conecte-se conosco


Tecnologia

Vai descartar um Kindle antigo? Saiba como usar a reciclagem da Amazon

Publicados

em

Kindle pode ser descartado diretamente na Amazon
Unsplash/César Abner Martínez Aguilar

Kindle pode ser descartado diretamente na Amazon

A Amazon oferece um programa para reciclar dispositivos que carregam a sua marca. Através dele, você pode enviar um Kindle antigo, um alto-falante Echo com Alexa e outros dispositivos de volta à fabricante sem gastar um centavo. A seguir, descubra como descartar os produtos da companhia corretamente. 

O programa de reciclagem da Amazon não é uma novidade. A iniciativa visa ajudar no descarte correto de produtos que já alcançaram o fim da vida útil. Para isto, a companhia oferece um procedimento para recebê-los de forma gratuita, a fim de incentivar e facilitar o descarte correto desses dispositivos.

A iniciativa tem como objetivo reduzir a quantidade de lixo eletrônico no mundo. Caso não esteja a par, trata-se de todos os dispositivos, de celulares a geladeiras, descartados pelos seus donos. E a preocupação não é em vão; afinal, estes produtos causam danos ao meio ambiente, ainda que alguns elementos sejam biodegradáveis. Por isso, é sempre importante fazer o descarte correto e consciente de eletrônicos.

Quais dispositivos posso descartar?

Segundo a companhia, no Brasil, é possível enviar dispositivos Amazon e “acessórios selecionados”. Confira a lista a seguir: 

  • Dispositivos da linha Kindle;
  • Dispositivos da linha Fire TV;
  • Dispositivos da linha Echo;
  • Tablets da linha Fire;
  • Celulares da linha Fire;
  • Dash Button ou Wand;
  • Capas para dispositivos;
  • Acessórios (carregadores, cabos, etc).
Veja Também:  WhatsApp testa compartilhamento de arquivos de até 2 GB

A companhia, no entanto, faz uma advertência: “não aceitamos baterias soltas ou dispositivos com baterias vazando ou inchadas”. A Amazon fez outras sugestões:

  1. “retorne o dispositivo às configurações de fábrica para remover qualquer conteúdo pessoal do dispositivo;”
  2. “cancele o registro do dispositivo da sua conta”.

A empresa também recomenda fazer um backup do dispositivo antes de retornar às configurações de fábrica para descartá-lo.

E se o meu dispositivo não for da Amazon?

A Amazon do Brasil só aceita produtos com a sua marca. No entanto, você pode encontrar alguns lugares especializados para descartar produtos eletrônicos desenvolvidos por outras empresas, como cooperativas, lojas de operadoras e até as próprias fabricantes. 

A Apple também possui um programa de logística reversa que oferece créditos em troca de iPhones usados.

Como enviar um produto para reciclagem da Amazon

O processo para descartar um produto da Amazon é simples e gratuito. Mas, primeiro, verifique se há um ponto de coleta da transportadora UPS perto da sua casa: 

  1. Entre no site da UPS: ups.com;
  2. Digite seu endereço, bairro ou cidade em “Próximo a” e aperte no botão “Localizar”;
  3. Escolha um resultado;
  4. Encontre as lojas mais próximas de você.

Caso tenha uma unidade da transportadora pelas redondezas, basta acompanhar o passo a passo a seguir para gerar a etiqueta de envio gratuito:

  1. Acesse o site do programa de reciclagem da Amazon: amazonrecycling-br.re-teck.com;
  2. Clique em “Começar”;
  3. Insira a quantidade de dispositivos que você deseja reciclar;
  4. Digite os seus dados pessoais e clique em “Continuar”;
  5. Clique em “Continuar”;
  6. Confirme os seus dados e clique em “Gerar Etiqueta de Embarque UPS”;
  7. Imprima a etiqueta ao clicar no botão “Etiqueta”.
Veja Também:  Instagram permite que criadores façam posts exclusivos para assinantes

Agora é só embalar o produto, colar a etiqueta e levá-lo a uma loja da UPS.

Preciso pagar para enviar um dispositivo Amazon para reciclagem?

Não é preciso pagar para enviar um dispositivo para a reciclagem. Isto porque a Amazon cobre os custos associados ao envio do item a ser reaproveitado. Por outro lado, será preciso levar o produto até uma unidade da UPS, para que seja enviado à empresa.

A Amazon paga por dispositivos enviados para reciclagem?

Não, a Amazon não oferece crédito ou dinheiro por produtos enviados para a reciclagem. O único compromisso da empresa neste sentido é em relação ao envio dos pacotes com os dispositivos que serão reaproveitados. Neste caso, o cliente não precisa pagar para remetê-los.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

Mark Zuckerberg posta selfie no metaverso e vira piada na internet

Publicados

em

Mark Zuckerberg posta foto no metaverso
Reprodução/Facebook

Mark Zuckerberg posta foto no metaverso

Mark Zuckerberg, CEO da Meta, virou motivo de piada nas redes sociais nesta semana depois de publicar uma selfie no metaverso. O ambiente digital foi criticado por ter design muito simples e nada imersivo.

A imagem foi postada por Zuckerberg na terça-feira (16) para anunciar a chegara da plataforma de metaverso da empresa, a Horizon Worlds, na França e na Espanha.

Na foto, Zuckerberg aparece na frente da Torre Eiffel, em Paris, e do Templo da Sagrada Família, em Barcelona. Nas redes sociais, a falta de recursos da imagem foi criticada.

“Não parece um produto real. Não há nada de ‘imersivo’ nisso. Quando seu produto principal se parece com as paredes pintadas de uma creche abandonada, você deve se perguntar”, escreveu um internauta. “Parece ótimo”, brincou outro.

Veja Também:  Lentes de contato inteligentes podem ser lançadas em breve; conheça

“O que eles estão fazendo com todo esse dinheiro?”, questionou outro usuário, em referência aos US$ 10 bilhões que a Meta está investindo na criação de seu metaverso.


Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Após denúncia de ONG, Meta proíbe anúncios que questionem as eleições

Publicados

em

Meta atualiza regras eleitorais no Brasil
Unsplash/Dima Solomin

Meta atualiza regras eleitorais no Brasil

A Meta afirmou nesta semana que vai proibir anúncios questionando a legitimidade das eleições deste ano em suas plataformas. A atualização apareceu em uma publicação da empresa a respeito das medidas que está tomando durante o período eleitoral brasileiro.

A decisão veio a público depois que a  ONG internacional Global Witness acusou a empresa de permitir a circulação de anúncios deste tipo no Brasil. Na segunda-feira (15), a organização divulgou um relatório mostrando 10 peças publicitárias que passaram pelos critérios da dona do Facebook, Instagram e WhatsApp.

Enquanto alguns anúncios tinham datas e locais de votação errados, o que poderia impedir cidadãos brasileiros de votarem, outros criticavam as urnas eletrônicas, questionando a legitimidade do pleito.

Na terça-feira (16), a Meta atualizou sua publicação confirmando a novidade. “Como parte do nosso trabalho para proteger a eleição no Brasil em 2022, vamos proibir anúncios questionando a legitimidade desta eleição”, afirmou a companhia.

A atualização aconteceu em um texto publicado na última semana que relata os esforços da Meta em relação às eleições deste ano. Entre as medidas, estão a parceria com checadores de fatos e a “remoção de conteúdos que violam as políticas voltadas para supressão de votos, ou seja, para conteúdos que desestimulam o voto ou interferem na votação”.

Esses conteúdos, que já são proibidos, também foram aprovados nos anúncios que a Global Witness publicou, o que mostra um baixo cumprimento das próprias regras da Meta. “O Facebook sabe muito bem que sua plataforma é usada para espalhar desinformação eleitoral e minar a democracia em todo o mundo”, disse Jon Lloyd, consultor sênior da ONG.

“Apesar dos autoproclamados esforços do Facebook para combater a desinformação, particularmente em eleições de alto risco, ficamos chocados ao ver que eles aceitaram todos os anúncios de desinformação eleitoral que enviamos no Brasil”, completou.


Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana