conecte-se conosco


Policial

Uso de câmeras corporais por integrantes das forças de segurança é tema de seminário

Publicados

em

No próximo dia quatro de julho, o seminário ‘Segurança Pública e Tecnologias de Monitoramento’ trará à Cuiabá representantes das Polícia Militares de São Paulo e Santa Catarina para debater sobre a adoção de câmeras corporais por agentes da segurança pública.

O tema já tem uma discussão iniciada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso e está em implantação em diversos estados do Brasil, entre os quais São Paulo e Santa Catarina. Durante o seminário, esses os dois estados     terão representantes contando suas experiências.

O Major Gabriel Correa, da Polícia Militar de Santa Catarina, considera importante o diálogo entre instituições, “porque é uma mudança de cultura não só da instituição que vai utilizar as câmeras, como também de quem vai receber as imagens”.

Sobre haver ou não resistência do uso, o coronel Wancley Rodrigues, comandante do 1º Comando Regional da Polícia Militar de Mato Grosso, com sede em Cuiabá, avaliou que resistência pode ocorrer, mas por desconhecimento do potencial das câmeras. “Elas podem reforçar o relato do policial e inocentá-lo em caso de acusação indevida”, analisou o comandante.

Veja Também:  Polícia Civil prende homem com mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas

De acordo com o Ouvidor Geral de Polícia, Lúcio Andrade, as câmeras corporais são importantes para as polícias na investigação de crimes e em seus processos de corregedoria. “Chamamos a Polícia Militar de São Paulo e a de Santa Catarina porque são os estados pioneiros na aplicação do sistema. Outros estados já começaram nesse processo e não podemos ficar para trás”, afirma ele.

Andrade destaca que é em busca dessa modernização relevante que a Ouvidoria Geral de Polícia de Mato Grosso, órgão da Segurança Pública do Estado, promove esse primeiro debate entre as forças policiais e outros poderes.  

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Polícia Civil apreende duas armas de fogo, várias munições e prende um suspeito em Cáceres

Publicados

em

Por

Policiais civis, da 1ª Delegacia de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), apreenderam duas armas de fogo e diversas munições, na manhã desta segunda-feira (04.07), durante averiguação de denúncia anônima.

Uma das armas apreendidas é uma pistola Taurus de calibre .40, furtada de um policial civil em Cuiabá.

Um suspeito, de 36 anos, foi autuado em flagrante pelos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito ou proibido.

Após receber informações sobre um sítio localizado próximo a região conhecida como “Chapadinha”, em Cáceres, onde estariam escondidos integrantes de facção criminosa, a equipe passou a monitorar o local.

Durante o trabalho de campana, foi verificada movimentação intensa de pessoas no endereço, razão pela qual na manhã desta segunda-feira (04) os policiais civis se aproximaram da propriedade.

Ao serem recebidos, o morador autorizou a entrada na residência e, nas buscas, foi localizada uma pistola Taurus modelo 840 e oito munições,  além de uma espingarda de calibre 22, com munições.

Veja Também:  Polícia Civil reúne laudos e aguarda depoimento especial em investigação sobre possível abuso sexual

Em checagem, foi constatado que a pistola era produto de furto ocorrido em Cuiabá, tendo como vítima um policial civil. 

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à 1ª Delegacia de Cáceres, interrogado pelo delegado Marlon Nogueira e autuado em flagrante delito. Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil incinera 300 quilos de entorpecentes em Rondonópolis

Publicados

em

Por

A Polícia Civil incinerou nesta segunda-feira (04.07), em Rondonópolis, mais 300 quilos de entorpecentes apreendidos no semestre. A queima da droga é autorizada pela Justiça após realização de perícia pela Politec.

O material incinerado pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis é resultado de apreensões realizadas pelas forças de segurança em ações policiais no município.

Esta é a quinta incineração em 2022 realizada pela Derf e já alcançou quase 2,5 toneladas de entorpecentes queimados, entre maconha, cocaína, pasta base e drogas sintéticas.

O ato faz parte da Operação Narco Brasil, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública no combate ao tráfico de drogas, incineração de entorpecentes e cerco ao crime organizado com auxílio das forças policiais federais e dos 26 estados e o Distrito Federal.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Polícia Civil prende homem com mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana