conecte-se conosco


Mulher

Transtorno Depressivo Infantil: entenda o que leva uma criança a ter depressão

Publicados

em


source

Alto Astral

Transtorno Depressivo Infantil: entenda o que leva uma criança a ter depressão
Reprodução: Alto Astral

Transtorno Depressivo Infantil: entenda o que leva uma criança a ter depressão

A depressão infantil é uma realidade muito presente na vida dos jovens, porém é pouco discutida nos dias atuais. Quando alguém está com crises de choro , dores no corpo , constantes apertos no peito e se isolando das pessoas ao seu redor, é bom ficar de olho, porque embora não seja tão comum quanto a depressão em adultos, as crianças também sofrem com o distúrbio, e, ao menor sinal, precisam ser diagnosticadas e tratadas adequadamente.

Não há um consenso entre os especialistas sobre a idade em que a depressão se inicia nas crianças, mas estudos mostram que o índice de depressão infantil no Brasil varia entre 0,2% a 7,5% para jovens com menos de 14 anos. Porém, é no início da adolescência, entre os 12 e 15 anos, que a fase é mais crítica, podendo, inclusive, surgir com o risco potencial de suicídio.

De acordo com Priscila Dossi, médica psiquiatra com especialização em infância e adolescência pela UNICAMP, quanto menor é a idade, maior é a dificuldade que a criança tem de descrever os seus sentimentos, ou seja, de reconhecê-los e colocá-los em palavras. “Com essa dificuldade de se expressar, em geral, é comum que a criança somatize o problema, por exemplo, se queixando de dores no corpo, como dores no abdômen ou de cabeça, camuflando os reais sintomas”, explica.

Veja Também:  Após 4 anos se escondendo, jovem conta como conseguiu aceitar a doença de pele

Sinais e sintomas

A depressão não possui causa única, e sim uma variedade de fatores, incluindo, no geral, fatores genéticos e ambientais. O histórico de ambiente familiar desestruturado, abusos, privações ou perdas familiares vivenciadas muito cedo são grandes colaboradores para a depressão infantil.

Segundo Dossi, dores no corpo, xixi na cama com frequência, irritabilidade, perda do prazer em brincar, isolamento social, variações de peso, dificuldades de concentração, cansaço e medo excessivos, são alguns dos achados mais comuns.

Diagnóstico

Você viu?

Tratando-se de jovens, o diagnóstico é mais difícil, dependendo também da idade e da maturidade da criança como facilitadores. Todavia, alguns comportamentos podem indicar sinais de depressão não sendo definitivos, mas servindo de auxílio, como, por exemplo, a birra, natural em certa idade, ou à irritabilidade que também pode aparecer.

A psiquiatra explica que o diagnóstico é clínico, muitas vezes sendo feito por meio de uma avaliação interdisciplinar com diferentes profissionais, dentre eles o psiquiatra infantil e o psicólogo, podendo também haver medidas que possam envolver a família .

Veja Também:  Após recusar pedido de casamento 42 vezes, idosa de 72 anos surpreende parceiro

Tratamento

O tratamento, em geral, envolve terapia , que pode abranger, além da criança, a família e o ambiente escolar. A médica ainda explica que, caso necessário, o uso de medicamentos também pode fazer parte do tratamento, mas sempre com prescrição e acompanhamento de um psiquiatra infantil.

Lembre-se: se você notar esses sinais em alguma criança, não os ignore! Procure por ajuda antes que o quadro evolua.

Fonte: Priscila Zempulski Dossi, médica psiquiatra com especialização em psiquiatria infantil e adolescência pela UNICAMP.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

Sabrina Sato curte com a filha em praia nos bastidores de “Ilha Record”

Publicados

em


source
Sabrina Sato curte praia com a filha após gravações de novo reality show
Reprodução/Instagram

Sabrina Sato curte praia com a filha após gravações de novo reality show

Com o fim das gravações de “Ilha Record”, a  apresentadora Sabrina Sato aproveitou para curtir momentos ao lado da família em Paraty. Neste sábado (24), a musa encantou seus seguidores do Instagram ao compartilhar as fotos ao lado da filha Zoe.

”Doses de amor em meio as gravações da Ilha Record! Faltam 2 dias para estreia! É nessa segunda às 22:45 da noite na Record”, escreveu na legenda.

Nos comentários, os fãs se derreteram e não pouparam elogios. Juliette, a campeã da última edição do “Big Brother Brasil “, da TV Globo, foi uma das famosas que se encantou com com as fotos compartilhadas na rede. Confira:


Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Veja Também:  Saiba quais são as alergias mais comuns em crianças!
Continue lendo

Mulher

Faça você mesmo: 4 truques infalíveis para pintar as paredes!

Publicados

em


source

Alto Astral

Faça você mesmo: 4 truques infalíveis para pintar as paredes!
Reprodução: Alto Astral

Faça você mesmo: 4 truques infalíveis para pintar as paredes!

De tempos em tempos surge aquela vontade de mudar a decoração da casa ou até mesmo ir além e reformá-la. Se esse hábito já era normal antes, imagina agora passando ainda mais tempo no ambiente? Parece que se tornou mais fácil enjoar do visual do lar e buscar alternativas práticas e que caibam no orçamento para repaginar a residência.

Se mudar a disposição dos móveis, trocar os objetos decorativos e comprar novas plantinhas não foram o suficiente para saciar a vontade de mudança, vale pensar em pintar as paredes! Isso porque mudar a cor de uma das paredes já trará uma cara nova ao cômodo, sabia?

Preparada para a transformação do lar? Então, antes de tudo, é preciso atentar-se às questões de segurança e obra! “Utilizar itens como óculos, máscara e luvas é essencial para evitar respingos nos olhos ou a inalação de poeira. Proteger o piso e os móveis também é parte importante antes de iniciar o trabalho com a pintura”, orienta Talita Kawahara, coordenadora da categoria de tintas da Telhanorte.

A profissional lembra ainda que existem outras etapas fundamentais para obter um resultado bonito: para que a parede receba a tinta, as imperfeições precisam ser corrigidas, deixando s superfície nivelada. “Para paredes internas e fora de locais úmidos, a massa corrida pode ser utilizada. Já em ambientes externos que recebem água e umidade, o ideal é aplicar a massa acrílica”, completa.

Veja Também:  Após ser chamada de vaca, mulher diz como venceu bullying por mancha de nascença

Chegou a hora de colocar a mão na massa!

Você vai precisar de: tintas, mexedor, bandeja e rolo.

“Use o mexedor assim que abrir a lata de tinta para deixá-la homogênea. Em seguida, despeje-a no fundo da bandeja. Na bandeja, é necessário retirar o excesso de tinta do rolo, evitando manchas na parede”, instrui a coordenadora.

Por último, mas muito importante, pesquise sobre os rolos. Com uma grande variedade de modelos, vale investir naquele que esteja mais alinhado com seu propósito. Eles podem ser sintéticos, de lã ou de lãs mistas, enquanto as trinchas são utilizadas nos acabamentos mais finos, como rodapés ou contorno de teto.

4 truques infalíveis para a pintura dar certo

1 – Comece a pintar pelos cantinhos e junções

Você viu?

Dê início na pintura pelos cantos da parede e suas junções, como do rodapé e do teto. Após pintar essas áreas, prossiga para o interior restante. Para essa hora, a dica é usar a trincha, pois oferece maior precisão no acabamento!

2 – Você vai precisar de mais de uma camada!

Aqui vai a notícia: a cobertura total costuma ser alcançada com duas ou três demãos. Ou seja, só uma camada de tinta não será suficiente! Compre produto suficiente para as outras demãos e aguarde a secagem para fazê-las. “O tempo de secagem varia de acordo com o clima do local e o tipo de tinta. Em geral, para produtos à base d’água, como tinta látex ou acrílicas, demora cerca de quatro horas”, conta Talita.

Veja Também:  Após 4 anos se escondendo, jovem conta como conseguiu aceitar a doença de pele

3 – Fique de olho nas tendências, mas não deixe seu gosto de lado

Se surgir aquela dúvida sobre qual cor escolher, recorra às tendências do ano, afinal, anualmente, grandes fabricantes do segmento lançam as apostas dos próximos meses. Mas é importante também manter o gosto pessoal na decoração da casa e buscar ainda combinar as cores com os móveis e objetos que já ocupam o espaço.

4 – Áreas externas precisam de cuidados específicos

“Para a pintura da fachada é preciso escolher uma tinta adequada para pintura externa. Essa área sofre com a ação direta do sol, chuva e outras intempéries como mofos e infiltrações”, pondera a especialista em tintas. Assim, opte por versões mais compatíveis com as necessidades, como epóxi e esmalte, além da tinta em verniz ideal para madeira.

E as cores? Segundo a profissional, investir em tons mais claros trará um resultado melhor, porque os escuros tendem a desbotar e perder o brilho mais rapidamente. E para manter a beleza da tinta por mais tempo, ela indica o uso de uma seladora de parede, que melhorará a fixação.

Siga as dicas para executar a pintura com segurança e conseguir a tão desejada repaginada na casa sem gastar muito!

Fonte: Talita Kawahara, coordenadora da categoria de tintas da Telhanorte.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana