conecte-se conosco


Tecnologia

Twitter vai ficar mais parecido com o Facebook, mostra vazamento; veja

Publicados

em


source
Twitter vai ficar mais parecido com o Facebook
Unsplash

Twitter vai ficar mais parecido com o Facebook

Você quer novidades nas redes sociais para mudar ainda mais a sua interatividade? Possivelmente o Twitter pode tornar as fotos um pouquinho mais largas no celular no aplicativo .

A famosa detetive de tecnologia Jane Manchun Wong revelou que o Twitter parece estar desenvolvendo um novo layout de linha do tempo para seu aplicativo móvel. O formato atual proporciona para as imagens uma margem em torno delas, enquanto o novo layout tornará as imagens grandes o suficiente para chegar às bordas da tela do telefone.

A imagem de Wong mostra uma das possíveis mudanças e indica que as imagens dos perfis dos usuários serão reposicionadas de uma nova maneira. Ao invés de aparecer ao lado do texto de um tuíte, as imagens do perfil aparecerão acima dele, ao lado do nome do perfil e do nome de usuário.

Você viu?

Veja Também:  Apple estaria "vazando" informações falsas para combater fontes de rumores

Wong notou que os tuítes de resposta não parecem ser afetados pela mudança de design, já que inclui uma linha cinza ainda ligando um tuíte ao outro. Ainda assim, isso pode mudar facilmente.

O redesenho do Twitter está em desenvolvimento e não há qualquer garantia de que será lançado em breve ou até se é que será lançado.

O CEO,  Jack Dorsey , respondeu ao tuíte de Wong e comentou que a mudança é “muito melhor”, dando ainda mais crédito para a sua engenharia. Wong também revelou anteriormente detalhes do serviço de assinatura do app antes mesmo de ser anunciado.

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

YouTube vai pagar até R$ 50 mil por mês para quem postar vídeos curtos

Publicados

em


source
YouTube vai pagar criadores de conteúdo
Unsplash

YouTube vai pagar criadores de conteúdo

O YouTube vai pagar até US$ 10 mil (cerca de R$ 52 mil) por mês para criadores de conteúdo que fizerem vídeos para o Shorts, a ferramenta de clipes curtos da plataforma, que imita o TikTok. O pagamento faz parte de  um fundo de US$ 100 milhões que o YouTube pretende gastar para incentivar as pessoas a usarem a nova ferramenta.

O pagamento será feito para vídeos populares, e o valor varia a cada mês. Isso porque a popularidade de um clipe vai depender de quantas pessoas estão assistindo e produzindo Shorts naquele mês. Por enquanto, os pagamentos só serão feitos em 10 regiões do mundo, incluindo o Brasil.

Uma das regras para ganhar dinheiro com o YouTube Shorts é produzir vídeos originais. Clipes marcados com os símbolos do TikTok e do Instagram Reels não poderão ser monetizados.

Diferentemente da monetização padrão do YouTube, o dinheiro ganho no Shorts depende exclusivamente da popularidade de um vídeo, e não tem relação com os anúncios exibidos nele – já que nem todos os vídeos têm anúncios, justamente por serem curtos.

De acordo com Neal Mohan, diretor de produtos do YouTube, esse fundo será eventualmente substituído por um “programa de monetização escalável de longo prazo”. “O fundo é uma forma de começar a descobrir como a monetização vai funcionar”, disse ele ao Decoder.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Presidente da Activision Blizzard deixa empresa em meio a processo por assédio

Publicados

em


source
J. Allen Brack
Divulgação

J. Allen Brack

J. Allen Brack, presidente da Blizzard Entertainment, está deixando o cargo menos de duas semanas depois que uma investigação tornou pública diversas alegações explosivas de assédio moral, sexual e discriminação dentro da empresa . Jen Oneal e Mike Ybarra assumirão, em conjunto, o comando do estúdio.

“Ambos os novos líderes estão profundamente comprometidos com todos os nossos funcionários; para o trabalho à frente; para garantir que a Blizzard seja o local de trabalho mais seguro e acolhedor possível para mulheres e pessoas de qualquer gênero, etnia, orientação sexual ou histórico; para defender e reforçar nossos valores; e para reconstruir sua confiança. Com muitos anos de experiência no setor e profundo compromisso com a integridade e inclusão, Jen e Mike conduzirão a Blizzard com cuidado, compaixão e dedicação à excelência”, destacou o anúncio oficial da empresa, ainda apontando que os dois novos presidentes se pronunciarão ao público em breve.

Você viu?

À imprensa, Brack enviou nota oficial afirmando que a nova liderança fornecerá à desenvolvedora de games o necessário para “realizar todo o trabalho em potencial e acelerar o ritmo das mudanças”. “Prevejo que eles farão isso com paixão e entusiasmo, e que serão confiáveis para liderar com os mais altos níveis de integridade e compromisso com os componentes de nossa cultura que tornam a Blizzard tão especial”, disse, sem citar em nenhum momento as polêmicas e o processo de assédio.

Em uma declaração separada, enviada aos investidores da Activision, Brack diz que está saindo para “buscar novas oportunidades”. Ele era presidente desde 2018, e está na empresa desde 2006, tendo trabalhado em empresas como Origin e SOE .

Vale lembrar que a saída do ex-presidente ocorre em meio a um período bastante crítico da Blizzard. A empresa, atualmente, está sendo processada pelo governo da Califórnia por denúncias de assédio e abuso sexual, e está sob investigação pelos próprios acionistas, que procuram por evidências de que tenha escondido informações sobre a ação legal.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana