conecte-se conosco


Carros e Motos

Volkswagen adiciona versão com tração integral ao SUV elétrico ID.4

Publicados

em

source
VW ID.4 é o elétrico mais vendido da Volkswagen até o momento e logo deverá estar nas ruas do Brasil
Divulgação

VW ID.4 é o elétrico mais vendido da Volkswagen até o momento e logo deverá estar nas ruas do Brasil

A Volkswagen adiciona uma nova versão à família do ID.4, que agora passa a estar disponível com tração integral, com dois motores, e ficará posicionada abaixo da variante topo de linha, a esportiva GTX.

Agora, com dois motores, o VW ID. 4 Motion  ficará abaixo da versão GTX, de 299 cv. O SUV de 261 cv  irá custar €49,020 (R$ 261.349), (R$ 7.464 mais em conta que a versão topo de linha.

O VW ID.4 Pro 4 Motion não é focado em desempenho como a GTX e foi pensado para clientes que desejam encarar um trajeto fora de estrada, ou precisam puxar cargas, já que a capacidade de reboque dessa versão é de 1400 kg, 200 kg a mais do que a versão Pro apenas de tração traseira.

Veja Também:  A história de Ray Charles com o Ford Thunderbird no Salão de Detroit

A nova versão do VW ID.4 é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos e chega na velocidade máxima de 180 km/h, 20 km/h do que as versões com apenas um motor.

O VW ID.4 vem sendo considerado um sucesso pela marca alemã, tendo vendido 163 mil unidades em 2021, e a expectativa da fabricante é que o modelo tenha números ainda melhores neste ano.

Atualmente, o SUV elétrico é produzido em Zwickau e Emden na Alemanha, em processos livres da emissão de carbono, e também Chattanooga, nos Estados Unidos e na China, onde são produzidos o ID.4X e o  ID.4 Crozz (versões exclusivas para os chineses).

A VW já mostrou o ID.4 no Brasil, onde o modelo também foi visto em testes. Deverá chegar logo às lojas do país, mas apenas com tração 4×2 e com um motor posicionado acima do eixo traseiro, que gera 204 cv e 31,6 kgfm de torque. As baterias são de 77 kWh, o suficiente para 522 km de alcance no ciclo WLTP.

Veja Também:  Mercedes-AMG celebra 55 anos de fundação e mostra elétrico EQS 53
Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Empresa argentina vai fabricar veículos elétricos em Minas Gerais

Publicados

em

Por

SUV A!PA é um dos  modelos conceituais que aparecem no site da Bravo Motor
Divulgação

SUV A!PA é um dos modelos conceituais que aparecem no site da Bravo Motor

A Bravo Motor Company, empresa Argentina que fábrica veículos elétricos, fecha parceria com a Rockwell Automation para a instalação de uma fábrica de carros elétricos e baterias em Nova Lima, em Minas Gerais.

O investimento total será de US$ 4 bilhões (R$ 25 bilhões) e já era anunciado desde o ano passado. Agora, a novidade é a participação da Rockwell Automation, que é especializada em automação e na produção de veículos elétricos .

A BMC operava na Argentina entre 2008 e 2012, quando se mudou para os Estados Unidos, por encontrar dificuldades de operação no país natal, e desde o ano passado possui um acordo com o governo de Minas Gerais para a criação de um parque industrial.

A Rockwell irá trazer ao projeto sua experiência em processos industriais e na implantação de linha de produções ao redor do mundo.

Veja Também:  Locadoras dizem que Rio de Janeiro precisa de política para elétricos

“Em 20 anos na indústria já vemos como a atividade industrial transforma a realidade dos países e cidades. Essa é uma oportunidade única para transformar o mundo em uma sociedade mais sustentável.” Declarou Leandro Kruger Diretor Regional da Rockwell Automation.

“Estamos contentes de agregar a nosso projeto uma multinacional como a Rockwell, que tem vasta experiência na produção de baterias em grande escala.” Completou Eduardo Muñoz, CEO da Bravo Motor Company.

A fábrica terá o nome de Colossus Cluster e a Bravo Motors está buscando mais parceiros antes do começo das obras, que tem previsão para início ainda neste ano.

A estrutura em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, terá capacidade para fabricar 22.790 veículos 100% elétricos e 43.750 baterias por ano a partir de 2024, e espera criar cerca de 14 mil empregos diretos e indiretos.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Conversões para GNV mais do que dobram em São Paulo

Publicados

em

Por

Pedidos para conversão para GNV em São Paulo aumentaram 121,8% entre janeiro e maio deste ano
Divulgação

Pedidos para conversão para GNV em São Paulo aumentaram 121,8% entre janeiro e maio deste ano

Com a alta constante no preço dos combustíveis, a instalação do Gás Natural Veicular (GNV) tem sido um refúgio para muitos motoristas, cansados de ter de fazer milagres para fechar a conta no orçamento familiar no fim do mês, além de trabalhar sem que isso prejudique na renda mensal.

Nos primeiros meses deste ano, segundo estudo do Detran.SP ,  as solicitações para o serviço de alteração de combustível GNV cresceram 121,8% no estado de São Paulo entre janeiro e maio deste ano.

Foram 3.600 pedidos nos cinco primeiros meses de 2022 contra 1.625 adaptações no mesmo período do ano passado. Na capital, o aumento foi ainda maior. O Detran.SP registrou 136,6% de crescimento. Foram 1.609 solicitações entre janeiro e maio deste ano contra 701 no ano passado. Atualmente, a frota com kit GNV no estado de São Paulo é de 256.201 veículos.

Veja Também:  Locadoras dizem que Rio de Janeiro precisa de política para elétricos

Em todo o país, o preço médio do litro da gasolina fechou o mês de junho  a R$ 7,56, alta de 10% no comparativo com janeiro. Os dados são do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Já o preço médio do GNV no Brasil em junho chegou a R$5,20 , segundo levantamento da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (ABEGÁS).

De acordo com a ABEGÁS, o metro cúbico do GNV no estado de São Paulo é, em média, 18% mais barato que o litro da gasolina e abastecendo R$ 100 o motorista percorre, em média, 234 km. Com o mesmo valor, o condutor roda apenas 155 km com a gasolina ou 163 km com o etanol.

O motorista que optar pelo uso do combustível GNV deve solicitar autorização prévia junto ao Detran.SP, que resulta na emissão de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV).

O passo a passo está disponível em:  https://tinyurl.com/3s55ww95 e o serviço é solicitado por meio do e-mail [email protected] que solicitará os devidos documentos digitalizados:

Veja Também:  Subaru irá construir fábrica de veículos elétricos nos EUA

Os documentos exigidos são: 

–     Documento de identificação pessoal do proprietário do veículo

–     Certificado de Registro de Veículo (CRV) ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) – Atenção! Se o registro do veículo ocorrer a partir de 04/01/2021, o documento que deve ser apresentado é o CRLV-e.

–     Requerimento de autorização prévia para modificação do veículo preenchido conforme modelo disponível no portal do Detran.SP

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana