidades.

Outro menu disponível no site é o de “Serviços Online”. Ao clicar nele, o usuário consegue ter acesso rápido a serviços de Habilitação como: solicitação de segunda via de CNH, consulta de condutor e pontuação, validação de documento, consulta de turmas de exame teórico, solicitação de CNH definitiva, consulta de taxas de habilitação e recursos de infração, consulta da Permissão Internacional para Dirigir (PID).

Veja Também:  Relembre 5 versões especiais que homenagearam eventos esportivos

Todos os serviços relacionados acima podem ser feitos 24 horas por dia.

Atendimento presencial

O atendimento presencial está sendo realizado exclusivamente para os serviços que não estão disponíveis online. Para tanto, é necessário que o usuário faça o agendamento do seu atendimento através do site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br). O horário para atendimento com agendamento é das 8h às 16h, de forma ininterrupta.

Para agendar, basta acessar o endereço eletrônico do Detran-MT e clicar na mensagem de tela (pop up), que irá direcionar à página de agendamento.

Ao entrar na página, deve preencher o formulário com os seus dados pessoais, escolher a unidade a qual deseja ser atendido e agendar a data e o horário para o atendimento presencial.

São realizados o atendimento presencial por agendamento dos seguintes serviços na área de Veículos: transferência de propriedade, emplacamento, emissão de CRV, segunda via de CRV, mudança de característica de veículo, vistoria, mudança de categoria do veículo, inclusão e baixa de financiamento, substituição, gravação e regravação de motor; gravação e regravação de chassi, comunicação de venda, baixa definitiva, troca de placa para Mercosul, serviços de controle veicular (recebimento e liberação de veículos no pátio), auditoria dos processos, serviços de infrações (recurso de defesa e Jari).

Veja Também:  MV Agusta Brutale 800 RR Dragster chega na versão especial America

Já na área de Habilitação podem ser agendados os serviços de: coleta de imagem, primeira habilitação, mudança e adição de categoria, renovação de CNH, alteração de dados, registro de estrangeiro, transferência de UF/Ciretran, retirada de CNH, indicação de real condutor, exames teóricos digitais (com agendamento próprio).

O Detran-MT reforça que, no atendimento presencial, é permitida a entrada somente do usuário com atendimento agendado, utilizando máscara, sendo vedada a entrada de acompanhantes.

Para garantir a segurança dos usuários e servidores, o Detran-MT disponibilizou kit contendo máscara, luva e álcool em gel para todos os servidores, bem como álcool 70% na entrada da unidade de atendimento para os usuários com atendimento agendado. Também está sendo respeitado o distanciamento mínimo para contato entre usuários e servidores.

Fonte Assessoria

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Dicas sobre o compressor do sistema de ar-condicionado automotivo

Publicados

em

Categoria: Dicas/Auto

Um dos sistemas mais requisitados por clientes, quando vão adquirir um automóvel, é que este possua um sistema de climatização. Porém, são poucos motoristas que podem afirmar que possuem conhecimento sobre seu funcionamento. Quando compreendemos as etapas de funcionamento do sistema, temos habilidade para identificar quando este não está em seu melhor desempenho. Este sistema cuida da climatização do automóvel, tornando o ambiente agradável, em dias de muito calor. Mas atua também em outros dias, como em períodos de chuva intensa, pois impede que os vidros e painel fiquem embaçados, além de proibir que poeira e outros componentes presentes no ar.

O ar condicionado pode se apresentar de duas formas: manual ou analógico e digital. Em ambos é possível regular a temperatura em que o ar deve estar quando sair dos tubos de circulação. Os principais componentes deste sistema são: compressor, condensador, mangueiras e tubos. O compressor é responsável por comprimir o que foi retirado do evaporador e enviá-lo para o condensador. O condensador cuida de uma importante mudança, que é referente ao estado físico, pois o gás líquido do sistema se condensa, passando para o estado gasoso e elimina o calor do ar, através dos tubos. As mangueiras permitem que todo o sistema esteja interligado.

Veja Também:  Nissan Frontier 2021, de nova geração, terá detalhes antecipados nos EUA

Como garantir maior tempo de vida útil para o sistema de climatização do automóvel?

Todos os componentes do sistema possuem uma vida útil, ou seja, a partir de um certo momento estes irão apresentar defeitos. Os carros que foram fabricados recentemente, não sofrem com o problema relacionado a idade. Para que se possa aumentar o tempo de vida útil, principalmente dos sistemas mais antigos, é necessário, em um primeiro momento, observar como está o funcionamento do ar condicionado e seu resfriamento.

1) Cheque todos os componentes, um a um. É comum que o automóvel apresente defeitos como: ventoinha do condensador, vazamento do gás refrigerante e fusíveis queimados, que impedem a circulação do ar. É importante conferir todas as peças pois, em muitos casos, pode-se descobrir fios em má conservação e outros itens que, com uma troca rápida, permitem que o sistema funcione com total eficiência.

2) Realizar manutenção periódica. Toda a tecnologia necessita de manutenção para que continue executando sua função corretamente e a deste sistema deve ser feita a cada seis meses ou a cada 30 mil quilômetros rodados.

3) Higienização. Por estar em constante troca de ar entre os meios, ou seja, do ambiente para o carro e vice-versa, o sistema tem filtros que purificam este ar, retendo poeira, ácaros, fungos e entre outros seres. É necessário higienizá-lo uma vez por ano, podendo trocar o filtro de retenção e realizar limpeza dos tubos.

Veja Também:  Veja os caminhos da Ford com carros híbridos, elétricos e autônomos

4) Dar partida no automóvel com o sistema desligado. Discute-se que isto não é um problema, porém, carros mais novos possuem um sistema elétrico de proteção que automóveis com mais de dez anos de fabricação não possuem. Iniciando a partida com o sistema em funcionamento, induzirá uma pausa e após algum tempo, voltará a funcionar. Desta forma, exige que o compressor trabalhe mais, o que gera um desgaste em todo o sistema, diminuindo sua vida útil.

Caso apareça algum problema no sistema do ar-condicionado do seu veículo, procure um centro automotivo de confiança, com mecânicos capacitados para identificar qualquer problema que seu carro possa apresentar. Lá, o mecânico pode fazer a substituição do compressor do ar-condicionado com peças que podem ser adquiridas na Loja Online autopecas24.pt ou lojas físicas. Outro ponto importante: a não ser que você possua os conhecimentos necessários para realizar reparos e substituições, não mexa em nada do seu veículo por conta própria.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana