conecte-se conosco


Barra do Bugres e Região

Uisa apresenta Relatório de Sustentabilidade

Publicados

em

A uisa, uma das maiores biorrefinarias do país, tem o desenvolvimento sustentável como uma das principais diretrizes de sua atuação empresarial. E para atender os melhores padrões de governança corporativa, a uisa apresenta seu Relatório de Sustentabilidade, documento em que a companhia disponibiliza para a sociedade informações sobre sua governança, seu desempenho econômico e suas iniciativas de cunho social e ambiental. O relatório está disponível em [https://www.uisa.com.br/media/Relat%C3%B3rio_de_Sustentabilidade_uisa_SF_20-21_SV.pdf] e no site de Relações com Investidores (ri.uisa.br).

 

Posicionamento

 

Localizada no Estado de Mato Grosso, a uisa tem como diretriz a conjugação de suas atividades com a preservação do ecossistema local. A companhia desempenha importante papel econômico e social na região Centro-Oeste, sendo uma importante geradora de emprego e renda. Seus negócios contemplam a geração de energia elétrica, a produção de etanol hidratado e anidro, além de açúcares (cristal, demerara e refinado) e saneantes.

 

O modelo de negócio é baseado na busca permanente pelo uso racional dos recursos e matérias-primas e no profundo conhecimento das necessidades de seus consumidores e das localidades onde está presente. “Temos o permanente propósito de priorizar e promover o desenvolvimento sustentável. O nosso desafio é conjugar nossas atividades econômicas e empresariais com qualidade de vida das pessoas, com a preservação da fauna, da flora e dos recursos naturais, atendendo sempre aos mais elevados padrões éticos e de governança corporativa. O relatório demonstra que estamos nesse caminho”, diz José Fernando Mazuca Filho, CEO da uisa.

 

“Não é somente um documento, é uma Crença. Praticamos ações que nos tornam uma instituição benéfica para as pessoas e o meio ambiente. Como consequência, mas não causa, somos um Empresa com quem o mercado quer fazer negócios. Nosso Relatório de Sustentabilidade sintetiza e comunica o que fazemos de bom, além de energia e alimento”, comentou o Diretor de Supply & ESG, Marcelo Contó.

 

O relatório de Sustentabilidade apresenta a atuação da companhia frente a desafios como a pandemia, as iniciativas de relacionamento com seus públicos de interesse e os principais indicadores das práticas socioambientais.

 

“A sociedade cobra cada vez mais das empresas o compromisso com as boas práticas sociais, ambientais e de governança. O relatório de Sustentabilidade evidencia que a uisa está alinhada com as melhores práticas”, diz Renata Salvato, Gerente de Relações com Investidores da uisa.

 

O desafio da Pandemia

 

A safra transcorreu em meio a uma das maiores crises da história da humanidade. A pandemia causada pela COVID-19, evento que ceifou milhões de vidas em todo o mundo, trouxe impactos sociais e econômico-financeiros sem precedentes. Para preservar a integridade das pessoas que trabalham na uisa e de seus familiares, adotamos um conjunto de medidas de prevenção, o que incluiu a imediata adoção de protocolos de segurança em todo nosso processo produtivo. Com base na projeção de cenários, promovemos a revisão de todo o planejamento, a fim de identificar eventos que pudessem impactar o negócio. Para ajudar no combate à pandemia e seus impactos na saúde da população, a uisa realizou doações de produtos e equipamentos para entidades públicas em diferentes regiões do país.

 

Veja Também:  Vereador Lennon capta mais 1 milhão em investimentos para o Território Umutina.

Principais Números e Governança

 

A uisa encerrou a safra 2020/21 com 2.313 funcionários diretos e uma moagem de 5 milhões de toneladas de cana. Ainda que sob a influência de secas que afetaram nossa região e da pandemia da Covid-19, fechamos o período com uma receita bruta de R$ 1 bilhão, 8% acima do ano anterior.

 

Foram feitos novos aprimoramentos na Governança da Companhia. Os avanços contemplaram a criação de comitês e políticas e a estruturação do sistema de compliance e gestão de riscos, com o desenho de uma nova matriz operacional de risco.

 

Agenda Ambiental

 

A uisa avançou ainda mais na implementação da sua agenda de preservação do meio ambiente. A fim de reduzir a utilização de agentes químicos, projetos envolvendo o desenvolvimento de agentes biológicos para combate às pragas ganham cada vez mais força. Destacamos a criação do Centro Biotecnológico da Cana (CBC), centro de pesquisa e desenvolvimento, voltado a soluções biológicas para o combate às pragas dos canaviais e desenvolvimento de fertilizantes naturais. O CBC tem também a função de fomentar parcerias com centros de pesquisa no Brasil e no mundo.

 

Visando à proteção da fauna e flora nas regiões onde atuamos, a uisa estruturou os programas de Ação para a Biodiversidade e Ação para Serviços do Ecossistema. Ambos buscam mitigar a influência das operações da companhia em “habitats” naturais; impedir desmatamento; estruturar inventário de fauna; e promover a recuperação de “habitats” por meio do plantio de mudas nativas desenvolvidas no viveiro da companhia.

 

No que se refere ao combate às mudanças climáticas, a agenda se insere na própria perspectiva do nosso negócio, na medida em que a uisa produz etanol combustível com teor de poluição 90% menor do que a gasolina, e energia limpa por meio da utilização do bagaço da cana. Além disso, contamos com um programa de ação para o ar, cuja finalidade é minimizar a poluição atmosférica, monitorar a emissão de poluentes de fontes fixas e controlar a emissão de fontes móveis.

 

Aproveitamento de Resíduos

 

A geração de energia a partir de resíduos resultantes do processo produtivo é algo que materializa a nossa visão de sustentabilidade. Com isso, a uisa vai dar importante contribuição para a definição de um novo perfil da matriz energética do país, o que beneficia diretamente toda sociedade com o objetivo de concretizar essa visão, a companhia está realizando investimentos em áreas-chave. Destacamos as seguintes iniciativas: Expansão da planta de cogeração de energia (de 14 para 20 MW de capacidade); Planta para secagem de levedura (tem como foco atender produtores de suínos, aves e pecuária de Mato Grosso com a levedura, subproduto de nosso processo); Planta de biogás: (os resíduos do processamento da cana e de outras indústrias da região poderão ser tratados por biodigestão e gerar mais essa modalidade de energia, aplicável à geração de energia elétrica e à purificação para transformação em biometano).

Diversidade

 

Veja Também:  Vereador Lennon visita a capital em busca de melhorias para Barra do Bugres

A uisa deu novos passos na direção da promoção da diversidade e da inclusão no seu ambiente, na sua estrutura e na sua cultura. Foi ratificada a meta que prevê que, em até cinco anos, a presença feminina aumente 30% no quadro geral de funcionários e na liderança dos diversos setores. Na última safra, foram contratadas 53 funcionárias, sendo três para a posição de especialista e duas como gerentes, cumprindo nossa primeira meta do biênio 2021-2022. Em 2020, foi lançada a campanha “Tolerância Zero” para disseminar discussões e reflexões sobre temas como assédio moral e sexual, desigualdade de gênero e discriminação. Esse movimento foi intensificado por meio de treinamentos para todos os funcionários da companhia, além de eventos como a celebração do Dia das Mulheres, que contou com diálogos sobre empoderamento feminino, educação financeira e outros tópicos.

 

Outra importante iniciativa foi a criação do Comitê da Mulher. Instituído em 2020, reforçou o compromisso da uisa com o empoderamento e a capacitação das mulheres, e com a conscientização das pessoas, tanto em relação ao público interno, quanto a moradores das comunidades onde operamos. O trabalho pela diversidade também contou com avanços na promoção de discussões de agendas defendidas por pessoas LGBTQIA+, da representatividade de grupos étnico-raciais e da inclusão de profissionais com deficiência (PcD). Para prosseguir com o trabalho de criação e manutenção de uma cultura fundada no respeito e no diálogo, o programa de desenvolvimento da liderança incorporou um módulo para tratar de diversidade. Foi definida também a implementação, na próxima safra, de um Comitê de Diversidade e Inclusão.

 

Desenvolvimento Local

 

A Política de Investimento Social Privado da uisa preconiza que as ações sociais sejam direcionadas para as áreas de saúde, educação, esporte, cultura e geração de renda, de forma a contribuir para o desenvolvimento das comunidades locais. O principal instrumento para a atuação social da uisa é o FLORESCER AÇÃO SOCIAL. Fundado em 2006 e constituído em 2010 como pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, o Instituto dedica-se à promoção do desenvolvimento humano, social, cultural e educacional de crianças, adolescentes e mulheres.

 

Na última safra, o Florescer ganhou nova sede, um espaço com melhor estrutura, que possibilita o aperfeiçoamento das ações e projetos desenvolvidos. Durante a safra, os impactos da pandemia fizeram com que muitas atividades presenciais fossem interrompidas. Para fazer frente à crise, foram desenvolvidas dinâmicas à distância, e realizadas parcerias que possibilitaram a confecção e distribuição de 9.000 de máscaras e doação de verduras e 280 cestas básicas para famílias da região.

 

SOBRE A UISA

 

A uisa é uma das maiores e mais integradas biorrefinarias do país. Localizada em Nova Olímpia (MT), atua na geração de bioenergia, produção de etanol hidratado e anidro, açúcares cristal, demerara, refinado e triturado, biomassa e comercialização de CBios.

 

Comunicação Instituciona – Wellington Silva

Comentários Facebook
Propaganda

Barra do Bugres

Industriais de Mato Grosso recebem homenagem em Brasília um dele é Agostinho Sansão 

Publicados

em

Homenagem

Homenagem foi realizada em Brasília. Foto: CNI

Dois industriais de Mato Grosso receberam nesta semana a Ordem do Mérito Amazônico Danilo Remor, concedida durante as comemorações dos 30 anos da Ação Pró-Amazônia – associação formada pelas federações de indústrias dos nove estados da Amazônia Legal – Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

A Ordem foi entregue aos ex-presidentes da associação e personalidades escolhidas pelas federações de indústrias, pela relevante contribuição ao desenvolvimento da indústria brasileira e também pelos serviços prestados às causas da Amazônia Legal.

Por Mato Grosso, receberam a homenagem o conselheiro emérito da Fiemt e ex-presidente da Ação Pró-Amazônia, Jandir Milan, e o diretor presidente do Grupo Barralcool, Agostinho Sansão.

A Ação Pró-Amazônia é uma associação sem fins lucrativos criada em 26 de novembro de 1991, cujo objetivo principal é promover a integração de suas federações em busca do desenvolvimento socioeconômico da região.

A associação executa estratégias de ação dos setores da indústria com a finalidade de estimular o desenvolvimento da Amazônia sempre em busca de oportunidades para novos investimentos na região. A Ordem do Mérito Amazônico Danilo Remor, criada em 1995, premia personalidades e instituições, nacionais ou estrangeiras, civis, militares ou eclesiásticas, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados em prol do desenvolvimento, do bem-estar social e da divulgação do parque industrial da região amazônica.

O presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira, destacou a importância de celebrar a atuação de grandes industriais brasileiros. “Os homenageados de Mato Grosso são industriais que iniciaram com seus próprios esforços, começaram a trabalhar muito cedo e contribuíram muito com o crescimento do estado. São homenagens mais do que merecidas”, afirma

A cerimônia foi realizada na noite de segunda-feira (29/11), na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e contou ainda com a presença do vice-presidente da Fiemt, Silvio Rangel, e do diretor Alexandre Furlan.

Homenageados

Agostinho Sansão

Agostinho Sansão é empresário em Barra do Bugres. Foto: CNI

Agostinho Sansão nasceu em Ibirá, interior de São Paulo, e começou a trabalhar na lavoura aos 12 anos. Aos 21, em 1965, mudou-se para Barra do Bugres, em Mato Grosso. Confiando na própria força de trabalho e nas condições de crescimento que o estado oferecia, firmou-se como comerciante no ramo de cereais e beneficiamento de arroz. Em 1981, participou da fundação da Usina de açúcar e álcool Barralcool, que desde então gera riqueza, empregos e qualidade de vida para a população da região.

De personalidade serena e competência singular, chegou a ser prefeito de Barra do Bugres por dois mandatos (1983/88 e 1993/96). Hoje, exerce o cargo de diretor presidente do Grupo Barralcool.

Jandir José Milan nasceu em Concórdia, Santa Catarina, e trabalhou desde menino com a família, que atuava no setor madeireiro. Cursou Engenharia Agronômica e

 

 

Jandir Milan

Jandir Milan é ex-presidente da  Fiemt e empresário em Cuiabá

Engenharia de Operações. Em 1980, já casado, após uma visita a Mato Grosso, viu em Cuiabá a oportunidade para construir o futuro da família. Pioneiro no Distrito Industrial da capital, Jandir e Tânia, sua esposa, iniciaram a fábrica de móveis de madeira, que cresceu e é hoje uma indústria moderna, digital e automatizada.

Ao longo desse processo, se tornou sócio de uma empresa de tecnologia, também referência na área. Foi eleito diretor da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt) em 1994, continuando na diretoria até 2003, quando foi eleito vice-presidente. Em 2006 e em 2009, foi eleito primeiro vice-presidente da federação. Em 2012 e 2015, foi eleito e reeleito presidente do Sistema Fiemt. À frente da instituição, foi o responsável pela implantação do Projeto Multiação e realizou dezenas de edições com mais de 500 mil atendimentos nas mais diversas áreas.

Atualmente é presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-MT, conselheiro fiscal, conselheiro emérito da FIEMT e vice-presidente da CNI desde 2014. Foi presidente da Ação Pró-Amazônia, conselheiro titular do Conselho de Representantes da Ação Pró-Amazônia (2010 a 2018), delegado representante do Sistema Fiemt junto à CNI entre 2006/2018. Presidiu o Movimento Mato Grosso Competitivo (2018-2020), além de colecionar diversas homenagens e títulos.

Texto: Daniela Lepisnk Romio/Fiemt

Comentários Facebook
Veja Também:  ACIBB e comerciantes manifestam descontentamento quanto a decretos de fechamento.
Continue lendo

Barra do Bugres

Vereadores se reúnem com equipe do SAMU e da administração municipal.

Publicados

em

Foto: Celso Dornellas

Na manhã desta segunda-feira (29), os vereadores se reuniram na sala das comissões com membros da equipe do SAMU, bem como pessoas ligadas a administração municipal.

A principal discussão é a respeito da mudança do local, de onde hoje funciona o SAMU em Barra do Bugres, ligado ao prédio do Pronto Atendimento e maternidade, que deve ser readequado para atender a população.

Segundo os funcionários, caso exista realmente a mudança, será um retrocesso, aja vista o tempo hoje que se tem em um atendimento em um lugar centralizado ser muito mais ágil. “Caso precise mudar acreditamos ser necessária uma construção planejada para isso, sem falar no risco de perder novamente o atendimento do SAMU na cidade”.

Uma nova reunião com membros da empresa que faz a assessoria, da adequação, juntamente com setor responsável da prefeitura vai ser marcada para juntos definir a melhor solução a ser tomada.

Os vereadores fazem questão de participarem das discussões bem como as decisões tomadas. Participaram da reunião, Subtenente Marivaldo, Júnior Chaveiro, Professora Cleide Oliveira, Nei da Saúde, Arthurzão, Sebastião Falanque, Namix e Simone.

Fonte: assessoria

Comentários Facebook
Veja Também:  Vereador Lennon capta mais 1 milhão em investimentos para o Território Umutina.
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana