conecte-se conosco


Carros e Motos

Vistabule faz trailers compactos com estilo retrô e recursos atuais

Publicados

em


source


Mini motorhome Vistabule Teardrop funciona com placas solares para gerar energia elétrica
Divulgação

Mini motorhome Vistabule Teardrop funciona com placas solares para gerar energia elétrica

Até mesmo para os norte-americanos que estão acostumados a fazer acampamentos, não é todo dia que você vê um trailer com estilo clássico e moderno ao mesmo tempo. Essa é a proposta da Vistabule.

A empresa com sede na cidade norte-americana de St.Paul (Minnesota, EUA), é tradicionalíssima em fabricar mini motorhomes em formato de gota e aposta no modelo Trailer Teardrop que reúne o melhor de dois mundos: a versatilidade do recursos modernos com o charme e o romantismo dos anos 1930.

Desde 2015 na ativa, esta fabricante de reboques oferece apenas uma construção em seu site. De cúpula e luzes de leitura a luzes de varanda, tomadas USB de 12 volts e 120 volts, está tudo no trailer . Plug-in solar, bateria AGM de 115 Ah, carregador de bateria de 10 amp e 120 volts também estão presentes, mas se o cliente quiser mais, há inúmeras outras opções, como painéis solares de teto e sistema de energia de íon de lítio, por exemplo.

O interior apresenta uma cama queen-size com uma cozinha “flexível” que permite operar mais de um layout. Grandes compartimentos de armazenamento estão sempre presentes no Vistabule e toneladas de recursos modulares . as portas incluem até mesas retráteis, perfeitas para trabalhar, jantar ou entreter convidados.

Você viu?

Uma enorme claraboia voltada para a frente e uma porta operável e janelas de vigia, não só têm uma boa aparência, mas ajuda a manter o ambiente mais fresco. Recursos como pia, torneira e fogão com tampa de vidro ou geladeira só podem ser operados pela parte externa do reboque .

Por outro lado, o conforto faz jus através de uma confortável e espaçosa cama de casal. Também há muito espaço para armazenar uma lixeira, temperos e utensílios. Os tanques de propano serão montados na frente. 

Veja Também:  Peugeot confirma retorno aos Estados Unidos

O Vistabule mede 4,26 m de comprimento e 2,08 m de largura. No interior, são 109 cm de altura livre. Seu peso é de 603 kg descarregado; graças à parte exterior de alumínio . O preço de entrada parte de US$ 21.995, ou R$ 114.257 numa conversão simples.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Mini Cooper SE: aceleramos a grata surpresa 100% elétrica

Publicados

em


source
Mini Cooper SE é o primeiro de vários modelos 100% elétricos que estão previstos para o Brasil
Divulgação

Mini Cooper SE é o primeiro de vários modelos 100% elétricos que estão previstos para o Brasil

A Mini tem um plano de eletrificação ousado para essa década. A fabricante britânica deverá lançar seu último modelo com motor a combustão em 2025. Em meados de 2027, os executivos esperam que mais de 50% das vendas globais sejam de produtos elétricos. Até 2030, todo o catálogo global da Mini será formado apenas por veículos movidos que não gastam uma gota de combustível.

Leia também

O primeiro capítulo dessa história acaba de desembarcar no Brasil, com o lançamento do Cooper SE . O compacto parte de R$ 239.990 na versão de entrada Exclusive , passa por R$ 264.990 na versão intermediária Top e chega a R$ 269.990 na versão topo de linha Top Collection .

O Cooper elétrico tem as mesmas proporções do modelo convencional, mas ganhou alguns milímetros de altura para alocar as baterias sem raspar. Ele também é mais pesado que o Cooper a combustão, com 1.365 kg ante apenas 1.175 kg.

Um elétrico diferente

O Mini Cooper SE tem algumas diferenças na comparação com outros elétricos, como Renault Zoe e Nissan Leaf . O compacto inglês é um veículo térmico adaptado para rodar com eletricidade, enquanto os outros dois foram desenvolvidos como modelos puramente elétricos.

Veja Também:  Carro chinês passa a ser boa opção no mercado brasileiro

Por este motivo, as baterias do Mini Cooper SE são bem menores, pois precisam caber na mesma estrutura do modelo a gasolina. Elas são alocadas abaixo do assoalho, em formato de “T”, enquanto as baterias da dupla Zoe e Leaf preenchem completamente a parte inferior.

O conjunto de baterias subdividido em 12 módulos tem capacidade energética de 29 kWh. Este arranjo facilita a manutenção , uma vez que se for identificada alguma falha em um dos módulos, basta substituir o componente sem afetar os outros. A bateria tem garantia de 8 anos ou 100 mil km.

Em uma unidade de recarga rápida, o Mini Cooper SE pode recuperar até 80% da energia em 30 minutos. No wall-box residencial, a mesma recarga dura em torno de 2 horas e 10 minutos, enquanto em uma tomada convencional (que precisa ser aterrada), a carga leva em torno de 14 horas.

Kart elétrico

Mini Cooper SE preserva a vibe esportiva do modelo com motor a combustão; dirigibilidade é destaque
Divulgação

Mini Cooper SE preserva a vibe esportiva do modelo com motor a combustão; dirigibilidade é destaque

O motor elétrico desenvolve 184 cv de potência e 27 kgfm de torque, com velocidade máxima de 150 km/h limitada eletronicamente. Segundo a fabricante, o compacto pode atingir 100 km/h em 7,3 segundos.

A dirigibilidade sempre foi a principal característica dos modelos Mini – e fico contente que isso não tenha sido esquecido na versão elétrica. A vibe do Cooper SE é exatamente a mesma do modelo térmico, mas sem os ‘estalos’ metálicos no escapamento. 

Você viu?

Pisando fundo, as rodas dão uma leve destracionada graças a o torque instantâneo, entregue em ‘zero rotação’. Este comportamento emula o hatch movido a gasolina.

Graças ao centro de gravidade mais baixo, o Mini Cooper SE é mais estável que o modelo a combustão. Sua dirigibilidade é bem direta e responsiva, o tal “go-kart feeling” que o time de engenharia gosta de destacar.

Veja Também:  JAC T80: sabe quem vai comprar um SUV chinês de R$ 146 mil?

A suspensão rígida transmite todas as irregularidades do solo para a cabine, mas o Cooper SE não deixa de ser um modelo confortável para o dia a dia. Infelizmente, sua autonomia é baixa: são 234 km de capacidade de circulação, contra 300 km do Renault Zoe e 304 km do JAC e-JS1 .

Despojado

Confira o pacote de equipamentos de cada uma das versões do Mini Cooper SE 2022
Divulgação

Confira o pacote de equipamentos de cada uma das versões do Mini Cooper SE 2022

O pacote Exclusive (R$ 239.990) de entrada conta com painel digital de cinco polegadas, teto solar panorâmico, sensor e câmera de ré, ar-condicionado de duas zonas (o único da categoria), conjunto de iluminação full-LED, conectividade Apple CarPlay e um carregador portátil adaptado para as tomadas brasileiras.

A versão Top (R$ 264.990) inclui head-up display , sistema de áudio premium Harman/Kardon, LEDs direcionais, sistema de navegação e rodas exclusivas aro 17. O pacote Top Collection (R$ 269.990) ainda traz teto multi-tom e bancos de couro em combinações diferenciadas.

Julgando que o Mini Cooper  convencional tem preço base de R$ 214.990, a versão 100% elétrica surge com um pacote super competitivo. Quando a próxima geração do hatch for lançada, você não terá mais a opção de escolher o modelo a gasolina.

Vale lembrar que as lanternas traseiras do Mini Cooper trazem a bandeira do Reino Unido, nação que vai proibir a venda de carros a gasolina a partir de 2030. Alguns modelos híbridos serão tolerados até meados de 2035, mas a Mini pretende se antecipar. O Brasil precisa participar dessa transformação.

Mini Cooper SE Preço: a partir de R$ 239.990 Motor: elétrico, tração dianteira Potência: 184 cv Torque: 27 kgfm Transmissão: automática Freios: discos ventilados (dianteira), disco sólido (traseira) Suspensão: McPherson (dianteira), multibraço (traseira) Dimensões: 3,84 m de comprimento, 1,72 m de largura, 1,41 m de altura e 2,49 m de entre-eixos Porta-malas: 211 litros Vel. Máx: 150 km/h 0 a 100 km/h: 7 segundos.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

O Lamborghini mais caro do mundo é feito de ouro maciço e pedras preciosas

Publicados

em


source


Lamborghini Aventador de ouro teria sido vendida por R$ 15 milhões na época
Divulgação

Lamborghini Aventador de ouro teria sido vendida por R$ 15 milhões na época

Em 2013, o engenheiro Robert Wilhelm Gulpen resolveu esculpir uma joia tomando como base a temática de um dos superesportivos mais desejados do mundo: o então Lamborghini Aventador.

A réplica na escala 1:8 foi esculpida a partir de um bloco de 500 quilos de ouro e anodizado com pedras preciosas nos detalhes dos assentos, o que causou certo alvoroço e polêmica, porque afinal até mesmo os multimilionários e fãs do trabalho de Gulpen ainda resistiriam em ter de gastar o equivalente na época US$ 7,5 milhões, uma média de R$ 15 milhões.

De acordo com o engenheiro, a obra preciosa ainda ganharia toda personalização e completamente elaborado de acordo com o gosto do excêntrico comprador. O veículo fez história ao atingir três recordes mundiais, como: a versão mais cara para a escala, a blindagem mais segura e o logotipo mais valioso.

Lamborghini Aventador de ouro chegou a bater três recorde de uma vez pela preciosidade que representa
Divulgação

Lamborghini Aventador de ouro chegou a bater três recorde de uma vez pela preciosidade que representa

Ainda segundo Robert Wilhelm Gulpen, do montante, US$ 2,6 milhões estariam no valor total do preço das pedras e ouro. De todo o dinheiro arrecadado, US$ 650 mil seriam doados para uma instituição de caridade.

Hoje, não há vestígios do modelo de carro Lamborghini mais caro do mundo, nem com a montadora nem com o Guinness. De acordo com o site Autoevolution, não há paradeiro da miniatura e tampouco se foi vendido em leilão pelos US$ 7,5 milhões do lance pretendido.

A miniatura é uma joia bem valiosa, cujo paradeiro ainda são se sabe ao certo até agora
Divulgação

A miniatura é uma joia bem valiosa, cujo paradeiro ainda são se sabe ao certo até agora

Parece que este foi, na melhor das hipóteses , um sonho que nunca se tornou realidade ou, na pior das hipóteses, uma retração de relações públicas que não funcionou como planejado. Seja o que for, é a prova de que algumas coisas são ultrajantes demais para existir. Ou, como se costuma dizer, nem tudo que reluz é ouro.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana