conecte-se conosco


Carros e Motos

Veja 5 sedãs médios seminovos pelo preço de compactos zero quilômetro

Publicados

em

Sedã zero ou seminovo? São vários os fatores que devem ser colocados na ponta do lápis antes de comprar um carro, mas um deles é absolutamente inquestionável. Você terá a possibilidade de levar um carro mais equipado, espaçoso e potente se apostar no mercado dos sedãs médios seminovos.

LEIA MAIS: Veja 5 motivos para comprar VW Saveiro e não a líder Fiat Strada

Com três ou quatro anos de mercado, a maior parte dos modelos já sofreu a depreciação inicial. Isso deixa os seminovos muito mais atrativos, uma vez que o consumidor será capaz de levar um Cruze pelo mesmo valor do Cobalt, por exemplo. Partindo disso, a reportagem do iG Carros elege cinco sedãs médios seminovos
que custam o mesmo que modelos compactos zero quilômetro. Acompanhe as sugestões!

1 – Honda Civic LXS 1.8 AT 2015 – entre R$ 53 mil e R$ 55 mil


Honda Civic é uma das melhores opções entre os sedãs médios seminovos, custando menos que um City zero km
Divulgação

Honda Civic é uma das melhores opções entre os sedãs médios seminovos, custando menos que um City zero km

Se interessou na linha Honda City 2019? Saiba que é possível comprar o irmão médio Civic
por quase R$ 10 mil a menos que a sua versão de entrada. A Honda divulga que o City parte de R$ 62.500 na versão DX com motor 1.5 e câmbio manual. Mas por valores entre R$ 53 mil e R$ 55 mil, é possível encontrar o Civic 2015 com câmbio automático e diversos atrativos nos melhores classificados online.

Além do entre-eixos, que é 6 cm maior no Civic, o modelo médio conta com ar-condicionado, central multimídia com as conectividades Bluetooth, USB e auxiliar, computador de bordo e direção assistida. O motor 1.8, de 140 cv de potência e 17,7 kgfm de torque também é um dos pontos-chave, bem mais forte que os 116 cv do City. O único ponto em que o sedã médio fica devendo é no espaço do porta-malas, com escassos 449 litros contra 536 l do City. Mesmo assim, continua sendo uma compra segura.

Veja Também:  Volkswagen planeja superar Tesla em vendas de elétricos em 2025

2 – Toyota Corolla GLi 1.8 AT 2015 – entre R$ 62 mil e R$ 68 mil


O badalado Toyota Corolla é destaque entre os sedãs médios seminovos do Brasil. Pode até roubar clientes do Etios
Divulgação

O badalado Toyota Corolla é destaque entre os sedãs médios seminovos do Brasil. Pode até roubar clientes do Etios

As pessoas sempre pagaram caro pelo Corolla GLi
e continuarão fazendo isso com o modelo seminovo. Repare que ele chega a custar R$ 10 mil a mais que o próprio Civic, fabricado no mesmo ano. Mas ele ainda surge como um bom negócio, comparando com o Etios Sedan X Plus 2019 que chega a custar R$ 63.990.

LEIA MAIS: Confira os 10 carros seminovos mais vendidos do Brasil em 2018

São 2,70 metros de entre-eixos no Corolla contra apenas 2,55 m do Etios. Portanto, se você já tem filhos adolescentes, o sedã médio poderá ser a melhor opção. Sem falar no competente motor 1.8 de 144 cv e 18,1 kgfm de torque, aliado ao câmbio CVT que já simula sete marchas. O Corolla é uma das compras mais racionais que um cliente pode fazer no mercado de seminovos, ainda mais considerando que foi o modelo mais emplacado de sua categoria.

3 – Chevrolet Cruze LT 1.8 2015 – entre R$ 55 mil a 58 mil


A lista dos sedãs médios seminovos que custam o mesmo que compactos não poderia ficar sem o Cruze Sedan
Divulgação

A lista dos sedãs médios seminovos que custam o mesmo que compactos não poderia ficar sem o Cruze Sedan

Como modelo global da GM, o Cruze ficou conhecido por introduzir algumas tecnologias valorizadas entre os modelos médios, como controle eletrônico de estabilidade e central multimídia com tela sensível ao toque e entrada USB. Na linha 2015, o carro tem desenho que ainda se mantém atual, embora tenha mudado bastante em relação à geração seguinte, vendida hoje em dia.

Veja Também:  Carros elétricos podem receber mais incentivos fiscais no Brasil

O motor é o 1.8 Ecotec, de quatro cilindros, de 144 cv, que funciona com o hesitante câmbio automático de seis marchas. Pode não ser um dos conjuntos mais eficientes, mas garante bom desempenho e conforto tanto na estrada quanto em trechos urbanos. O espaço interno elogiável, com bons 450 litros no porta-malas e espaço suficiente para cinco ocupantes viajarem sem aperto. Custa menos que o Prisma LT 1.4 novo, tabelado em R$ 59.990.

4 – Nissan Sentra SL 2016 – entre 53 mil e 55 mil


Pode valer mais a pena comprar o Sentra entre os sedãs médios seminovos que investir no Versa
Divulgação

Pode valer mais a pena comprar o Sentra entre os sedãs médios seminovos que investir no Versa

Entre os principais destaques do Sentra é o espaço interno. É um pouco maior que os principais rivais, com entre-eixos de 2,70 metros. E no porta-malas carvernoso vão 503 litros. O silêncio ao rodar é outro qualidade do carro, que vem com motor 2.0, de 140 cv e pacato câmbio automático CVT, que procura manter o ponteiro do contagiros sempre baixo.

Em 2016 o sedã médio estava prestes a receber uma reestilização, que se concentrou na frente. Por dentro, as diferenças são mais discretas e o acabamento conta com certo capricho e boa ergonomia. Dentro do Grupo Renault-Nissan, o sedã compacto Logan 1.6 parte de R$ 60.790 com câmbio manual, de cinco marchas, bem mais simples que o Sentra.

5 – VW Jetta Comfortline 2.0 – entre 56 mil e R$ 58 mil


Finalizamos a lista dos sedãs médios seminovos com o Jetta 2.0, que ainda é tão barato quanto um Voyage novo
Divulgação

Finalizamos a lista dos sedãs médios seminovos com o Jetta 2.0, que ainda é tão barato quanto um Voyage novo

A versão mais em conta do Jetta da geração anterior vem com motor 2.0, de 8 válvulas e 120 cv, que funciona com câmbio automático de seis marchas. Apesar de ser de concepção antiga, destaca-se pelo baixo custo de manutenção e por responder com certa agilidade em baixa rotação.

LEIA MAIS: Golf seminovo ou Polo zero? Conheça 5 hatches médios pelo preço de compactos

Diferente da versão topo de linha Highline, com motor 2.0 turbo, a mais simples vem com eixo de torção na traseira, uma solução mais em conta que não garante a mesma estabilidade, mas fica a contento. Leva 510 litros no espaçoso no porta-malas e tem o essencial do conforto, como ar-condicionado digital e sensores que acionam os faróis e o limpador de para-brisa. Entre os sedãs médios seminovos
, custa menos que o Voyage 1.6 novo, cotado em R$ 58.400.

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Mutirão para regularização de CNH ocorre no Poupatempo de SP

Publicados

em


Quem não regularizar o documento no prazo correto pode ser punido com sete pontos e multa de R$ 293,47
Divulgação

Quem não regularizar o documento no prazo correto pode ser punido com sete pontos e multa de R$ 293,47

Sábado, dia 20 de agosto ocorre um mutirão no Poupatempo para quem estiver com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), vencida nos meses de julho e agosto de 2021 e ainda não renovaram o documento.

De acordo com o Detran.SP, Foram abertas 9,2 mil vagas em todas as suas unidades integradas ao Poupatempo. No estado de São Paulo, 154.645 condutores estão com o documento vencido e precisam regularizar a situação até o final deste mês.

Para a renovação do documento, é necessário obrigatoriamente fazer o agendamento pelos canais eletrônicos de forma gratuita – portal  www.poupatempo.sp.gov.br, aplicativo Poupatempo Digital e totens de autoatendimento.

Quanto à renovação, o serviço é feito de forma online pelos portais do Departamento Estadual de Trânsito ( www.detran.sp.gov.br ), ou ainda pelo próprio site do Poupatempo ( www.poupatempo.sp.gov.br ) ou pelo aplicativo do Poupatempo digital.

Veja Também:  Caoa Chery oferece a opção de teto preto para o Tiggo 3x Turbo

Vale lembrar que o condutor não pode ter nenhum bloqueio no prontuário como suspensão ou cassação da CNH. Se a pessoa optar por fazer o processo de forma presencial, deve ser feito agendamento no portal do Poupatempo no posto que deseja ser atendido.

A punição em caso de fiscalização de trânsito para quem não regularizar o documento no prazo correto é de sete pontos na carteira, além de multa no valor de R$ 293,47.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Burger King e EZVolt instalam  rede de recarga de elétricos no RJ e SP

Publicados

em


Novas parcerias têm ajudado a expandir a rede de carregadores para carros elétricos no Brasil
Divulgação

Novas parcerias têm ajudado a expandir a rede de carregadores para carros elétricos no Brasil

A rede de lanchonetes Burger King e a EZVolt lançaram um projeto em parceria com a Vibra Energia que visa oferecer conforto ao clientes da rede de fast food através da recarga do carro elétrico ou híbrido enquanto fazem sua refeição. Os primeiros pontos de recarga conectados à internet estão no estacionamento de restaurantes Burger King no Rio de Janeiro (RJ) e em Barueri (SP).

A Vibra Energia  será a responsável pela implantação dos equipamentos, enquanto a EZVolt ficará incumbida pela operação e manutenção da nova rede de recarga smart, totalmente inteligente, conectada à internet e com acesso a aplicativo que permite fazer reservas e consultas.

O investimento em soluções como esta do Burger King faz parte do objetivo da Vibra de ser o principal provedor de soluções de recarga e suprimento de energia do Brasil, por meio de uma rede de recarga pública robusta, disponível e conectada.

Veja Também:  Caoa Chery oferece a opção de teto preto para o Tiggo 3x Turbo

“Além de levar comodidade para os clientes, o projeto tem como objetivo estimular o transporte com baixas emissões de carbono”, afirma Gustavo Tannure, CEO e fundador da EZVolt.

As instalações de pontos de recarga nos dois primeiros restaurantes em São Paulo e Rio de Janeiro são o pontapé inicial em um projeto de expansão que terá, na primeira fase, uma rede com vinte estações de recarga em restaurantes Burger King na Região Sudeste do País até o final do ano.

Ao todo, serão dez pontos na Grande São Paulo (SP), cinco em Belo Horizonte (MG) e cinco no Rio de Janeiro (RJ). O objetivo é aumentar ainda mais esse número no ano seguinte.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana