conecte-se conosco


Tecnologia

Twitter bloqueia robô que denuncia gastos suspeitos de deputados brasileiros

Publicados

em


O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar
Reprodução/Twitter

O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar

O perfil da robô Rosie, que identifica e denuncia despesas irregulares de deputados federais do Brasil, está bloqueado há três dias no Twitter. A suspensão pode ser consequência do esforço da rede social para conter a proliferação de contas automatizadas, muitas vezes utilizadas para disseminação de ódio e notícias falsas. Os desenvolvedores do projeto, porém, alegam que a rede social ainda não justificou o bloqueio da conta.

Leia também: Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

A Rosie é, na verdade, parte de um programa de transparência de dados criado há cerca de três anos e chamado Serenata de Amor. Automatizado, o perfil de Rosie no Twitter
tem mais de 39 mil seguidores e divulgava, pelo menos até então, reembolsos irregulares ligados à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, um valor fixo que deputados recebem para despesas como alimentação e hospedagem.

A conta não foi proibida de publicar tuítes na rede social, mas sim de fazê-lo de forma automatizada, isto é, sem a necessidade de interferência humana. O problema é que o volume de dados analisado pela Rosie
é muito grande e divulgá-los manualmente levaria mais tempo e custaria mais dinheiro aos desenvolvedores do projeto.

Veja Também:  Lembra do ovo do Instagram? Foto faz parte de campanha sobre saúde mental; veja

Ao tuitar, Rosie está programada para mencionar o perfil do deputado ou deputada cujos gastos foram considerados irregulares. Como um dos critérios do Twitter para suspender uma conta é analisar se ela frequentemente menciona pessoas com as quais não interage, é provável que isso tenha colaborado para a suspensão de Rosie. Assim como ela, o processo de análise de perfis pelo Twitter também é automatizado.

Em entrevista à Folha de S. Paulo
, Eduardo Cuducos, cofundador do Serenata de Amor
, questionou o bloqueio de Rosie, alegando que o robô é diferente daqueles normalmente banidos na rede social. “Nosso bot
[abreviação de robot
, ou robô em inglês] é explícito, nós avisamos que se trata de um robô. Não é um robô que tenta se passar por uma pessoa”, explicou.

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Nesta segunda-feira (18), o perfil de Rosie deu início a uma campanha chamada #DesbloqueiaRosie para chamar a atenção do Twitter e pedir que a rede social cancele a suspensão da conta. Em outro tuíte, o perfil se justifica dizendo que não é como os robôs “que tuítam sem fontes” e que tudo o que publica é baseado em dados disponibilizados pela própria Câmara dos Deputados via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Veja Também:  Clientes do Banco do Brasil podem pagar o IPVA por WhatsApp




Até Marina Silva (Rede), ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência no ano passado, se juntou ao movimento #DesbloqueiaRosie. Em sua conta no Twitter
, Marina defendeu Rosie dizendo que o robô ajuda a combater abusos com o dinheiro público e que “a sociedade quer mais transparência, e não menos”.

Comentários Facebook
Propaganda

Geral

Diário Oficial pelo WhatsApp

Publicados

em

A novidade veio para completar o pacote de modernização da Iomat

A partir de agora, a população poderá ter acesso ao Diário Oficial Eletrônico do Estado de Mato Grosso também pelo WhatsApp. As pessoas interessadas em receber o DOE pelo aplicativo de mensagens poderão entrar no site www.iomat.mt.gov.br a partir do dia 12 de fevereiro e realizar um cadastro, com nome completo, e-mail e celular.
Fonte: Gabriele Schimanoski 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Veja Também:  Yellow lança compartilhamento de bicicletas elétricas no Brasil
Continue lendo

Tecnologia

Tecnologia de Tangará da Serra, hidroreader obtém 1º lugar em evento nacional

Publicados

em

Hidrômetro inteligente é próprio para ambientes ‘smart cities’

O ‘HidroReader’, hidrômetro inteligente produzido pela startup homônima, de Tangará da Serra, foi o grande vencedor do 3º Prêmio Startup Assemae, em feira tecnológica promovida durante o 49º Congresso Nacional de Saneamento, semana passada (de 06 a 10), no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. O evento contou com cerca de 1.800 inscritos, vindos de todas as regiões do Brasil.

É a segunda vez, em menos de um ano, que o HidroReader conquista o prêmio de tecnologia ‘smart cities’. Em setembro de 2018, a tecnologia tangaraense foi vencedora do 4º Prêmio Connected Smart Cities, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo.

O HidroReader competiu com outras sete startups de todo o Brasil, sendo, ao final, apontado pelos jurados como vencedor do prêmio. A entrega da premiação ocorreu à noite, em evento festivo no Buffet Leila Malouf. “Mais um êxito alcançado. Viemos a Cuiabá numa feira disputada, com inúmeras tecnologias de ponta”, disse Thiago Zago, CEO da HidroReader, ao lado dos diretores Bruno Zago e Leandro Corniani, e do CTO André Heringer.

Veja Também:  Tecnologia de Tangará da Serra, hidroreader obtém 1º lugar em evento nacional

Tecnologia
O HidroReader é um hidrômetro inteligente de baixo custo próprio para ambientes smart cities. Através de software embarcado (firmware), o dispositivo mede o consumo de água, evitando a leitura incorreta dos hidrômetros, e também detecta possíveis vazamentos e fraudes, conectando uma cidade inteira e diminuindo o índice de perda de água tratada.

Ideal para concessionárias de água, empresas individualizadoras e condomínios, o hidrômetro inteligente da HidroReader remete a leitura do consumo através da transmissão de dados para smartphones ou tablets via anúncios (broadcast) ou, ainda, criando uma grande rede urbana que também pode ser utilizada para sensores de estacionamentos, rastreamento do transporte público, sensores de iluminação e outras aplicações.

Durante a Feira de Saneamento, o estande HidroReader foi um dos mais concorridos, com visitas de mais de uma centena de representantes de companhias de saneamento de vários estados, empresários, pesquisadores, estudantes e profissionais ligados à área de saneamento.

Por diariodaserra

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana